Residência Médica

Residência Médica: nossos ex-residentes contam como foi

Linha Fina

Entendas as vantagens da preparação em um Cancer Center como o A.C.Camargo; clique no botão azul, conheça o edital e inscreva-se!

A Residência Médica é uma modalidade de pós-graduação voltada a médicos, sob a forma de curso de especialização

Ela pode ser obtida em instituições de saúde como o A.C.Camargo, sob a orientação de profissionais médicos de elevada qualificação ética e profissional, sendo considerada o padrão ouro da especialização médica. 

O programa dá ao médico residente o título de especialista, sendo que a nomenclatura “Residência Médica” só pode ser empregada para programas que sejam credenciados pela Comissão Nacional de Residência Médica.

As áreas são:

  • Cirurgia de Cabeça e Pescoço
  • Cirúrgica Oncológica
  • Citopatologia (R4)
  • Endoscopia 
  • Medicina Intensiva
  • Medicina Nuclear
  • Oncologia Clínica 
  • Oncologia Pediátrica
  • Patologia 
  • Radiologia e Diagnóstico por Imagem
  • Radiologia e Diagnóstico por Imagem - Nível 4 (R4)
  • Radiologia Intervencionista e Angiorradiologia
  • Radioterapia 
  • Transplante de Medula Óssea (R3) 

Em tempos de inscrição para este programa, conversamos com ex-residentes de diversas áreas, que, a seguir, nos contam um pouco sobre como foi participar.


Oncologia Clínica

O objetivo é desenvolver o conhecimento e a prática na área da Cancerologia Clínica para atuar na pesquisa, no ensino e na assistência ao paciente em tratamento oncológico. Entre os pontos mais importantes estão: conhecer as principais políticas nacionais de controle do câncer; realizar diagnóstico, estadiamento e tratamento das patologias oncológicas mais frequentes; avaliar, diagnosticar e tratar as complicações do tratamento oncológico; e avaliar as condutas cirúrgicas e radioterápicas.

Carla, branca, 40 anos, sorri de jaleco
"
A residência me ensinou a buscar incansavelmente a excelência no acolhimento do paciente com câncer. Tive como mestres pessoas que admiro dos pontos de vista técnico e, especialmente, ético. Souberam plantar a oncologia com destreza e humanização.
Doutora Carla Rameri, oncologista clínica e ex-residente

 

Radioterapia

A residência visa a qualificação profissional desenvolver o conhecimento e a prática na área de Radioterapia para atuar na pesquisa, no ensino e na assistência ao paciente oncológico. Entre os objetivos, conhecer as principais políticas nacionais de controle do câncer, identificar os tumores malignos de maior prevalência e aplicar os princípios básicos de Radiobiologia e da Física Médica.

Tharcisio, branco, 40 anos, barba e cabelos pretos, de jaleco
"
Me proporcionou o pensamento crítico e embasado na literatura médica para a tomada de decisão na indicação do tratamento, bem como a melhor forma de realizá-lo. O ambiente humanizado me permitiu enxergar o paciente de forma completa.
Doutor Tharcisio Coelho, médico especializado em radioterapia e ex-residente

 

Medicina Nuclear

Nosso Centro de Medicina Nuclear é referência mundial na área. Somos pioneiros em Medicina Nuclear no Brasil, desde a década de 1960, e também fomos os primeiros a utilizar o exame PET-CT com 18F-FDG em oncologia. É uma especialidade médica que utiliza a radiação tanto em exames diagnósticos quanto em tratamentos. Se baseia em reações bioquímicas do metabolismo humano: o paciente recebe uma pequena quantidade de material radioativo que, em contato com certas substâncias, vai reagir e indicar a presença do câncer nos órgãos examinados. As imagens revelam, pela concentração da substância, onde estão os tumores, quais suas dimensões, se estão ou não ativos.

