Foco do paciente

Amor à Vida: Nutrição - Prevenção e Tratamento​​​​​​​

Linha Fina

Participe do encontro virtual para compartilhar e trocar experiências durante o tratamento contra o câncer 

O Grupo de Apoio Amor à Vida, do A.C.Camargo Cancer Center, organiza um bate-papo virtual para falar sobre Nutrição, Prevenção e Tratamento para o paciente oncológico.

Pacientes, ex-pacientes e acompanhantes trocam ideias sobre o tema para melhorar o bem-estar e você é nosso convidado!

Marque na agenda e convide os amigos! 

Data: 5/7/2022 
Horário: 16h 
Palestrante: Thais Manfrinato Miola, Supervisora de Nutrição do A.C.Camargo Cancer Center
Anfitriã e moderadora: Dra. Letícia Alarcão Maxta, Médica titular da equipe de Endocrinologia do A.C.Camargo Cancer Center
Tema: Nutrição: Prevenção e Tratamento
Link: Acesse aqui


Você conhece o Amor à Vida?

O Grupo Amor à Vida realiza encontros com o objetivo de proporcionar bem-estar físico e mental para pacientes oncológicos, seus familiares e cuidadores, por meio de programação com temas diversos, que podem ter relação com alguma etapa do tratamento, como cotidiano, saúde, vida social, entre outros temas.

Nesses encontros, aqueles que se sentem à vontade podem compartilhar e trocar experiências semelhantes, vividas durante o período de tratamento.
 

Entenda a diferença entre quimioterapia vermelha e branca

Linha Fina

Esclarecemos essa dúvida de muitas pessoas, que associam a quimioterapia vermelha a efeitos colaterais mais fortes e ação mais intensa e a quimioterapia branca a efeitos e ação mais leves

Muitas pessoas quando ouvem falar de quimioterapia vermelha ou branca têm dúvidas do que essas cores significam. Uma é mais “forte” do que a outra? A vermelha tem mais efeito colateral do que a branca? Entenda o que significa essas cores.

A quimioterapia e as cores

A quimioterapia vermelha é formada por uma classe de medicamentos chamada antraciclinas, que apresentam tons avermelhados. A quimioterapia branca é formada por diversas classes de medicamentos que não apresentam nenhuma cor, como ciclofosfamida, taxanos, gencitabina e vinorelbina.

Ou seja, a cor do medicamento é devido às características físico-químicas dos seus componentes e não influencia nos efeitos colaterais. O que determina se um é “mais forte” que o outro não é a cor, mas a dosagem, a combinação dos medicamentos e o protocolo para cada tipo de tumor.

A única diferença entre a quimioterapia vermelha e a branca é a forma de administração. Enquanto a vermelha é administrada exclusivamente de forma endovenosa, a branca pode ser endovenosa, intramuscular, subcutânea ou intratecal.

Além da vermelha e da branca, existem quimioterápicos que apresentam outras cores, como é o caso do metotrexato, de coloração amarela, e da mitoxantrona, de coloração azul.

Combinação de medicamentos

O tratamento quimioterápico pode contar com um único medicamento ou com a combinação de vários deles com doses diferentes e variadas formas de administração.

Os medicamentos da quimioterapia vermelha, por exemplo, são muito utilizados para pacientes com câncer de mama. Mas, é mais comum ainda a paciente fazer o tratamento com uma combinação de quimioterapia branca e vermelha.

Cada dose e combinação de medicamento é única, preparada de acordo com as recomendações do médico e com o peso e a altura do paciente.

Manipulação de quimioterápico: escolha uma instituição de confiança

A manipulação do quimioterápico segue legislações, normas e protocolos de segurança. Por isso, todo farmacêutico contratado pelo A.C.Camargo, mesmo que já tenha experiência com quimioterápicos, passa por um treinamento de três meses para garantir a aderência aos rígidos protocolos de segurança da Instituição.

