Coronavírus: cuidados necessários para quem toma hormônio contínuo

Publicado em: 27/03/2020 - 10:03:06

Paciente não faz parte do grupo de risco e deve ter as mesmas precauções da população geral

O novo Coronavírus mudou a rotina de muita gente e é importante estar atento à higienização correta das mãos, à etiqueta da tosse e ao isolamento social.

Para pacientes oncológicos, o cuidado deve ser redobrado, considerando que alguns tratamentos, muitas vezes, podem afetar o sistema imunológico e deixar o organismo mais suscetível à Covid-19.

O que não é o caso da hormonioterapia.


Coronavírus e hormônios

Para aqueles que fazem uso de hormônio contínuo, as precauções contra a Covid-19 são as mesmas para a população em geral.

"Pacientes que recebem hormonioterapia, geralmente, têm baixo risco de apresentar imunossupressão, que é a queda de imunidade. Portanto, eles acabam menos vulneráveis a infecções em relação a quem recebe quimioterapia", explica o Dr. Helano Carioca Freire, oncologista clínico do A.C.Camargo Cancer Center.

Nem por isso o paciente deve se descuidar. As orientações de higiene das mãos e etiqueta da tosse, além do isolamento social, devem ser mantidas para esse tipo de público.

Confira algumas situações que o paciente deve evitar:
- Aglomerações e ambientes fechados
- O cumprimento com apertos de mão, beijos e abraços, mesmo nos médicos e outros profissionais de saúde 
- Visitas desnecessárias
- Acompanhantes que apresentem sintomas de gripe ou suspeita de Coronavírus – é importante que seja apenas um acompanhante.

Mais Coronavírus:
- Coronavírus: como proteger cuidadores e pacientes com câncer
- Coronavírus: radioterapia e quimioterapia devem ser suspensas?
- Podcast Rádio Cancer Center #8 - Coronavírus e oncologia
- Vídeo: o Coronavírus e a oncologia
- Como manter sua saúde mental em tempos de Coronavírus
- Coronavírus: por que tomar a vacina da gripe é importante
- Coronavírus: é seguro viajar de avião?
- Como se proteger
- Coronavírus e o paciente oncológico

- Nova política para visitas e acompanhantes
- Recomendações importantes
- Dúvidas mais frequentes
- O que é
- Estudo avalia relação do Coronavírus com o câncer

Avaliação de conteúdo

Você gostaria de avaliar esse conteúdo?
Esse conteúdo foi útil?
Gostaria de comentar algo sobre esse conteúdo?
Ao continuar você confirma ter ciência de nossa Política de Privacidade e dos respectivos Avisos de Privacidade e Proteção de Dados presentes em nosso Portal de Privacidade.
CAPTCHA
Esta pergunta é para testar se você é humano e para evitar envios de spam

Veja também

A bebida alcoólica eleva o risco de um câncer de boca?
A bebida alcoólica pode ser, sim, um fator de risco para o desenvolvimento de um câncer. Essa associação ocorre não apenas para um tumor de cabeça e pescoço, como boca, faringe e laringe. O álcool também pode implicar problemas no esôfago, mama e intestino grosso...
Podcast Rádio Cancer Center #19 - Julho Verde e a reabilitação de um câncer de cabeça e pescoço
Conheça mais as possibilidades terapêuticas da fonoaudiologia e da estomatologia Neste Julho Verde, mês de conscientização para o combate aos tumores de cabeça e pescoço (leia mais a seguir), é importante falar de reabilitação. É fundamental ressaltar as possibilidades de tratamento e até mesmo conhecer...
Pesquisa aponta aumento da incidência de câncer de orofaringe associado a infecção por vírus HPV
Neste Julho Verde, mês de conscientização sobre o combate aos tumores de cabeça e pescoço, conheça este estudo feito na cidade de São Paulo, que analisou mais de 15 mil casos de câncer de boca e orofaringe O papilomavírus humano (HPV) é um vírus que...
Julho Verde: 9 mitos & verdades sobre o câncer de cabeça e pescoço
Julho Verde: os tumores de cabeça e pescoço representam o nono tipo de câncer mais comum no mundo, de acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS). Incluindo todas as áreas da cavidade oral, como a língua e boca, e órgãos como laringe, faringe, seios...
Mieloma múltiplo: conheça os sinais e sintomas
O mieloma múltiplo é o câncer de um tipo de célula da medula óssea chamada de plasmócito, responsável pela produção de anticorpos que combatem vírus e bactérias. No mieloma múltiplo, os plasmócitos são anormais e se multiplicam rapidamente, comprometendo a produção das outras células do...