Luiz, branco, 40 anos, barba e cabelos pretos, de jaleco
"
Tive a sorte e o privilégio de ser residente. O AC me ensinou que cada paciente é único, diverso e precisa ser respeitado, entendido e tratado como pessoa. Fiz estágios fora do Brasil e vi que o AC está alinhado às melhores práticas do mundo.
Doutor Luiz Otávio Pantoja, médico nuclear e ex-residente

 

Cirurgia Oncológica

A residência tem como objetivo desenvolver o conhecimento e a prática em Cirurgia Oncológica para a atuação do médico na assistência ao paciente que apresente indicação de tratamento cirúrgico – com ênfase nas áreas de tumores gastrointestinais, ginecológicos, cutâneos, mastologia, tórax, tecido ósseo e de partes moles, urologia e neoplasias de cabeça e pescoço.

Alex, branco, 40 anos, barba e cabelos pretos, de jaleco
"
O A.C.Camargo vem formando especialistas no tratamento do câncer no mais alto nível há mais de 60 anos, o que fez eu me sentir pronto para o mercado de trabalho. A palavra que traduz esse aprendizado é a multidisciplinaridade no tratamento oncológico.
Doutor Alex de Albuquerque Lins Barbosa, cirurgião oncológico e ex-residente

Processo Seletivo do Programa de Residência Médica do A.C.Camargo Cancer Center 2023

O A.C.Camargo Cancer Center inicia as inscrições para o programa de Residência Médica no dia 3 de setembro de 2022.

A Residência Médica constitui modalidade de ensino de pós-graduação lato sensu, destinada a formação de profissionais de saúde sob a forma de curso de especialização caracterizado por ensino em serviço, conforme normas da Comissão Nacional de Residência Médica (CNRM) do Ministério da Educação (MEC).

Com carga horária anual de 2.880 horas anuais distribuídas em 60 horas semanais, incluindo plantão, atividades teóricas, teórico-práticas e práticas. A modalidade do curso será em tempo integral, em regime de dedicação exclusiva, não sendo permitido desenvolver outras atividades profissionais durante a carga horária do programa de residência médica, nos termos da Lei  Federal nº 6.932/81 e de suas alterações, além das normas complementares aplicáveis e as emitidas pela Comissão Nacional de Residência Médica CNRM e Ministério da Educação e Cultura – MEC.
 

Área Profissional Duração Número de vagas
Citopatologia 1 ano 1
Radiologia e Diagnóstico por Imagem (R4 - ano adicional) 1 ano 2
Radiologia Intervencionista e Angiorradiologia 2 anos 2
Oncologia Cirúrgica (R4) ano adicional na área de Oncoginecologia 1 ano 1
Oncologia Cirúrgica (R4) ano adicional na área de Aparelho Digestivo 1 ano 1

Inscrições

A inscrição deverá ser realizada a partir do dia 3 de setembro de 2022 até as 23h59 do dia 10 de novembro de 2022.

A taxa de inscrição será de R$ 500,00 deve acontecer até o dia 11 de novembro de 2022, podendo ser por meio de depósito bancário ou transferência eletrônica em conta de titularidade do A.C.Camargo Cancer Center (Nome: Fundação Antônio Prudente, CNPJ: 60.961.968/0001-06; Banco: Itaú; Agência: 0057; Conta Corrente: 01465-6).

Processo seletivo

Primeira fase - prova objetiva de conhecimento (presencial).

A prova objetiva será composta de até 50 questões sob a forma de teste de múltipla escolha, com apenas uma correta entre elas, envolvendo conteúdos inerentes as áreas de que são pré-requisitos para entrada no programa de residência Médica.

A prova objetiva será aplicada na cidade de São Paulo com data prevista para 9 de dezembro de 2022 (das 8h às 10h) em local a ser divulgado no site do A.C.Camargo Cancer Center), no dia 1º de dezembro de 2022.

Serão eliminados deste processo seletivo os candidatos ausentes na prova objetiva de conhecimento, assim como os candidatos que obtiverem, na prova objetiva de conhecimento, nota menor do que 5,00 (cinco).