Como somente um farmacêutico é capaz de verificar se a medicação foi preparada de forma correta, é importante o paciente escolher bem onde fazer seu tratamento. Neste cenário, uma instituição especializada, como um cancer center, torna-se a opção mais segura. No A.C.Camargo, nossa Farmácia não só é diferenciada como também é referência em todo o Brasil. 

Tudo sobre quimioterapia

Se você tem dúvidas ou quer saber mais sobre o tratamento quimioterápico, clique aqui. Você poderá conferir diversas respostas para as principais perguntas sobre este tratamento.

 

Fonte: Aline Rezende, farmacêutica do setor de quimioterapia do A.C.Camargo Cancer Center
 

Live "Imunoterapia e saúde da mulher"

Segundo o INCA, são estimados mais de 66 mil novos casos de câncer de mama no Brasil em 2022, sendo a segunda maior incidência em mulheres de todas as regiões do país, atrás apenas de tumores de pele não melanoma.

A imunoterapia, que é uma importante aliada no tratamento de vários tipos de tumores, como pulmão, bexiga, cabeça e pescoço, também vem mostrando seu benefício em determinados subtipos do câncer de mama.

Preparamos uma live com o tema “Imunoterapia e Saúde da Mulher”, com a participação da Dra. Rachel Simões Pimenta Riechelmann, Head da Oncologia Clínica e do Dr. Jayr Schmidt Filho, Head de Onco-Hematologia aqui do A.C.Camargo, para tirar todas as suas dúvidas sobre o tema.

A live acontecerá no dia 26/05 às 17h e será transmitida simultaneamente em nosso Facebook, Linkedin e Youtube.
 

Podcast Rádio Cancer Center #61 - Fake news sobre o câncer

Linha Fina

Silicone no seio causa tumores de mama? Desodorante e celular são riscos? Remédios e chás que curam o câncer? Ouça este episódio que desvenda o que rola pelas redes sociais, um papo com o Doutor Daniel Garcia, oncologista clínico do A.C.Camargo

Fake news sobre o câncer não faltam por aí, sobretudo nas redes sociais.

Entre as polêmicas que a gente desvenda no podcast:

  • A água gelada pode provocar um câncer?
  • A água de coco quente poderia curar o câncer?
  • Há cremes, alimentos e chás que curam?
  • Forno micro-ondas e o celular são atos que podem causar câncer?
  • Desodorante e próteses de silicone podem causar câncer de mama?
  • Vacina contra o HPV traria efeitos colaterais pesados?
  • Fosfoetanolamina cura?
  • Medicamentos para hipertensão podem causar câncer?
  • E medicamentos como o Omeprazol?
  • Açúcar e carne fazem mal?
  • A indústria farmacêutica não quer a cura do câncer? 

Neste papo, o Doutor Daniel Garcia, oncologista clínico do A.C.Camargo, nos ajuda a derrubar as mentiras que circulam por aí.

Confira abaixo o nosso podcast:


Se preferir, ouça este podcast em nossos agregadores de streaming: Spotify, SoundCloud, Google Podcasts e Deezer.

 

Amor à Vida: os benefícios da dança na oncologia

Linha Fina

Participe do encontro virtual para compartilhar e trocar experiências durante o tratamento contra o câncer 

O Grupo de Apoio Amor à Vida, do A.C.Camargo Cancer Center, organiza um bate-papo virtual para falar sobre os benefícios da dança para o paciente oncológico.

Pacientes, ex-pacientes e acompanhantes trocam ideias sobre o tema para melhorar o bem-estar e você é nosso convidado!

Marque na agenda e convide os amigos! 

Data: 27/4/2022 
Horário: 16h 
Palestrante: Larissa Simões, fisioterapeuta do A.C.Camargo Cancer Center
Anfitriã e moderadora: Larissa Kuil, enfermeira supervisora de seguimento no A.C.Camargo Cancer Center
Tema: Os benefícios da dança na oncologia
Link: https://bit.ly/3LTh0mX


Você conhece o Amor à Vida?

