Estudo PRADO introduz grande melhoria no atendimento de pacientes com melanoma e metástase em gânglios

Publicado em: 01/06/2020 - 10:06:39
Pesquisa
Tratamento
Cirurgia
Tumores Cutâneos

 

Por João Pedreira Duprat Neto, head da Oncologia Cutânea do A.C.Camargo Cancer Center

Estudo PRADO: pacientes com metástase de melanoma para linfonodos palpável têm prognósticos ruins, em torno de 30% de sobrevida. 

A imunoterapia por tempo curto com apenas 2 ciclos ainda com o tumor presente pode gerar maior resposta. 


Como funciona

Foi multicêntrico, realizado na Holanda. Pacientes com linfonodo (gânglio) palpável fazem a marcação deste e, depois, recebem dois ciclos de imunoterapia com duas drogas (Ipilimumabe e Nivolumabe). 

Seis semanas depois do início, o linfonodo marcado é retirado. Se a resposta foi completa ou restou menos de 10% de células viáveis, o paciente é apenas seguido, sem necessidade de cirurgia maior ou imunoterapia.

Se tiver resposta entre 10 e 50%, recebe a cirurgia completa. Se não tiver nem isso, recebe cirurgia e adjuvância.


Objetivo 

Foi desenvolvido para melhorar a cura desses pacientes. A imunoterapia tem reconhecido efeito no melanoma, porém a adjuvância, ou seja, receber após ser operado, tem tido uma falha importante em relação à imunidade. 

 

Novidades

As vantagens são grandes: aumento da cura dos pacientes e menor necessidade de cirurgias maiores, com maior morbidade.


Benefícios para a ciência

Com certeza, hoje está mais claro o mecanismo de ação da imunoterapia e do melanoma. Esse estudo coloca em prática esse conhecimento para aumentar a cura e diminuir a necessidade de cirurgia com morbidade.

Enfim, esse estudo é muito prático e, com esses dados, nos autoriza a fazer essa mudança. Já temos feito para alguns pacientes, com boa aceitação e bons resultados.

Dr. João Pedreira Duprat Neto e o melanoma

Saiba mais:

- Acompanhe aqui o melhor do ASCO Annual Meeting 2020

Avaliação de conteúdo

Você gostaria de avaliar esse conteúdo?
Esse conteúdo foi útil?
Gostaria de comentar algo sobre esse conteúdo?

Veja também

Programa de navegação
Você sabe o que é um enfermeiro navegador e qual o seu trabalho? Este profissional é o elo entre o paciente e a equipe assistencial e desenvolve um trabalho fundamental para melhorar os resultados do tratamento contra o câncer. “Os navegadores são profissionais da enfermagem...
Leucemia: pesquisadores brasileiros trabalham em um tratamento menos invasivo para pacientes graves
A leucemia é o décimo tipo de câncer mais comum entre os homens, com 5.920 novos casos por ano, segundo o Instituto Nacional do Câncer (INCA). Atinge, ainda, muitas crianças. Por isso, as pesquisas sobre o tema são recorrentes. Neste momento, pesquisadores brasileiros trabalham em...
Licopeno em receitas saudáveis: bolo de tomate
Assista ao vídeo e aprenda a fazer um prato rápido e gostoso Licopeno, a garantia de uma alimentação saudável, hábito que é uma das formas de prevenir o câncer. Essa substância antioxidante ajuda a inibir alterações no DNA das células que provocam o surgimento de...
Laringectomizados totais: os cuidados em tempos de covid-19
Pacientes laringectomizados totais devem redobrar os cuidados em tempos de covid-19. A maioria deles é composta por idosos que, muitas vezes, já têm múltiplas comorbidades, o que os torna mais suscetíveis durante a pandemia. Mas a atenção especial deve ser dada à traqueostomia definitiva, também...
Podcast Rádio Cancer Center #41 - "Engravidei após um câncer de endométrio"
O câncer de endométrio é o oitavo tipo de tumor mais comum entre as mulheres, com previsão de 6.540 novos casos por ano, segundo o Instituto Nacional do Câncer (INCA). Uma preocupação fundamental entre as pacientes de um tumor ginecológico é em relação à fertilidade...