Data inicial do evento
Data final do evento

Segunda fase – Prova teórico-prática, análise documental de currículo e entrevista.

Esta segunda fase será composta por duas etapas:

1ª etapa: A prova teórico-prática será composta por questões discursivas, envolvendo conteúdos inerentes as áreas de que são pré-requisitos para entrada no programa de residência médica.

2ª etapa: Arguição e análise objetiva documental do currículo e entrevista por competência com a área específica de atuação:

a. O candidato deverá anexar os documentos solicitados no formulário eletrônico, que serão avaliados nesta fase.

b. Entrevista por competência com a área específica de atuação.

A 2ª etapa da segunda fase será realizada de forma virtual no dia 9 de dezembro de 2022, em horário previamente publicado em 1º de dezembro de 2022.

O resultado da segunda fase será publicado no dia.

Classificação final

O candidato receberá 3 notas com pesos diferentes conforme o quadro a seguir:

 

Fases Critérios Pesos
1ª Fase Prova objetiva de conhecimento (0 a 10,00) Peso 6
2ª Fase 1ª Etapa - Prova teórico-prática (0 a 10,00) Peso 3
2ª Etapa – Análise objetiva documental do curriculum e Entrevista (0 a 10) Peso 1

 

Os candidatos cuja nota final for menor do que 6,00 serão automaticamente desclassificados deste Processo Seletivo.

Os demais serão classificados em ordem decrescente da nota final alcançada neste Processo Seletivo.
Caso o número de candidatos com nota maior ou igual a 6,00 seja menor que o número de vagas disponíveis, estas não serão preenchidas.

No caso de empate de notas finais serão adotados, para o desempate, os seguintes critérios: desempenho na prova objetiva de conhecimento (maior nota); desempenho na análise objetiva documental do currículo (maior nota) e entrevista (maior nota) e idade. Será priorizado o candidato mais velho (diferença avaliada em dias).

O resultado final deste processo seletivo, com a lista de aprovados e suplentes, será publicado/divulgado no dia 30 de janeiro de 2023,  exclusivamente nesta página.

Processo Seletivo do Programa de Residência Médica em Cirurgia Cabeça e Pescoço do A.C.Camargo Cancer Center 2023

O A.C.Camargo Cancer Center inicia as inscrições para o programa de Residência Médica em Cirurgia Cabeça e Pescoço no dia 8 de setembro de 2022.

A Residência Médica constitui modalidade de ensino de pós-graduação lato sensu, destinada a formação de profissionais de saúde sob a forma de curso de especialização caracterizado por ensino em serviço, conforme normas da Comissão Nacional de Residência Médica (CNRM) do Ministério da Educação (MEC).

Com carga horária anual de 2.880 horas anuais distribuídas em 60 horas semanais, incluindo plantão, atividades teóricas, teórico-práticas e práticas, a modalidade do curso será em tempo integral, em regime de dedicação exclusiva, não sendo permitido desenvolver outras atividades profissionais durante a carga horária do programa de residência médica, nos termos da Lei  Federal nº 6.932/81 e de suas alterações, além das normas complementares aplicáveis e as emitidas pela Comissão Nacional de Residência Médica CNRM e Ministério da Educação e Cultura (MEC).

Serão 2 vagas de atuação com duração de 2 anos.


Inscrições

A inscrição deverá ser realizada a partir das 10h do dia 8 de setembro até as 23h59 do dia 27 de outubro de 2022, pelo site da Vunesp.

A taxa de inscrição será de R$ 590,00 e o pagamento poderá ser feito em dinheiro ou em cheque em qualquer agência bancária até o dia 28 de outubro de 2022.

Processo seletivo

Primeira fase - prova objetiva de conhecimento, composta por:

  • Cirurgia Geral: 25 questões; e
  • Otorrinolaringologia: 25 questões

A prova objetiva será aplicada na cidade de São Paulo com data prevista para 10 de dezembro de 2022, com duração de até 3 horas.