O Grupo Amor à Vida realiza encontros com o objetivo de proporcionar bem-estar físico e mental para pacientes oncológicos, seus familiares e cuidadores, por meio de programação com temas diversos, que podem ter relação com alguma etapa do tratamento, como cotidiano, saúde, vida social, entre outros temas.

Nesses encontros, aqueles que se sentem à vontade podem compartilhar e trocar experiências semelhantes, vividas durante o período de tratamento.
 

Comunicado importante: alteração no horário de visitação nas Unidades de Internação do A.C.Camargo

As Unidades de Internação (UIs) do A.C.Camargo Cancer Center passaram por mudanças na política de visitação, válidas para as Unidades Antônio Prudente e Tamandaré.

Confira as alterações: 


UIs - Unidades Antônio Prudente e Tamandaré do A.C.Camargo 

Para pacientes menores de 18 e maiores de 60 anos 

É permitida a presença de um acompanhante, com possibilidade de troca do acompanhante a cada 12 horas.
 

Para pacientes com idade entre 18 e 60 anos 

A permissão para a presença de um acompanhante vai depender da avaliação de nossa equipe de enfermagem, que levará em conta o grau de dependência do paciente.


Para pacientes onco-hematológicos e aqueles que se submeteram a um transplante de medula óssea 

Nestes casos, as visitas continuam suspensas. É permitida a presença de um acompanhante, porém a troca do acompanhante acontece apenas duas vezes por semana, às quartas-feiras e aos sábados.


Horários de visitação e quantidade de visitantes (diariamente)

Das 14h às 15h e das 20h às 21h.

Regras:

  • Se o paciente tem um acompanhante, apenas uma pessoa pode fazer a visita por horário (exceto pacientes onco-hematológicos e aqueles que se submeteram a um transplante de medula óssea)
  • Se o paciente não conta com um acompanhante, duas pessoas podem visitar por horário, sem revezamento (exceto pacientes onco-hematológicos e aqueles que se submeteram a um transplante de medula óssea)

 

Conhece o Podcast do A.C.Camargo?

Ouça aqui no portal ou nos agregadores de streaming: Spotify, SoundCloud, Google Podcasts e Deezer

Podcast Rádio Cancer Center #60 - Como é ser acompanhante de um paciente oncológico

Linha Fina

Ouça este episódio cheio de dicas práticas para quem está em tratamento e para quem acompanha alguém que tem câncer – com a palavra, o Marcelo, que é acompanhante do irmão gêmeo, e a líder da Psicologia do A.C.Camargo

Ser acompanhante de um paciente oncológico é uma tarefa de extrema importância. Afinal, além de dar apoio logístico e emocional para quem está em tratamento oncológico, os acompanhantes são uma espécie de filtro entre o paciente e as pessoas menos próximas, como amigos, colegas de trabalho e vizinhos.

Assim, o acompanhante é um personagem que também precisa de cuidados, até porque a pessoa precisa estar bem para poder cuidar bem. 

Para podermos apresentar visões importantes e dicas práticas para quem nos ouve, temos dois convidados pra lá de especiais na edição 60 do podcast do A.C.Camargo:

  • Marcelo Vargas Campos, que é acompanhante e irmão gêmeo do Rodrigo, paciente do A.C.Camargo
  • Doutora Christina Haas Tarabay, Head de Psicologia do A.C.Camargo

"O importante é se mostrar sempre disponível, perguntar sempre em quê é possível ajudar", afirma Marcelo, cujo irmão, Rodrigo, está em tratamento de um câncer de testículo.

Confira abaixo o nosso podcast e, na sequência, algumas fotos dos irmãos gêmeos, inclusive dos tempos de infância.

