Edição gráfica de um laço azul com a foto do paciente Adelso

“Depois de 18 anos curado de um câncer, quero viver uma vida mais leve”

Publicado em: 25/11/2020 - 12:11:30
Linha Fina

 

Neste Novembro Azul, conheça a história do nosso paciente Adelso, escrivão de polícia aposentado que enfrentou um tumor de próstata e foi tratado no A.C.Camargo Cancer Center

 

“Minha vida é cheia de histórias e experiências. Sou um escrivão de polícia aposentado, com uma família linda e bem grande: sou casado com a querida Matilde, a mulher da minha vida! Com o casamento, vieram os filhos: Ricardo e Janeth, que nos presentaram com quatro netos, meus xodós.

Todo fim de semana que podemos, a gente dá uma escapada para a praia. E aí é só diversão! Sou um avô muito presente, curtindo os netos em casa ou viajando à praia.

Todo ano faço meus exames de rotina, pra conferir como anda minha saúde. Minha esposa fica sempre no meu pé, incentivando a cuidar do meu bem-estar e relembrando sempre dos meus compromissos com a saúde. E ela está certíssima!

Lá em 2003, o exame de próstata detectou algo diferente. O médico, na ocasião, até disse: "Não estou gostando do que vi!". Fiquei muito assustado, será que minha vida acabaria ali? Insatisfeito com o diagnóstico, fui atrás de outro profissional, indicado por um amigo.

O novo médico era o Doutor Stênio de Cássio Zequi, do A.C.Camargo. Pensa em um cara gente boa! Na consulta, prontamente ele identificou meu tumor, pediu mais exames e já começamos a pensar em uma possível cirurgia. O que mais gostei é que o Doutor – que eu chamo carinhosamente de ‘Papa da Urologia’ – foi muito legal comigo, tivemos uma conversa franca e sincera sobre meu problema.

Como meu tumor foi recém-descoberto, ele me passou as opções de tratamento – rádio, hormonioterapia ou cirurgia. Escolhi a última alternativa.

A cirurgia foi um sucesso, o Doutor retirou minha próstata e sigo saudável até hoje. A cada seis meses faço questão de visitar o Doutor Stênio, que virou meu grande amigo e colega na luta contra o câncer.

Aprendizado na jornada

No momento em que o câncer chega à nossa vida, a gente fica muito mexido. Mas meu tumor foi diagnosticado muito precocemente, o que ajudou no meu tratamento rápido e sem sequelas.

A partir disso, virei uma enciclopédia do câncer: pesquiso de tudo um pouco (sempre em fontes seguras, como o portal do A.C.Camargo) e tranquilizo meus colegas com as informações que busco.

Depois de 18 anos curado de um câncer, quero viver uma vida mais leve. Sei que muitos homens costumam adiar os exames de rotina, seja por falta de tempo, vergonha ou qualquer outro motivo. Se vale um conselho, diria que nossa saúde é muito preciosa e essas desculpas não são suficientes.

"Hoje tenho 74 anos bem vividos, e com muitos a vir. Quero estar com ainda mais saúde para curtir minha vida com minha esposa e netos, e aproveitar uma praia sempre que possível.”

Foto de frente do senhor Adelso, homem branco, de cabelos grisalhos e

Avaliação de conteúdo

Você gostaria de avaliar esse conteúdo?
Esse conteúdo foi útil?
Gostaria de comentar algo sobre esse conteúdo?
Ao continuar você confirma ter ciência de nossa Política de Privacidade e dos respectivos Avisos de Privacidade e Proteção de Dados presentes em nosso Portal de Privacidade.
CAPTCHA
Esta pergunta é para testar se você é humano e para evitar envios de spam

Veja também

A bebida alcoólica eleva o risco de um câncer de boca?
A bebida alcoólica pode ser, sim, um fator de risco para o desenvolvimento de um câncer. Essa associação ocorre não apenas para um tumor de cabeça e pescoço, como boca, faringe e laringe. O álcool também pode implicar problemas no esôfago, mama e intestino grosso...
Pesquisa aponta aumento da incidência de câncer de orofaringe associado a infecção por vírus HPV
Neste Julho Verde, mês de conscientização sobre o combate aos tumores de cabeça e pescoço, conheça este estudo feito na cidade de São Paulo, que analisou mais de 15 mil casos de câncer de boca e orofaringe O papilomavírus humano (HPV) é um vírus que...
Podcast Rádio Cancer Center #18 - Julho Verde: sinais e sintomas do câncer de tireoide
Julho Verde: você já ouviu falar dessa campanha? Ela é a bandeira do mês de conscientização mundial sobre o combate aos tumores de cabeça e pescoço. O câncer de tireoide é um dos mais comuns: as projeções do Instituto Nacional de Câncer (INCA) apontam que...
Podcast Rádio Cancer Center #17 - Câncer de pele: atenção aos sinais e sintomas
Uma conversa para aprender a reconhecer os alertas que pedem uma consulta médica Câncer de pele: o Instituto Nacional de Câncer (Inca) classifica o tumor cutâneo não melanoma como o mais frequente no Brasil, correspondendo a cerca de 30% de todos os cânceres malignos registrados...
Podcast Rádio Cancer Center #16 - Os sinais e sintomas do câncer de mama
Câncer de mama: o Instituto Nacional de Câncer (Inca) estima 66.280 novos casos para cada ano do triênio 2020-2022. Assim, é vital que as pessoas se atentem a sinais e sintomas e, ao notá-los, procurem ajuda médica. Com a palavra, o Doutor Renato Cagnacci Neto...