Estudo RAPIDO: foco no tratamento do carcinoma de reto localizado Pular para o conteúdo principal

Estudo RAPIDO: foco no tratamento do carcinoma de reto localizado

 
Publicado em:

Estudo RAPIDO: foco no tratamento do carcinoma de reto localizado

Publicado em:

Por Celso Abdon Lopes de Mello, oncologista clínico, com a colaboração da médica da radioterapia Maria Leticia Gobo, ambos do A.C.Camargo Cancer Center

Os resultados do estudo RAPIDO estavam sendo bastante aguardados.

Os pacientes com carcinoma de reto distal de alto risco são tratados hoje com quimiorradioterapia neoadjuvante, seguida de cirurgia e quimioterapia adjuvante. 

A chance de ocorrer uma recidiva local do tumor é relativamente baixa nos dias atuais, nos melhores centros. 

Porém, a recidiva à distância (ou metástase) é frequente em tumores de alto risco. 

Este estudo avaliou uma estratégia que já vinha sendo empregada em alguns cenários, que é a radioterapia hipofracionada de curta duração (short course). Em vez de cinco semanas, a radioterapia é empregada em uma semana. 

Estudo anteriores mostraram que, aparentemente, a radioterapia administrada em short course não era inferior à de cinco semanas. 

Além disso, o braço experimental também empregou a quimioterapia pré-operatória. 

Em resumo, o braço experimental foi tratado com radioterapia na dose de 5Gy x 5 dias seguido de quimioterapia com FOLFOX x 9 ciclos ou CAPOX x 6 ciclos – e, por último, a cirurgia. 

O que se observou foi uma menor recidiva da doença (falha ao tratamento relacionada com a doença), ou seja, 7% menos recidiva da doença em termos absolutos; o resultado também mostrou que esta estratégia aumentava significativamente a taxa de resposta patológica completa: de 14% para 28%. 

Os dados de sobrevida global ainda não foram avaliados. 

Além da maior efetividade dessa estratégia, outra vantagem é a maior praticidade, pois reduz o tempo do tratamento, com menos deslocamento para realizar a radioterapia em cinco semanas, menos tempo afastado do trabalho etc. 

Em tempos de Covid-19, esta estratégia minimiza significativamente a exposição do paciente ao ambiente hospitalar.

Este é um importante estudo que, certamente, em breve deverá mudar a prática e tornar-se um novo padrão para pacientes com tumores de reto baixo que apresentam alto risco de recidiva. 

Celso Abdon Lopes de Mello e o câncer colorretal

Maria Leticia Gobo Silva

Saiba mais:
- Acompanhe aqui o melhor do ASCO Annual Meeting 2020

Avaliação de conteúdo

Você gostaria de avaliar esse conteúdo?
Esse conteúdo foi útil?
Gostaria de comentar algo sobre esse conteúdo?
Ao continuar você confirma ter ciência de nossa Política de Privacidade e dos respectivos Avisos de Privacidade e Proteção de Dados presentes em nosso Portal de Privacidade.
CAPTCHA
Esta pergunta é para testar se você é humano e para evitar envios de spam

Veja também

Leucemia mieloide aguda: novo método calcula com precisão a sobrevida do paciente
Pioneiro no campo da onco-hematologia, ele foi desenvolvido em estudo multicêntrico internacional, que teve a liderança de médico do A.C.Camargo Cancer Center Quando um paciente é diagnosticado com leucemia mieloide aguda, os médicos usam uma variedade de métricas para determinar...
Pesquisa aponta aumento da incidência de câncer de orofaringe associado a infecção por vírus HPV
Neste Julho Verde, mês de conscientização sobre o combate aos tumores de cabeça e pescoço, conheça este estudo feito na cidade de São Paulo, que analisou mais de 15 mil casos de câncer de boca e orofaringe O papilomavírus humano...
Síndrome de Li-Fraumeni: estudo que envolveu o A.C.Camargo pode mudar o aconselhamento genético da doença de forma marcante
Pesquisa internacional analisou dois tipos de mutações que estão ligadas à predisposição ao câncer A Síndrome de Li-Fraumeni (SLF) é uma doença hereditária de predisposição ao câncer, relacionada a mutações no gene TP53. Uma das mutações neste gene, denominada R337H...
Dia Mundial do Câncer de Rim: atividade física ajuda a reduzir o risco da doença
A adoção de hábitos saudáveis durante o dia diminui a incidência de tumores renais e ainda atua na melhoria de problemas cardiovasculares ou diabetes Câncer de rim e prevenção. Segundo dados mais recentes do Instituto Nacional de Câncer (Inca), a...
Câncer de cabeça e pescoço: artigo científico traz recomendações para cirurgias oncológicas
Estudo internacional teve a contribuição do Dr. Luiz Paulo Kowalski, líder do Centro de Referência em Tumores de Cabeça e Pescoço Câncer de cabeça e pescoço e Covid-19. Em artigo divulgado pela revista científica The Lancet Oncology , especialistas representando...