 

Os irmãos ainda bebês:

2 bebês de 6 meses


Nas duas próximas, o Marcelo (nosso entrevistado) está à esquerda do Rodrigo (nosso paciente):

2 homens de 25 anos, de barba, bone rosa e camiseta branca - Ser acompanhante de um paciente oncológico2 homens de 25 anos, de barba, se cumprimentam na piscina


Por fim, diante de uma das construções clássicas do Ipiranga, bairro paulistano:

2 homens de 25 anos, de barba, na escadaria diante de uma mansão colonial


Se preferir, confira este podcast em nossos agregadores de streaming: Spotify, SoundCloud, Google Podcasts e Deezer.

 

Quimioterapia: O Cuidado Humanizado Dentro da Unidade de Terapia Intensiva

Grupo de Quimioterapia: A Unidade de Terapia Intensiva (UTI) é um local destinado à realização de atendimento de alta complexidade. 

Tal característica exige uma assistência qualificada especializada e, ao mesmo tempo, merece uma atenção mais humanizada e direcionada em relação não somente ao paciente, mas também à família. 

Neste webinar, iremos falar sobre a importância do cuidado humanizado dentro das UTIs e a importância da equipe multidisciplinar para tornar possível o cuidado humanizado.

Assista ao papo e saiba como isso funciona no A.C.Camargo:


+ Podcast A.C.Camargo
Confira em nossos agregadores de streaming: Spotify, SoundCloud, Google Podcasts e Deezer

Amor à Vida: direitos do paciente oncológico

Linha Fina

Participe do encontro virtual para compartilhar e trocar experiências durante o tratamento contra o câncer 

O Grupo de Apoio Amor à Vida, do A.C.Camargo Cancer Center, organiza um bate-papo virtual para falar sobre os direitos do paciente oncológico.

Pacientes, ex-pacientes e acompanhantes trocam ideias sobre o tema para melhorar o bem-estar e você é nosso convidado!

Marque na agenda e convide os amigos! 

Data: 13/4/2022 
Horário: 16h 
Palestrante: Flavio de Oliveira Bagnatori, Gerente Jurídico do A.C.Camargo Cancer Center
Anfitriã e moderadora: Isabel Miranda Bonfim, Gerente Sênior de Operações do A.C.Camargo Cancer Center
Tema: Direitos do paciente oncológico
Link: https://bit.ly/3DTYiIX


Você conhece o Amor à Vida?

O Grupo Amor à Vida realiza encontros com o objetivo de proporcionar bem-estar físico e mental para pacientes oncológicos, seus familiares e cuidadores, por meio de programação com temas diversos, que podem ter relação com alguma etapa do tratamento, como cotidiano, saúde, vida social, entre outros temas.

Nesses encontros, aqueles que se sentem à vontade podem compartilhar e trocar experiências semelhantes, vividas durante o período de tratamento.
 

Voluntariado no câncer: assista ao debate e saiba como isso funciona no A.C.Camargo

Voluntariado no câncer: vivemos o reencontro com a nossa rede de voluntários, um momento muito importante que marcou a retomada de atividades que estavam suspensas ou de forma on-line durante a pandemia. 

Esse grupo tem um papel fundamental para a experiência dos nossos pacientes e de seus acompanhantes. 

Se hoje estamos posicionados entre os maiores Cancer Centers do mundo, muito se deve a esse trabalho, que prova que juntos podemos construir histórias maiores do que individualmente. 

O evento contou com a presença da conselheira Vicky Bloch, que falou sobre sua relação de 56 anos com o A.C.Camargo. Em um discurso emocionante, Vicky declarou que aqui ela aprendeu o que é ser voluntária, e como esse papel exige muita disciplina, conexão e sua relação duradoura com o projeto. 

Tivemos também a participação da Dra. Raquel Bussolotti, Diretora de Operações do A.C.Camargo, e do nosso diretor geral, Dr. Victor Piana de Andrade, que destacou o papel fundamental dos voluntários para a instituição e afirmou que somos um exemplo de como a energia positiva constrói coisas boas para a sociedade.

Assista ao debate e saiba como isso funciona no A.C.Camargo:


+ Podcast A.C.Camargo
Confira em nossos agregadores de streaming: Spotify, SoundCloud, Google Podcasts e Deezer