Exame de sangue oculto nas fezes

Publicado em: 26/02/2020 - 09:02:15
Diagnóstico
Tratamento
Epidemiologia
Tumores Colorretais

Simples, barato e não invasivo, este procedimento é importante para ajudar na detecção precoce do câncer colorretal

O exame de sangue oculto nas fezes é uma forma muito eficiente para ajudar na detecção precoce de câncer colorretal, pois avalia a presença de pequenas quantidades de sangue nas fezes que podem não ser visíveis a olho nu. Desta forma, ele ajuda a indicar a presença de sangramentos no intestino grosso, que também podem ser sinais de úlceras, colite ou até câncer colorretal.

Também funciona como uma espécie de triagem, indicando quais pacientes realmente precisam fazer colonoscopia, que é um exame mais caro e invasivo. Porém, o exame de sangue oculto nas fezes não substitui a colonoscopia, que é essencial para um diagnóstico mais preciso.

Importância do exame de sangue oculto nas fezes

O câncer colorretal tem desenvolvimento lento. Quando descoberto precocemente, pode apresentar 90% de chance de sucesso no tratamento. Nestes casos, quando o sangue nas fezes não é visível a olho nu, o exame ajuda a indicar a suspeita destes tumores nas fases iniciais, que são assintomáticas.

Sinais e sintomas do câncer colorretal

À medida que o tumor progride, podem surgir alguns sinais e sintomas além da presença de sangue nas fezes. Os mais comuns são:

  • Dores abdominais
  • Dores ao evacuar
  • Diarreia ou prisão de ventre que não passam
  • Sensação de empachamento
  • Mudanças no apetite
  • Perda de peso inexplicável
     

Avaliação de conteúdo

Você gostaria de avaliar esse conteúdo?
Esse conteúdo foi útil?
Gostaria de comentar algo sobre esse conteúdo?

Veja também

Prevenção primária x prevenção secundária
É importante conhecer as formas de prevenção primária e secundária para cuidar bem da sua saúde O tema prevenção contra o câncer aborda desde adotar hábitos saudáveis a fazer os exames de rastreamento recomendados para cada faixa etária. Ou seja, a prevenção pode ser feita...
Vídeo: entenda a terapia CAR-T Cells, que reprograma as células do paciente contra a doença
Uma das grandes novidades no tratamento de cânceres hematológicos, como linfomas e leucemias, é a terapia celular. Chamada pelos especialistas de CAR-T Cells, ela age como uma terapia-alvo, porém sem utilizar medicamentos. As CAR-T Cells são células de defesa do organismo, que são extraídas e...
Inibidores de PARP: estamos vivendo uma mudança de paradigma?
Medicamento atua inibindo enzimas relacionadas às mutações BRCA1 e BRCA2 presentes no desenvolvimento de câncer de ovário Os inibidores de PARP. estão quebrando paradigmas no tratamento de câncer de ovário. O medicamento, que funciona como uma quimioterapia oral, tem sido utilizado para tratamento de uma...
Especialistas discutem sobre a relação entre doença ressecável e patologia
Sessão aborda pontos importantes que devem constar no laudo anatomopatológico para orientar o prognóstico e tratamento da doença ressecável Por Helano Freitas, oncologista clínico do A.C.Camargo Cancer Center Na Semana Brasileira da Oncologia, a sessão sobre doença ressecável contou com a participação dos médicos Vladmir...
Sarcoma de partes moles: 6 mitos & verdades
O sarcoma de partes moles pode apresentar características diferentes de outros tipos de câncer, principalmente em relação aos fatores de risco. Apesar de ser um câncer raro – não há estatísticas oficiais no Brasil –, é importante que se saiba quais são os sinais e...