Mitos & verdades sobre tumores abdominais

Publicado em: 03/12/2019 - 08:12:33
Institucional
Prevenção
Epidemiologia
Mitos & Verdades

O sistema digestório é fundamental na absorção de nutrientes dos alimentos para o funcionamento do organismo. Conhecer os sinais ou possíveis fatores de risco para doenças, como o câncer, pode ajudar a desmitificar alguns mitos e esclarecer dúvidas sobre a saúde de órgãos situados na região abdominal, como esôfagoestômagopâncreas e fígado.
 

Pessoas de países orientais têm maior risco de desenvolver câncer no abdômen?

Depende. O grau de incidência do câncer é bastante relacionado aos hábitos da população. Os orientais, por exemplo, utilizam grande quantidade de sal na conservação ou no consumo dos alimentos, o que aumenta o risco de tumores gástricos.

No entanto, estudos indicam que se esses povos forem transferidos aos Estados Unidos e adquirirem o hábito alimentar deste país, é possível que o risco de desenvolvimento de câncer mude, por exemplo, para o de intestino, mais comum na população americana.
 

O histórico familiar pode ser um fator de risco para o desenvolvimento de tumores abdominais?

Verdade. O diagnóstico de um familiar com câncer não necessariamente determina o surgimento de um fator hereditário. No entanto, quando ocorrem pelo menos dois casos do mesmo tipo de câncer na família ou em um paciente com idade precoce (antes dos 40 anos), é possível que existam alterações genéticas que predispuseram aos tumores.

Entre as síndromes hereditárias relacionadas à região do abdômen, o Câncer Gástrico Difuso Hereditário se destaca. Apesar de sua incidência ser bastante rara, pode aumentar o risco de desenvolvimento do câncer em até 80%.
 

Tabagismo é fator de risco somente para câncer de pulmão?

Mito. O uso do cigarro pode ser um dos fatores de risco para vários outros tipos de câncer, como estômago, bexiga, boca e garganta. E, assim como no caso do pulmão, o tabagismo torna-se um dos principais elementos que predispõem ao desenvolvimento de tumores no esôfago e no pâncreas.

Dr. Felipe José Fernandez Coimbra - CRM 93020
Diretor do Núcleo de Cirurgia Abdominal
Especialista em Cancerologia Cirúrgica - RQE 30634
Especialista em Cirurgia Geral - RQE 30635

Veja também

A.C.Camargo Cancer Center apresenta cartilha sobre câncer de estômago
Material traz informações sobre tratamento, prevenção, sinais e sintomas da doença De acordo com as estimativas do Instituto Nacional do Câncer (INCA), são esperados 21.290 novos casos de câncer de estômago no Brasil em 2019, dos quais 13.540 são em homens e 7.750 em mulheres...
Câncer em crianças x câncer em adultos
Muitas pessoas não sabem, mas o câncer em crianças é diferente do câncer em adultos em diversos pontos. Os fatores ambientais, o modo de formação e crescimento da célula cancerígena, a possibilidade de prevenção e a sensibilidade ao tratamento são os principais pontos de diferenciação...
Doutora Marina De Brot é eleita para a diretoria da Sociedade Internacional de Patologia Mamária
Médica é a única representante de uma Instituição da América Latina, algo representativo para a patologia brasileira A coordenadora do Biobanco e patologista do departamento de Anatomia Patológica do A.C.Camargo Cancer Center, Dra. Marina De Brot, foi convidada a participar das eleições para a diretoria...
A Covid-19 e o transplante de medula óssea
Pacientes que fizeram ou que irão se submeter ao procedimento devem tomar alguns cuidados especiais contra o novo Coronavírus A Covid-19 mudou a rotina de grande parte da população e os cuidados de prevenção, como lavar as mãos e manter o isolamento social, são fundamentais...
Facebook do Hospital A.C.Camargo está entre os cinco perfis com maior engajamento por postagens no Brasil
O perfil oficial do A.C.Camargo no Facebook foi a quinta marca com maior engajamento por postagens no mês de janeiro no Brasil. Isso só é possível quando uma empresa conquista fãs que realmente são fiéis e acompanham diariamente as divulgações, interagindo, curtindo, comentando e compartilhando...