Mitos & verdades sobre tumores abdominais

Publicado em: 03/12/2019 - 08:12:33
Institucional
Prevenção
Epidemiologia
Mitos & Verdades

O sistema digestório é fundamental na absorção de nutrientes dos alimentos para o funcionamento do organismo. Conhecer os sinais ou possíveis fatores de risco para doenças, como o câncer, pode ajudar a desmitificar alguns mitos e esclarecer dúvidas sobre a saúde de órgãos situados na região abdominal, como esôfagoestômagopâncreas e fígado.
 

Pessoas de países orientais têm maior risco de desenvolver câncer no abdômen?

Depende. O grau de incidência do câncer é bastante relacionado aos hábitos da população. Os orientais, por exemplo, utilizam grande quantidade de sal na conservação ou no consumo dos alimentos, o que aumenta o risco de tumores gástricos.

No entanto, estudos indicam que se esses povos forem transferidos aos Estados Unidos e adquirirem o hábito alimentar deste país, é possível que o risco de desenvolvimento de câncer mude, por exemplo, para o de intestino, mais comum na população americana.
 

O histórico familiar pode ser um fator de risco para o desenvolvimento de tumores abdominais?

Verdade. O diagnóstico de um familiar com câncer não necessariamente determina o surgimento de um fator hereditário. No entanto, quando ocorrem pelo menos dois casos do mesmo tipo de câncer na família ou em um paciente com idade precoce (antes dos 40 anos), é possível que existam alterações genéticas que predispuseram aos tumores.

Entre as síndromes hereditárias relacionadas à região do abdômen, o Câncer Gástrico Difuso Hereditário se destaca. Apesar de sua incidência ser bastante rara, pode aumentar o risco de desenvolvimento do câncer em até 80%.
 

Tabagismo é fator de risco somente para câncer de pulmão?

Mito. O uso do cigarro pode ser um dos fatores de risco para vários outros tipos de câncer, como estômago, bexiga, boca e garganta. E, assim como no caso do pulmão, o tabagismo torna-se um dos principais elementos que predispõem ao desenvolvimento de tumores no esôfago e no pâncreas.

Dr. Felipe José Fernandez Coimbra - CRM 93020
Diretor do Núcleo de Cirurgia Abdominal
Especialista em Cancerologia Cirúrgica - RQE 30634
Especialista em Cirurgia Geral - RQE 30635

Avaliação de conteúdo

Você gostaria de avaliar esse conteúdo?
Esse conteúdo foi útil?
Gostaria de comentar algo sobre esse conteúdo?

Veja também

Ensino em oncologia: assista ao vídeo e saiba tudo sobre nossa Residência Médica
Ensino em oncologia: o Dr. José Augusto Rinck, Vice-Líder do Centro de Referência em Tumores Urológicos e Coordenador do Programa de Residência Médica em Oncologia Clínica, destaca os principais diferenciais da nossa Residência Médica. O processo seletivo para o Programa em Residência Médica em Citopatologia...
Nossa Rede Voluntária precisa de você
Desde a nossa fundação, acreditamos que a atuação do voluntariado melhora a experiência do paciente durante sua internação ou nos atendimentos dos ambulatórios. Nossos voluntários orientam os pacientes sobre a localização de serviços e realizam diversas atividades que proporcionam um cuidado muito mais amplo que...
A.C.Camargo celebra 20 anos de pós-graduação
Como é possível combater o câncer se apenas 10% das escolas médicas do país ministram aulas específicas de oncologia? Foi a partir desse questionamento que, em 1996, o Prof. Dr. Ricardo Renzo Brentani, na época presidente da Fundação Antônio Prudente, começou a colocar em prática...
Programa de navegação
Você sabe o que é um enfermeiro navegador e qual o seu trabalho? Este profissional é o elo entre o paciente e a equipe assistencial e desenvolve um trabalho fundamental para melhorar os resultados do tratamento contra o câncer. “Os navegadores são profissionais da enfermagem...
Outubro Rosa em vídeo: prevenção e diagnóstico precoce no câncer de mama
É o tumor mais comum entre as mulheres, atrás apenas do câncer de pele não melanoma Não é preciso o Outubro Rosa para recordar que há 59,7 mil novos casos de câncer de mama por ano no Brasil, de acordo com estimativas do INCA. É...