Serão eliminados deste processo seletivo os candidatos ausentes na prova objetiva de conhecimento, assim como os candidatos que obtiverem, na prova objetiva de conhecimento, nota menor do que 5,00 (cinco).

Data inicial do evento
Data final do evento

Segunda fase – Prova teórico-prática, análise documental de currículo e entrevista.

Esta segunda fase será composta por duas etapas:

1ª etapa: Prova teórico-prática composta por quatro questões discursivas/dissertativas, envolvendo o conteúdo inerentes as áreas de que são pré-requisitos para entrada no programa de residência médica que trata esse edital (presencial), no dia 20 de janeiro de 2023 em local e horário a ser publicados/divulgados nesta página. 

2ª etapa: Arguição e análise objetiva documental do currículo e entrevista por competência (virtual), no dia 20 de janeiro de 2023 em local e horário a ser publicados/divulgados nesta página.

a. O candidato deverá anexar os documentos solicitados no formulário eletrônico, que serão avaliados nesta fase.

b. Entrevista por competência com a área específica de atuação.

Classificação final

O candidato receberá 3 notas com pesos diferentes conforme o quadro a seguir:

 

Fases Critérios Pesos
1ª Fase Prova objetiva de conhecimento (0 a 10,00) Peso 6
2ª Fase 1ª Etapa - Prova teórico-prática (0 a 10,00) Peso 3
2ª Etapa – Análise objetiva documental do curriculum e Entrevista (0 a 10) Peso 1

 

Os candidatos cuja nota final for menor do que 6,00 serão automaticamente desclassificados deste Processo Seletivo.

Os demais serão classificados em ordem decrescente da nota final alcançada neste Processo Seletivo.

No caso de empate de notas finais, os seguintes critérios serão adotados para o desempate: desempenho na prova objetiva de conhecimento (maior nota); desempenho na análise objetiva documental do currículo e entrevista (maior nota) e idade, será priorizado o candidato mais velho (diferença avaliada em dias) e temo de formação (menor tempo de formação).  

O resultado  final  deste  Processo  Seletivo,  com  a  lista  de aprovados  e  de  suplentes,  será  publicado no dia 31 de janeiro de 2023, a partir das 14h, exclusivamente nesta página.

Cerimônia de Formatura 2022: residentes celebram a conclusão de um ciclo

Linha Fina

O A.C.Camargo realizou a formatura da 66ª turma do Programa de Residência e Aprimoramento em Oncologia, formando 101 novos oncologistas

“É impossível falar do A.C.Camargo sem falar dos residentes. Vocês fazem parte da linha da nossa Instituição, são os primeiros a chegarem, os últimos a saírem. Vocês sacrificaram inúmeros finais de semanas, feriados e tantas noites de sono em busca do sonho de se tornarem oncologistas. Aqui ensinamos não somente a parte técnica, mas também como lidar com o ser humano e agora é a hora de virar a página e começar a escrever a sua própria biografia.”

Foi com essa clareza e cuidado que o Dr. Tiago Bezerra, médico titular do Centro de Referência de Tumores Colorretais e patrono da turma de residentes, conduziu o seu discurso na Cerimônia de Formatura do Programa de Residência e Aprimoramento em Oncologia 2022.

A cerimônia aconteceu no último dia 25, em formato on-line, e também contou com a participação da Thais Miola, Supervisora de Nutrição Clínica, como mestre de cerimônias.

Reconhecidos pela residência médica o Dr. Silvio Melo Torres, médico titular do Departamento de Cirurgia Abdominal foi o paraninfo e Débora Maciel Santana, residente do Departamento de Oncologia Clínica, foi a oradora da turma.

Já a turma da residência multiprofissional escolheu José Luiz Gasparini Junior, Supervisor do Núcleo de Ensino Digital, e Ruan Nilton Rodrigues Melo, residente da enfermagem, como paraninfo e orador, respectivamente.

