Mudanças de paradigma marcam Next Frontiers em Ginecologia | A.C.Camargo Cancer Center Pular para o conteúdo principal

Mudanças de paradigma marcam Next Frontiers em Ginecologia

 
Publicado em:

Mudanças de paradigma marcam Next Frontiers em Ginecologia

Publicado em:

Novas perspectivas de tratamento de cânceres de útero, endométrio e ovário são alguns dos destaques deste ano

Mudanças de paradigma são os pontos de destaque na programação do Painel de Ginecologia Oncológica: um exemplo é a terapia alvo com inibidores de PARP usada no tratamento de câncer de ovário recidivado, que trouxe uma nova e importante alternativa para pacientes com mutações no gene BRCA, e pode ser combinada a outros tratamentos. É o tema da palestra: “Inibidores de PARP. Estamos vivendo uma mudança de paradigma?”.  O câncer de ovário é o tumor ginecológico mais difícil de ser diagnosticado e o de maior mortalidade – e os inibidores de PARP podem prolongar muito a sobrevida das pacientes com mutações de BRCA.

Mudaram também, para citar mais um exemplo, os padrões da classificação molecular do linfonodo sentinela no câncer de endométrio. O Dr. Glauco Baiocchi Neto, head da Ginecologia Oncológica, falará sobre isso na sua palestra “Linfonodo sentinela no câncer de endométrio. Mudança de paradigma?”. Já no caso dos sarcomas uterinos, o que mudou há muito pouco tempo foi a classificação molecular. Em todas essas novidades, o foco é a personalização. Diagnósticos e tratamentos são individualizados, porque cada paciente é único. 

Outro destaque em Ginecologia será a tendência das cirurgias cada vez menos invasivas, como a laparoscopia no tratamento do câncer do colo do útero com destaque para um estudo conduzido pelo MD Anderson Cancer Center. A instituição também estará presente com Anil Sood, que ministrará quatro palestras sobre: mudanças adaptativas dos tumores às drogas antiangiogênicas; o papel das plaquetas e trombocitose no câncer de ovário e implicações terapêuticas; novas drogas e tratamentos do câncer de ovário e atualização do programa “Moonshot” do MD Anderson no câncer de ovário que inclui triagem para cirurgia primária ou quimioterapia neoadjuvante. Entre os convidados nacionais, teremos especialistas do Grupo Brasileiro de Tumores Ginecológicos (EVA), INCA e Hospital Erasto Gaertner.

Para conferir a programação completa, acesse http://nextfrontiers.com.br/ 

Avaliação de conteúdo

Você gostaria de avaliar esse conteúdo?
Esse conteúdo foi útil?
Gostaria de comentar algo sobre esse conteúdo?
Ao continuar você confirma ter ciência de nossa Política de Privacidade e dos respectivos Avisos de Privacidade e Proteção de Dados presentes em nosso Portal de Privacidade.
CAPTCHA
Esta pergunta é para testar se você é humano e para evitar envios de spam

Veja também

Conheça o centro de imunização do A.C.Camargo
O centro de imunização do A.C.Camargo Cancer Center surgiu para ampliar ainda mais o cuidado ao paciente oncológico oferecido na instituição. O espaço disponibiliza com comodidade e agilidade as vacinas para pacientes, familiares e qualquer pessoa interessada no serviço de...
A terapia da calma
Se você está chegando agora à Oncolândia, esse novo mundo que altera totalmente aquele em que vivíamos antes, vou lhe dar um conselho de veterano, mesmo que você não peça: segure a sua onda. Mantenha a calma, controle a angústia...
CineClube Paliativo
Em 18 de junho de 2024, o A.C.Camargo apresentou o CineClube Paliativo. Especialistas em suas áreas de atuação conversaram sobre suas percepções de como o contexto do Cuidado Paliativo se aplica no Brasil. Confira os podcasts do evento:
Acolhimento, no ambiente do hospital
O que você acha dos ambientes que frequenta no A.C.Camargo? Os saguões, as salas de atendimento, os corredores de espera, os consultórios, qualquer ambiente? Como você avalia a acomodação que eles têm e as sensações que despertam nos usuários? Em...
Você sabia que alguns casos de câncer de próstata e rim podem ser apenas acompanhados durante a vida?
Décadas atrás, tanto o câncer de próstata quanto o câncer de rim, costumavam ser diagnosticados em estágios avançados e com sintomas tão avançados quanto, como obstrução urinária, sangramento ou dor. Porém, ambas as doenças com o tempo passaram por mudanças...