Ilustração de um útero, fundo branco e contornos em vermelho

Conheça os tipos de câncer que podem acometer o útero

Publicado em: 23/03/2021 - 08:03:11
Linha Fina

Tumores uterinos podem estar situados no colo do útero ou no endométrio; entenda 

O útero é um dos órgãos do sistema reprodutor feminino. 

Ele tem o formato de uma pera invertida e é dividido em duas partes: o corpo e o colo do útero. 

O corpo do útero tem duas camadas, a interna, ou endométrio; e a externa, ou miométrio. 

Quando um câncer acomete o útero, ele pode estar situado no colo do útero ou no corpo do útero.  


Câncer de colo de útero 

A principal causa do câncer de colo de útero é a infecção pelo papilomavírus humano (HPV), transmitido pelo contato sexual. 

Em seus estágios iniciais, o câncer de colo do útero geralmente não apresenta sintomas. Estes costumam estar mais presentes nos casos mais avançados. 

Para a prevenção do câncer de colo uterino, o importante é realizar os exames de rastreamento de rotina como o Papanicolau, associado ou não a colposcopia e biópsia, se necessário  

Também é fundamental a vacinação anti-HPV e o tratamento das lesões precursoras do câncer de colo uterino. 

Além disso, em caso de presença dos sinais e sintomas abaixo, é necessária uma avaliação médica para esclarecimento diagnóstico:  

•    Secreção, corrimento ou sangramento vaginal incomum 
•    Sangramento leve, fora do período menstrual 
•    Sangramento ou dor após a relação sexual
•    Dor pélvica, desconforto urinário ou intestinal 

Saiba mais sobre sobre o câncer de colo do útero ao clicar aqui.


Câncer de endométrio 

Corresponde ao tumor que aparece na camada interna do corpo uterino. 

Geralmente, ocorre em mulheres com cerca de 60 anos e na pós-menopausa, porém os números desses tumores vêm crescendo nos últimos anos devido ao aumento da obesidade. 

Obesidade esta que está associada à elevação dos níveis de estrógeno e ao aparecimento de lesões precursoras de câncer de endométrio, como a hiperplasia atípica. 

Alguns fatores aumentam o risco de desenvolver um câncer de endométrio. Entre eles estão: 

•    Idade 
•    Síndrome do ovário policístico 
•    Obesidade 
•    Pressão alta 
•    Diabetes 
•    Câncer prévio: tumores de mama ou de ovário e tratamento com tamoxifeno ou radioterapia na região pélvica
•    Histórico familiar: mulheres com síndrome de Lynch ou com câncer colorretal hereditário não poliposo (HNPCC) 
•    Estrogênio: terapia de reposição hormonal
•    Menarca (primeira menstruação) precoce e menopausa tardia
•    Nunca ter tido filhos
•    Hiperplasia atípica  

Não existe método de rastreamento de câncer de endométrio, porém é importante ficar alerta a alguns indícios que merecem uma visita ao ginecologista:

•    Sangramento vaginal anormal: 90% das mulheres com câncer de endométrio têm sangramento vaginal anormal, após a menopausa ou entre períodos menstruais; entre 5% e 20% das mulheres na pós-menopausa com esse quadro têm câncer de endométrio; isso pode indicar uma série de outras doenças, mas é preciso consultar um especialista para saber a causa 
•    Dor na pelve 
•    Massa ou tumoração pélvica palpável 
•    Perda de peso inexplicável 

Saiba mais sobre o câncer de endométrio ao clicar aqui.

Avaliação de conteúdo

Você gostaria de avaliar esse conteúdo?
Esse conteúdo foi útil?
Gostaria de comentar algo sobre esse conteúdo?
Ao continuar você confirma ter ciência de nossa Política de Privacidade e dos respectivos Avisos de Privacidade e Proteção de Dados presentes em nosso Portal de Privacidade.
CAPTCHA
Esta pergunta é para testar se você é humano e para evitar envios de spam

Veja também

HPV: vacina previne vários tipos de câncer
O HPV, também conhecido como papilomavírus humano, é uma doença sexualmente transmissível (DST). Esse vírus pode ser transmitido por relações sem proteção e infectar pele ou mucosas. A boa notícia é que há uma vacina para inibir o HPV, mas o problema é que existe...
Tumores ginecológicos: uma seleção de conteúdos para você saber tudo sobre a saúde da mulher
Tumores ginecológicos: mais de 30 mil mulheres são diagnosticadas anualmente, de acordo com o Instituto Nacional do Câncer (INCA). Uma vez que os sintomas são ausentes ou inespecíficos na fase inicial do tumor, muitas vezes fica complicado perceber precocemente um câncer de colo de útero...
Tumores ginecológicos além do colo de útero: informe-se e cuide de você!
Os tumores ginecológicos envolvem muito mais do que o câncer de colo de útero, o terceiro mais frequente em mulheres. Estima-se que, em 2020, cerca de 16 mil novos casos de câncer de colo de útero foram diagnosticados no Brasil, assim como 6650 novos casos...
Podcast Rádio Cancer Center #39 - Sinais e sintomas de um câncer ginecológico: previna-se!
Câncer ginecológico, um problema que atinge mais de 30 mil mulheres a cada ano, segundo o INCA (Instituto Nacional de Câncer). São tumores no colo de útero, endométrio, ovário, vulva e vagina. A alta incidência decorre da descoberta tardia, uma vez que os sintomas são...
HPV: tudo o que você queria saber da doença, mas tinha vergonha de perguntar
O HPV ou papilomavírus humano é um vírus que pode ser transmitido por relações sexuais sem proteção e infectar pele ou mucosas, como boca, vulva, vagina, colo do útero e pênis. É considerado uma infecção sexualmente transmissível (IST) e é a causa de mais de...