Recidiva, seguimento, cura e remissão em oncologia Pular para o conteúdo principal

Recidiva, seguimento, cura e remissão em oncologia

 
Publicado em:

Recidiva, seguimento, cura e remissão em oncologia

Nesta edição da coluna “Fala, doutor!”, saiba o que significam estes conceitos que confundem muitas pessoas

Publicado em:

Imagem do Dr. Daniel Garcia, de braços cruzados, com a legenda "Fala, doutor!"

Imagem do Dr. Daniel Garcia, de braços cruzados, com a legenda "Fala, doutor!"

Nesta edição da coluna “Fala, doutor!”, saiba o que significam estes conceitos que confundem muitas pessoas

Por Dr. Daniel Garcia, oncologista clínico do A.C.Camargo Cancer Center


Quando o tratamento termina, muitos pacientes escutam de seus médicos oncologistas que se inicia o seguimento ou quais medicamentos adicionais serão necessários para manter o tumor em remissão. Ou, felizmente, que o câncer desapareceu e o paciente está curado. Neste momento, muitos têm dúvidas sobre qual é sua real situação e o que estes termos representam.

Seguimento

Todo paciente quando termina o tratamento que fez contra uma neoplasia maligna passa pela fase de seguimento, que significa fazer consultas médicas regulares mesmo estando sem sintomas. O paciente passa por exames físicos e outros que podem incluir análises laboratoriais e de imagem, com a finalidade de rastrear uma possível recidiva do câncer.

Cura e remissão

A cura significa que não há vestígios do câncer após o tratamento e que o tumor nunca mais voltará. 
A remissão significa que os sinais e sintomas do câncer estão reduzidos ou ausentes. A remissão pode ser parcial ou completa, quando todos os sinais e sintomas do câncer desapareceram. 

O paciente que permanece em remissão completa por cinco anos ou mais, normalmente, pode ser considerado curado. Mesmo assim, algumas células cancerosas podem permanecer no corpo por muitos anos após o tratamento e fazer com que o câncer volte um dia. 

Para os cânceres que retornam, a maioria acontece nos primeiros cinco anos após o tratamento. Mas, há uma chance de que o câncer volte mais tarde. Este é o motivo que leva os médicos a não conseguirem dizer com certeza se o paciente está curado.

Compreendendo a recidiva

Algumas células cancerosas podem permanecer despercebidas no corpo por anos após o tratamento. Se um câncer retorna após ter estado em remissão, é chamado de recidiva ou recorrência. 

O câncer pode reaparecer no mesmo local em que foi originalmente diagnosticado ou em uma parte diferente do corpo. Cada situação é diferente e não há como prever exatamente o que irá acontecer. O que podemos afirmar é se a probabilidade do câncer retornar é baixa ou alta. Para isto, o médico utiliza diversas ferramentas e informações sobre o câncer e o paciente.
 

Avaliação de conteúdo

Você gostaria de avaliar esse conteúdo?
Esse conteúdo foi útil?
Gostaria de comentar algo sobre esse conteúdo?
Ao continuar você confirma ter ciência de nossa Política de Privacidade e dos respectivos Avisos de Privacidade e Proteção de Dados presentes em nosso Portal de Privacidade.
CAPTCHA
Esta pergunta é para testar se você é humano e para evitar envios de spam

Veja também

Você sabia que alguns casos de câncer de próstata e rim podem ser apenas acompanhados durante a vida?
Décadas atrás, tanto o câncer de próstata quanto o câncer de rim, costumavam ser diagnosticados em estágios avançados e com sintomas tão avançados quanto, como obstrução urinária, sangramento ou dor. Porém, ambas as doenças com o tempo passaram por mudanças...
A.C.Camargo contribui para o tratamento de câncer de cabeça e pescoço em países subdesenvolvidos
Como um cancer center, inovação e pesquisa fazem parte da nossa jornada diária. Além de ser um ato de grande orgulho para nós. Nosso corpo clínico é formado por grandes mentes pensantes que, junto a atuação em assistência, também lideram...
Linfoma de Hodgkin x Linfoma não Hodgkin
Conheça os sinais e sintomas de cada um destes tipos de câncer hematológicos O linfoma surge no sistema linfático, uma rede de pequenos vasos e gânglios que é parte tanto do sistema circulatório como do sistema imune. O sistema coleta...
Câncer colorretal tem cura e pode ser prevenido
O câncer colorretal é um dos mais frequentes no mundo todo. A boa notícia é que há prevenção para reduzir a probabilidade de desenvolver este câncer e as taxas de cura são altas quando detectadas precocemente. Por isso, conhecer e...
Tumores cerebrais e do sistema nervoso central: tudo sobre esses tipos de câncer
Tumores cerebrais são pouco comuns: as estatísticas mundiais apontam que, do total de tipos de câncer que existem, menos de 2% se localizam no cérebro. Mais frequentes, porém, são as metástases cerebrais de outros tumores mais incidentes, como mama ou...