O evento ainda teve a participação da Dra. Simone Claudino, titular do Departamento de Fonoaudiologia e Coordenadora do Programa de Residência Multiprofissional e Dr. João Gonçalves Filho, Coordenador Geral dos Programas de Residência Médica e Multiprofissional, Coordenador da Residência Médica e Médico Titular do Núcleo de Cirurgia de Cabeça e Pescoço.

Eles anunciaram os 101 formandos deste ano, sendo 64 da residência médica, 28 da residência multiprofissional e 10 aprimorandos.

Antes de finalizar a cerimônia, o José Humberto Fregnani, Superintendente de Ensino e Pesquisa, teve a honra de anunciar as duas residentes que se destacaram ao longo do programa, levando em consideração a fundamentação teórica, comportamento e habilidades técnicas.  

Residentes lado a lado

Débora Maciel Santana, oradora da turma e residente do Departamento de Oncologia Clínica, e Kevillyn Gabriella de Araujo Santos, da Residência Multiprofissional, foram as residentes reconhecidas este ano.

Foi um evento emocionante. Parabéns aos formandos e as famílias que apoiaram e incentivaram a realização e conclusão deste ciclo. Que cada um permaneça fazendo a diferença na vida dos pacientes, guiados pelo nosso propósito de combate ao câncer.

Assista aqui ao vídeo em homenagem aos residentes.

Dia do Oncologista: entenda a atuação deste profissional no modelo Cancer Center do A.C.Camargo

Linha Fina

Trabalhar na Instituição exige não apenas o domínio de todos os aspectos técnicos da oncologia, mas também que o médico pratique humanização e empatia com os pacientes, além de estar integrado ao que acontece em ensino e pesquisa, o que garante o melhor tratamento

O Dia do Oncologista, que é celebrado em 9 de julho, exalta este profissional responsável pelo diagnóstico e pelo tratamento do câncer. 

Além de adquirir e manter um conhecimento técnico extenso das melhores práticas de combate ao câncer, o oncologista precisa desenvolver habilidades comportamentais para garantir um cuidado humanizado para pacientes e seus familiares.

“Somos o primeiro Cancer Center do Brasil, nos moldes dos melhores do mundo. Temos um corpo clínico fechado, departamentalizado e praticamos um atendimento multidisciplinar e humanizado, o que garante os melhores resultados. Esta filosofia de combater o câncer, paciente a paciente, também é algo que se se aprende em todos os nossos programas de ensino”, afirma o Prof. Ademar Lopes, cirurgião oncologista e vice-presidente institucional do A.C.Camargo.

“Um dos pontos altos deste modelo é a discussão dos casos clínicos, principalmente os mais complexos, nos ‘tumor boards’, que conta com profissionais de diferentes especialidades, como cirurgia, oncologia clínica, radioterapia, patologia, imagem, biologia molecular... A equipe coloca o paciente no centro do cuidado para se tomar a melhor conduta” analisa o Dr. Ademar. 


Oncologista + pesquisa: benefício para os pacientes  

O A.C.Camargo conta com o Centro Internacional de Pesquisas (CIPE), um prédio inteiro dedicado à biologia molecular do câncer.  

Há uma grande integração dos cientistas da área básica e da anatomia patológica com os pesquisadores das áreas clínica e cirúrgica, o que permite a produção de importantes trabalhos científicos, que fazem os tratamentos avançarem. 

Parte dos pesquisadores da Instituição também é do corpo clínico, e isso se reflete em benefícios nos tratamentos dos pacientes.

“Os grandes avanços havidos na patologia e biologia molecular do câncer nos últimos tempos permitiram o tratamento personalizado da maioria dos tumores, aumentado muito as taxas de cura e sobrevida, além de diminuir os efeitos colaterais em ralação a muitos tratamento do passado”, conta o Prof. Ademar, que está no A.C.Camargo há 48 anos.

