Cuidado Centrado no Paciente: humanização e participação ativa de todos

Publicado em: 05/06/2019 - 14:06:56
Foco do paciente
Tratamento
Suporte e Reabilitação
Linha Fina

O tradicional acolhimento do A.C.Camargo vai além com a inciativa de envolvimento no processo de decisões

Combater o câncer, paciente a paciente. Esta é a missão do A.C.Camargo. Algo que se torna ainda mais personalizado com o Cuidado Centrado no Paciente e na Família.

Trata-se de uma proposta de cuidados na qual tanto o paciente quanto a família deixam o papel de expectadores para se tornarem agentes ativos, que participam das decisões – e são também responsáveis por elas.

Nesse modelo, que é incentivado pelas melhores certificações, não consideramos apenas as necessidades terapêuticas do paciente oncológico, mas também as questões individuais como crenças, valores e aspectos de sua vida social. E, quando possível, são realizadas adaptações para contemplar as individualidades.

Lembrando que essas decisões não se sobrepõem à segurança do paciente.

Hoje, os pacientes e suas famílias se mostram bem informados sobre os tratamentos e as possíveis alternativas.

Isso faz com que eles possam participar cada vez mais ativamente. Eles não estão à margem do cuidado, eles estão no centro, são a prioridade.


Equipe multidisciplinar

Esta equipe multidisciplinar conta com o envolvimento do time de médicos, enfermagem, psicologia, patologia, fisioterapia, entre outras áreas, conforme a necessidade do paciente.

Esta equipe interage entre si e com o paciente na hora de tomar decisões. Conta com o envolvimento do médico, da equipe da enfermagem e do time multidisciplinar, que identificarão as necessidades e verificarão, juntamente com as outras áreas da Instituição, as adaptações possíveis na rotina de cuidados.

Isso depende do momento do enfrentamento da doença, de seus valores. Todos temos de nos atentar aos detalhes, ter a sensibilidade de observar as necessidades individuais, as dificuldades e as barreiras, para dentro do possível nos adaptarmos.

Às vezes, isso é expresso verbalmente pelo paciente e pelo familiar. Em outras, a equipe constata o cenário pelo comportamento deles, por suas reações não verbais, entre outros sinais.


Cuidado Centrado no Paciente: adaptações

Se a internação prevê uma estada longa, a equipe fará o máximo para que, durante a permanência, o paciente mantenha seus hábitos e se sinta o mais confortável possível.

O Cuidado Centrado no Paciente e na Família nem sempre vai atender todas as vontades e desejos, mas a grande diferença está na comunicação transparente, está nas razões do que é ou não possível realizar, nos esforços de todos dentro das possibilidades para ofertar alternativas.

Isso faz a diferença. O paciente e a família se sentem respeitados como indivíduos únicos e especiais.

Avaliação de conteúdo

Você gostaria de avaliar esse conteúdo?
Esse conteúdo foi útil?
Gostaria de comentar algo sobre esse conteúdo?

Veja também

Cuidados na recuperação após tratamento cirúrgico de câncer colorretal
A cirurgia é o principal método de tratamento para casos de câncer colorretal (sem metástases). No A.C.Camargo Cancer Center, mais de 70% dessas cirurgias são minimamente invasivas, isto é, realizadas por videolaparoscopia ou por meio de equipamentos robóticos, como o robô Da Vinci. Os benefícios...
Covid-19: para mais comodidade e segurança, disponibilizamos o Pronto-Atendimento Digital
Covid-19: o A.C.Camargo Cancer Center, em parceria com a plataforma P.A. Digital, iniciou um projeto experimental para ajudar no combate ao novo Coronavírus, que pode ser realizado pelo tablet ou celular. O que é? É uma plataforma de triagem online na qual é possível: Esclarecer...
Câncer de canal anal: o que há de novo?
Na oncologia, a área é carente de estudos, mas Brasil e América Latina podem fazer a diferença pelo grande número de pacientes O câncer de canal anal é uma área carente de pesquisa. Nos EUA, esse tipo de câncer representa 2,6% das neoplasias do trato...
Médicos do A.C.Camargo Cancer Center debatem tumores iniciais de pulmão na Semana Brasileira da Oncologia
A mesa teve o seguinte tema: Quando e como Abordar o Mediastino Por Helano Freitas, oncologista clínico do A.C.Camargo Cancer Center O Dr. Jefferson Gross, head do Núcleo de Pulmão e Tórax do A.C.Camargo, e o Dr. Felipe D'Almeida, da Anatomia Patológica, integraram, no módulo...
Os grandes progressos no tratamento do câncer
Além das terapias, também houve mudança na postura médica no tratamento do câncer. Agora, a estratégia é definida por uma equipe multidisciplinar. Há meio século, os pacientes com diagnóstico de câncer eram tratados com as poucas armas disponíveis: cirurgia, radioterapia ou quimioterapia. Geralmente, a decisão...