O papel do farmacêutico em um Hospital Oncológico

Publicado em: 19/01/2013 - 22:01:00
Tratamento
Institucional
Efemérides

Você sabe qual o papel de um farmacêutico em um hospital oncológico? Segundo Edna Tanaka, supervisora da Farmácia do Hospital A.C.Camargo, "a missão da farmácia é promover assistência farmacêutica aos profissionais envolvidos no tratamento dos pacientes, garantindo a segurança da cadeia de abastecimento e uso racional de medicamento". 

Em um hospital, o profissional de farmácia pode trabalhar em diversos processos, como na logística do medicamento, que envolve homologar fornecedores (decidir que marca comprar, que marca utilizar), receber, validar, checar o controle de temperatura, garantir boas práticas de armazenamento e distribuição de todos os medicamentos para as farmácias, até chegar ao paciente.

Dentro da área de farmácia clínica, o farmacêutico interage de forma multidisciplinar com médicos, nutricionistas, enfermeiros, fisioterapeutas etc. Ele é responsável pela análise técnica da prescrição médica. "É responsabilidade do farmacêutico intervir e alertar o médico quanto às interações de drogas, dosagens, alterações de exames laboratoriais, além de alinhar com o enfermeiro o melhor horário de administração, se necessário, garantindo a segurança do paciente", explica Edna.

Além disso, o profissional da farmácia também faz a orientação de alta, tirando dúvidas que o paciente pode ter em relação aos medicamentos e como devem ser utilizados em casa.

A farmacovigilância é outro processo do trabalho. Caso haja alguma reclamação do paciente quanto a algum efeito colateral do medicamento, o farmacêutico é contatado e cabe a ele avaliar o problema. É feita uma investigação e uma posterior notificação à vigilância sanitária (ANVISA) e ao fornecedor. Se for uma reação percebida em mais de um caso, o lote do medicamento é recolhido.

Em um hospital oncológico como o A.C.Camargo, há ainda outra área forte de atuação: a produção. Nesse caso, o profissional é responsável pela manipulação de quimioterápicos. "Temos uma farmácia específica para isso, na qual analisamos tecnicamente as prescrições e manipulamos o medicamento. Quando a droga é dispensada para a enfermagem, já está pronta para ser administrada e aplicada no paciente", completa Edna.

O A.C.Camargo oferece cursos de aprimoramento na área de oncologia para os profissionais que desejam se aperfeiçoar. E, na Instituição, visando manter todos os colaboradores atualizados, o farmacêutico também participa da Integração de Enfermagem com o intuito de treinar os novos colaboradores nos processos com interface com a farmácia, além de explicar o Plano de Aplicação Medicamentosa (PAM), que descreve todos os cuidados necessários quanto aos medicamentos.

O A.C.Camargo parabeniza todos os profissionais pelo seu dia e agradece a dedicação.

Avaliação de conteúdo

Você gostaria de avaliar esse conteúdo?
Esse conteúdo foi útil?
Gostaria de comentar algo sobre esse conteúdo?

Veja também

Vídeo: o #Desafio21 do A.C.Camago Cancer Center
O A.C.Camargo Cancer Center criou o desafio dos 21 dias, tempo necessário para transformar uma atitude em um hábito. Pensando nisso, desafiamos os nossos pacientes e seguidores a adotar um novo hábito que ajude na prevenção ao câncer. Poderia ser um exercício físico, uma dieta...
Coronavírus: radioterapia e quimioterapia devem ser suspensas?
Pacientes que estejam em vigência com esses tratamentos têm de discutir com o médico os riscos e os benefícios envolvidos em seus casos O Coronavírus desperta dúvidas nos pacientes oncológicos, pois as sessões de radioterapia e quimioterapia são parte fundamental na recuperação contra o câncer...
Dia Nacional da Saúde (5/8): veja um guia de prevenção contra o câncer
Saiba como cada faixa etária pode reduzir os riscos de tumores A Organização Mundial da Saúde (OMS) informa que mais de 14 milhões de pessoas desenvolvem câncer todos os anos e esse número pode ultrapassar 21 milhões de pessoas em 2030. Atualmente, diz a OMS...
Mieloma múltiplo: entenda mais sobre esse tipo de câncer da medula óssea
O mieloma múltiplo é o câncer de um tipo de célula da medula óssea chamada de plasmócito, responsável pela produção de anticorpos que combatem vírus e bactérias. No mieloma múltiplo, os plasmócitos são anormais e se multiplicam rapidamente, comprometendo a produção das outras células do...