Câncer de mama em homens - Fique atento

Publicado em: 19/02/2018 - 21:02:00
Notícias

Sim, homens também podem ter câncer de mama. Eles têm glândulas mamárias e hormônios femininos, ainda que em quantidade pequena. "A mama masculina é um órgão pequeno; o câncer de mama em homens é bem mais raro, mas acontece", explica a Dra. Fabiana Makdissi, Diretora do Departamento de Mastologia.

Dos casos de câncer de mama, 1% é masculino. Para cada 100 mulheres diagnosticadas com câncer de mama, há 1 homem com o mesmo diagnóstico.

Normalmente, ele aparece em homens mais velhos, acima dos 60 anos, e pode ser mais frequente em homens cujas famílias apresentam muitos casos de câncer de mama (mesmo que em mulheres) e câncer de ovário.

Diagnóstico

Justamente por ser mais raro, não existe rastreamento de câncer de mama (ou seja, não fazemos mamografia de rotina neles), a não ser que cheguem ao médico com alguma queixa na mama. Portanto, o mais importante: que cada homem preste atenção ao seu corpo.

Ao primeiro sinal de uma caroço na mama, ou inchaço próximo do mamilo, ou secreção pelo mamilo, é bom agendar um médico. O aumento da mama no homem, ou mesmo o caroço, pode ser só uma ginecomastia – o que é mais comum –, que significa um aumento totalmente benigno da glândula mamária do homem, sem risco para câncer de mama.

Sintomas

  • Surgimento de um caroço próximo ao mamilo
  • Retração do mamilo
  • Dor unilateral na mama
  • Secreção pelo mamilo

Tratamento

Como a mama masculina é pequena e os nódulos são atrás do mamilo, geralmente não temos como fazer cirurgias conservadoras (que retiram apenas parte da mama). A cirurgia costuma ser a retirada de toda a mama com a aréola e o mamilo tendo de sair como margem de segurança (mastectomia total), com a cirurgia axilar (retirada de um gânglio – linfonodo sentinela – ou de vários gânglios da axila) no mesmo tempo cirúrgico.

Outros tratamentos podem ser necessários, como nas mulheres: quimioterapia, radioterapia, bloqueio dos hormônios. Tudo vai depender do tamanho do tumor e de suas características biológicas.

 

Dra. Fabiana Baroni Alves Makdissi - CRM 92598
Diretora do Departamento de Mastologia

Veja também

Campanha de Prevenção do Câncer de Pele
O A.C.Camargo Cancer Center mais uma vez colabora com a Campanha de Prevenção do Câncer de Pele "Dia C", que é uma iniciativa da Sociedade Brasileira de Dermatologia. O atendimento ao público será neste sábado, 26/11, das 9h às 15h, por ordem de chegada, com...
Cistos e alterações benignas na mama: acompanhamento pode ser suficiente
O diagnóstico de cistos na mama pode gerar preocupação em algumas mulheres. Mesmo nos casos benignos – que são mais frequentes –, há o medo de o tumor se desenvolver para um câncer. No entanto, segundo especialistas, essa probabilidade é bastante pequena e o protocolo...
Mulheres indígenas podem ter menor risco para desenvolver câncer de mama
Estudos com habitantes indígenas da América Latina constataram menor incidência de câncer nessa população, que corresponde a 10% do total de latinos. A incidência do câncer de mama, tipo mais comum entre as mulheres, foi ainda menor na população indígena, segundo resultado de uma pesquisa...
Doze cuidados com as mãos e os pés importantes ao paciente oncológico
Durante o tratamento quimioterápico, alguns pacientes podem sentir efeitos colaterais na pele, principalmente na região das mãos e dos pés. Dentre as principais alterações, destacam-se a Síndrome de mãos e pés; mudanças nas unhas e a neuropatia periférica, pequena lesão no Sistema Nervoso que pode...
Fumo de terceira mão também é fator de risco para desenvolvimento de câncer
Toxinas que se fixam em roupas e no ambiente após o indivíduo terminar o cigarro também fazem mal à saúde. Após a consolidação de evidências sobre os males para quem fuma e para os fumantes passivos, cientistas chamam a atenção da sociedade para os perigos...