Monkeypox: informações para o paciente oncológico Pular para o conteúdo principal

Monkeypox: informações importantes para o paciente oncológico

 
Publicado em:

Monkeypox: informações importantes para o paciente oncológico

Neste infográfico, entenda o impacto do vírus na vida de quem tem câncer

Publicado em:

Neste infográfico, entenda o impacto do vírus na vida de quem tem câncer

Os sintomas iniciais da Monkeypox assemelham-se a uma virose: febre, dores de cabeça e gânglios aumentados. O período de incubação do vírus (do contágio às primeiras manifestações clínicas) varia entre 5 e 21 dias. 

Apenas após o aparecimento de lesões na pele é que surge a suspeita de Monkeypox. Principalmente, se houve contato com uma pessoa com diagnóstico confirmado da doença. 


Monkeypox e câncer: o A.C.Camargo Cancer Center está preparado

Para a segurança do paciente atendido no A.C.Camargo, um fluxo de atendimento protegido para casos suspeitos e confirmados foi criado.

Na identificação dos sinais e sintomas, o caso será discutido com a nossa equipe de Infectologistas que se mantida a suspeita, exames específicos das lesões de pele serão coletados e enviados para o Instituto Adolfo Lutz para diagnóstico. 

Os pacientes suspeitos serão mantidos em isolamento para proteção da equipe e dos demais pacientes. No momento da alta hospitalar receberá orientações de isolamento domiciliar para minimizar a transmissão da doença na comunidade.

Contamos com a possibilidade de seguimento por telemedicina com a equipe especialista.


Monkeypox e câncer: entenda

As complicações da doença são raras, podendo aparecer mais comumente em pacientes oncológicos. O câncer em si – bem como algumas modalidades de tratamento oncológico – altera a imunidade da pessoa. Dessa forma, ela fica mais propensa a doenças infecciosas, como é o caso da monkeypox.

As complicações incluem infecção bacteriana das lesões de pele, pneumonia e até infecção em sistema nervoso central.

Dentre os grupos que têm maior vulnerabilidade e maior risco de complicações destacam-se:

•   Cânceres hematológicos
•   Tumores sólidos avançados 
•   Pacientes em esquemas mais intensos de quimioterapia


Desafios para o diagnóstico

Uma dificuldade para médicos e pacientes identificarem a Monkeypox é que seus sinais e sintomas são similares aos da sífilis e herpes – apresenta, ainda, abcessos que podem provocar um tempo maior de internação.

Outro desafio é que o vírus permanece até 21 dias incubado e 16 dias ativo.

monkeypox infográfico


Fonte: Serviço de Controle de Infecção Hospitalar do A.C.Camargo

Avaliação de conteúdo

Você gostaria de avaliar esse conteúdo?
Esse conteúdo foi útil?
Gostaria de comentar algo sobre esse conteúdo?
Ao continuar você confirma ter ciência de nossa Política de Privacidade e dos respectivos Avisos de Privacidade e Proteção de Dados presentes em nosso Portal de Privacidade.
CAPTCHA
Esta pergunta é para testar se você é humano e para evitar envios de spam

Veja também

Nossos índices de chance de cura são os mais altos do país
Lançado em abril de 2023, o Observatório do Câncer do A.C.Camargo avaliou mais de 98 mil casos tratados na instituição nos últimos 20 anos. E os dados apresentados mostram que, cada vez mais, alcançamos ótimos resultados junto aos pacientes. Nos...
Linfoma de Hodgkin x Linfoma não Hodgkin
Conheça os sinais e sintomas de cada um destes tipos de câncer hematológicos O linfoma surge no sistema linfático, uma rede de pequenos vasos e gânglios que é parte tanto do sistema circulatório como do sistema imune. O sistema coleta...
Conheça o centro de imunização do A.C.Camargo
O centro de imunização do A.C.Camargo Cancer Center surgiu para ampliar ainda mais o cuidado ao paciente oncológico oferecido na instituição. O espaço disponibiliza com comodidade e agilidade as vacinas para pacientes, familiares e qualquer pessoa interessada no serviço de...
Câncer colorretal tem cura e pode ser prevenido
O câncer colorretal é um dos mais frequentes no mundo todo. A boa notícia é que há prevenção para reduzir a probabilidade de desenvolver este câncer e as taxas de cura são altas quando detectadas precocemente. Por isso, conhecer e...
Proteja-se: vacina contra HPV é sua defesa contra vários tipos de câncer
O papilomavírus humano (HPV) é uma infecção sexualmente transmissível (IST) que pode ser transmitida por relações sexuais desprotegidas, infectando a pele ou as mucosas, como boca, vulva, vagina, colo do útero, reto, pênis, entre outros. Porém, mais importante ainda é...