Um bom exemplo dessa integração foi o trabalho de doutorado do Dr. Ademar Lopes, que foi utilizado pelo AJCC (Comitê Conjunto Americano de Estadiamento de Câncer) para mudar o estadiamento do câncer de pênis em sua fase inicial, e, com isto, mudar o tipo de tratamento, trazendo grandes benefícios a estes pacientes. 

Antes deste estudo, quase todos os pacientes com tumores no estádio clínico 1 eram submetidos à linfadenectomia inguinal – retirada dos gânglios linfáticos da virilha –, cirurgia que trazia uma série de complicações para o paciente, principalmente o linfedema (inchaço) do membro inferior. 

“Este trabalho permitiu a divisão do estádio 1 em 1A e 1B, sendo que, no estádio 1A, a cirurgia deixou de ser necessária, pois o trabalho mostrou que esses pacientes não têm gânglios comprometidos”, explica o especialista. 
“Somos o hospital privado que mais publica artigos científicos com seletiva política editorial em câncer no Brasil, é um orgulho muito grande”, acrescenta. 


Oncologista integrado desde a residência  

O A.C.Camargo, hoje Cancer Center, foi o primeiro hospital brasileiro concebido para assistência, ensino e pesquisa em câncer. 

No cotidiano, o residente convive com as tantas pesquisas em andamento, seja como integrante da equipe do estudo, revisando prontuários ou em outras atividades.

“O A.C.Camargo também foi a primeira residência médica em oncologia do país. Creio que formamos mais de um terço dos oncologistas brasileiros, em áreas como cirurgia oncológica, oncologia clínica, radioterapia, oncologia pediátrica, imagem, além das residências multiprofissionais. São profissionais que estão espalhados por quase todos estados brasileiros, além de termos formado vários residentes estrangeiros que retornaram às suas origens, principalmente na América Latina. Prudentinos são todos aqueles que, como eu, fizeram residência, no A.C.Camargo, mantido pela Fundação Antonio Prudente, e isto nos enche de orgulho”, encerra o Dr. Ademar Lopes.

Doutor Ademar Lopes, careca, cabelo e pele branca, sorri de jaleco

Radioterapia: o Programa de Residência Médica do A.C.Camargo

Linha Fina

Assista ao vídeo e confira os diferenciais do Departamento de Ensino da Instituição 

A radioterapia é um importante método de combate ao câncer.

O procedimento utiliza a radiação para destruir as células tumorais.

Neste vídeo, o Dr. Elson Santos Neto, médico radioterapeuta e Coordenador do Programa de Residência Médica em Radioterapia, apresenta o programa e destaca os principais diferenciais em fazer a residência em um Cancer Center como o A.C.Camargo.

Assista:
 

Ensino em oncologia: assista ao vídeo e saiba tudo sobre nossa Residência Médica

Ensino em oncologia: o Dr. José Augusto Rinck, Vice-Líder do Centro de Referência em Tumores Urológicos e Coordenador do Programa de Residência Médica em Oncologia Clínica, destaca os principais diferenciais da nossa Residência Médica.

O processo seletivo para o Programa em Residência Médica em Citopatologia, Radiologia e Diagnóstico por Imagem, Radiologia Intervencionista e Angiorradiologia 2021 está com o processo de inscrição aberto, faça a sua aqui:

Assista:
 

Estudo multicêntrico latino-americano avalia desfechos em pacientes com câncer de canal anal metastático

Linha Fina

Por Bruna Raphaeli S. Mattos, residente na Oncologia Clínica do A.C.Camargo Cancer Center
 

O câncer de canal anal, apesar de ser considerado uma neoplasia rara, vem apresentando um aumento de sua incidência, mas conta com poucos dados na literatura a respeito do prognóstico e de um melhor tratamento. 

Ele apresenta como fatores de risco a infecção pelo HPV, a imunossupressão, a infecção pelo HIV e o tabagismo.

