Levantamento aponta sinal de alerta para diagnóstico tardio de câncer de cabeça e pescoço

Publicado em: 22/02/2017 - 21:02:00

Os tumores de cabeça e pescoço representam o 9º tipo de câncer mais comum no mundo, com maior prevalência nos países em desenvolvimento, segundo o Globocan 2012, levantamento da Organização Mundial de Saúde. Incluindo todas as áreas da cavidade oral, como a língua e a boca, e localizações como laringe, faringe, seios paranasais, cavidade nasal e glândulas salivares. No Brasil, segundo o Inca, estima-se, para 2017, que cerca de 22 mil brasileiros receberão o diagnóstico dos dois tipos mais comuns de câncer nessa região: cavidade oral e laringe.

De acordo com o levantamento SEER do NIH,  cerca de 70% a 80% dos tumores na região de cabeça e pescoço são descobertos em fase avançada da doença, o que resulta em pior qualidade de vida, maiores taxas de morbidade e mortalidade, maior risco de mutilação e maior complexidade no tratamento e na reabilitação do paciente.

Atualmente, a negligência dos sintomas e a demora no encaminhamento para centros especializados em oncologia são alguns dos fatores que retardam o diagnóstico desses tipos de tumores. 

Quem chama a atenção para esse cenário, fazendo alusão ao Julho Verde – mês de conscientização mundial sobre o combate ao câncer de cabeça e pescoço –, é o cirurgião oncologista e nosso Diretor do Departamento de Cirurgia de Cabeça e Pescoço, Dr. Luiz Paulo Kowalski.

"Infelizmente o país enfrenta esta triste realidade. Mas há uma boa notícia: é possível reverter esse cenário, conjugando os esforços de diferentes profissionais da saúde para identificar precocemente as lesões pré-cancerosas. Dentistas, médicos e demais profissionais da saúde podem fazer a diferença e a doença passar a ser diagnosticada mais precocemente", ressalta.

O especialista também ressalta que é possível prevenir e fazer diagnóstico precoce de câncer oral na cadeira do cirurgião-dentista. "Esse profissional é capaz de detectar sinais como placas esbranquiçadas, lesões avermelhadas e feridas. Quando essas lesões não cicatrizam em menos de 15 dias, uma investigação mais cuidadosa é necessária", reforça.

É importante também, acrescenta Kowalski, que o profissional que atua na saúde primária saiba investigar a possível ocorrência de um câncer. "É bastante comum que o tumor esteja em locais de difícil visualização, como a borda posterior da língua, o palato mole e outros. É preciso conhecer para saber diagnosticar essas lesões", explica.

Precisamos falar sobre prevenção

Diferentemente de muitos tipos de câncer, os fatores de risco dos tumores de cabeça e pescoço são bem conhecidos.

Atenção aos sinais e sintomas

Qualquer um dos sinais e sintomas abaixo, que persista por mais de duas semanas, pode sugerir a existência de câncer e é importante que um médico avalie a necessidade da realização de exames para confirmar ou não o diagnóstico. Quanto mais cedo for feito o diagnóstico e iniciado o tratamento, maiores são as chances de sucesso.

 

Avaliação de conteúdo

Você gostaria de avaliar esse conteúdo?
Esse conteúdo foi útil?
Gostaria de comentar algo sobre esse conteúdo?
Ao continuar você confirma ter ciência de nossa Política de Privacidade e dos respectivos Avisos de Privacidade e Proteção de Dados presentes em nosso Portal de Privacidade.
CAPTCHA
Esta pergunta é para testar se você é humano e para evitar envios de spam

Veja também

A mamografia e o tumor de intervalo: entenda a relação
Em 5 de fevereiro, comemoramos o Dia Nacional da Mamografia. Esta data precisa mesmo ser comemorada, pois a mamografia é o exame capaz de diagnosticar o câncer de mama em seus estágios iniciais e salvar vidas de mulheres. O câncer de mama está em primeiro...
"O homem não pode se descuidar de jeito nenhum!"
Sou Carlos Levy, tenho 75 anos, funcionário público aposentado e pai de cinco filhos. Também sou avô dos meus quatro queridos netos e casado com o amor da minha vida, Amália. Desde meus 50 anos tenho um compromisso comigo mesmo: fazer meus exames periódicos. Sigo...
15/09 - Dia Mundial de Conscientização sobre Linfomas
A conversa de hoje é sobre linfomas. Entre os 10 tipos de câncer mais frequentes na população brasileira está o linfoma, que é caracterizado pelo aumento de um gânglio linfático, causando um "inchaço" no local. Existe até um Dia Mundial de Conscientização sobre Linfomas, que...
21/09: Dia Mundial do Doador de Medula Óssea
Em 21 de setembro é comemorado o Dia Mundial do Doador de Medula Óssea, que tem como objetivo a conscientização sobre a importância da doação de medula óssea. O procedimento servirá para o transplante, um tipo de tratamento que visa substituir uma medula óssea doente...
29/08 – Dia Nacional de Combate ao Fumo: como parar de fumar?
Apoio psicológico, medicamentos e algumas atitudes simples podem ajudar quem deseja largar o vício O tabagismo é o maior fator de risco evitável de adoecimento e morte no mundo. Os malefícios incluem um aumento significativo nas chances de adquirir ou morrer por doenças cardíacas, pulmonares...