Assim, foi realizado um estudo multicêntrico internacional, conduzido pela oncologia do A.C.Camargo, que teve a cooperação de dois centros da Argentina e um outro do México, com coleta de dados sobre características e tratamento de pacientes com câncer de canal anal metastático. 

Apresentado no congresso europeu de oncologia da ESMO (European Society for Medical Oncology), esse trabalho ganhou o seguinte nome: Desfechos em Pacientes com Câncer de Canal Anal Metastático: Estudo Retrospectivo Multicêntrico.

O objetivo do estudo foi caracterizar esse grupo de pacientes, analisar dados de tratamento e sobrevida, bem como comparar o resultado de pacientes HIV positivos, que costumam ser pouco representados nos trabalhos.

A população geral do estudo foi, em sua maioria, do sexo feminino e com idade mediana de 58 anos. Nas comparações conforme status HIV, os pacientes positivos apresentaram menor idade mediana ao diagnóstico e maior proporção de pacientes do sexo masculino. 

Os pacientes HIV positivos tiveram numericamente uma menor sobrevida, porém não foi algo significativo estatisticamente.

O estudo trouxe dados importantes sobre os pacientes HIV positivos com câncer de canal anal metastático e reforçou a importância de incluí-los em mais pesquisas.
 

Cirurgia Oncológica: saiba como é a residência neste vídeo

A residente Marina Canal encontrou a formação desejada no A.C.Camargo Cancer Center; assista a este capítulo da série Os Bastidores da Luta contra o Câncer e compreenda melhor essa especialidade 

Cirurgia Oncológica é uma paixão arrebatadora. No começo da faculdade de Medicina, porém, Marina Canal pensou em ser cardiologista, pediatra e ginecologista.

No entanto, durante o curso, ela se identificou mais com a área de cirurgia. E, quando começou a lidar com pacientes oncológicos, se apaixonou pela área e resolveu se especializar.

Apesar de já ter uma residência em cirurgia geral, foi no A.C.Camargo Cancer Center aonde ela encontrou a formação na área desejada, a Cirurgia Oncológica.

“A união das equipes é o diferencial”, afirma Marina, que destaca a existência na Instituição de uma equipe completa e multidisciplinar em prol do paciente. 

“Ao longo dos três anos de residência, passamos pelas grandes áreas da cirurgia que são necessárias para ser um profissional completo”, explica.

Depois disso, já no último ano, o aluno pode voltar para as áreas de maior afinidade. 

Conheça mais sobre a rotina de um residente em um Cancer Center no vídeo abaixo.

 

Como funciona a residência em Cirurgia Oncológica

 

Assista a este capítulo da série Os Bastidores da Luta contra o Câncer e entenda melhor essa especialidade

Especialista em Cirurgia Oncológica e head do Departamento de Ginecologia Oncológica desde 2007, Glauco Baiocchi Neto teve seu primeiro contato com o A.C.Camargo Cancer Center no quarto ano da faculdade, quando iniciou um estágio por aqui.

“Me apaixonei pela estrutura e pela oncologia”, explica Glauco Baiocchi Neto. Ao terminar a residência de cirurgia geral, ele voltou para a Instituição para ser residente em cirurgia oncológica. 

Hoje, ele acumula a experiência de aluno e de head.

“Grande parte dos médicos que trabalham comigo e fazem parte da minha equipe, assim como acontece em toda a instituição, são ex-residentes do A.C.Camargo Cancer Center”, conta o cirurgião oncológico.

 

Cirurgia Oncológica: muita, mas muita atualização

“O médico que trabalha com ensino é obrigado, e diariamente cobrado, a estar atualizado. Ele sempre vai trazer as melhores práticas para aquele paciente que está sendo assistido”, explica Glauco.

Assim, conheça a rotina de um Cirurgião Oncológico em um Cancer Center no vídeo abaixo.

+ A residência médica no A.C.Camargo Cancer Center