Médica acolhendo paciente pediátrico

Cirurgia robótica em crianças: saiba mais sobre o procedimento nos pequenos

Publicado em: 18/09/2020 - 16:09:41
Institucional
Tratamento
Cirurgia
Tumores Pediátricos

Técnica realizada com o auxílio de robôs pode ser usada em casos selecionados

A precisão durante um procedimento cirúrgico é fundamental para a garantia de um tratamento de qualidade, necessidade essa que é potencializada quando o paciente é uma criança . Com dimensões corpóreas e fisiologia diferentes dos adultos, todo cuidado e atenção devem ser redobrados.

A cirurgia robótica em crianças é um tipo de cirurgia minimamente invasiva. Fazem parte desse grupo a videolaparoscopia e a cirurgia por orifícios naturais. Todo, ou parte do procedimento, é realizado com o auxílio de um robô, controlado por um médico(a) cirurgião habilitado(a).

A técnica pode ser utilizada em diversos casos, como na remoção de tumores das adrenais, dos rins, da próstata e outros procedimentos que fazem parte do tratamento de crianças com câncer, com o mesmo sucesso que se consegue em adultos.

Além de menor tempo de internação, com o emprego da técnica, são esperados menos efeitos adversos para as crianças.

Cirurgia robótica em crianças: vantagens

O procedimento traz diversos benefícios importantes na hora do tratamento. "Menos dor no pós-operatório, menor tempo de hospitalização, menor risco de hérnias incisionais, além de benefícios estéticos", explica a médica cirurgiã pediátrica Maria Lúcia de Pinho Apezzato, head da Cirurgia Pediátrica do A.C.Camargo Cancer Center.

A especialista é, atualmente, a única cirurgiã pediátrica habilitada a realizar cirurgias robóticas no Brasil.
Ela também conta que o procedimento traz outras vantagens, como maior amplificação da imagem (aumento da profundidade da lente da câmera disposta nos robôs), com efeito tridimensional e precisão de movimentos.

Ainda assim, a médica ressalta que nem todas cirurgias são eletivas para o uso de robôs.

"É importante analisar caso a caso. Tumores muito grandes ou que envolvam estruturas nobres, como grandes vasos, ainda não são candidatos a ressecção por técnicas minimamente invasivas em crianças", alerta a doutora.

No A.C.Camargo, a técnica é usada em crianças desde 2017, pelo CR de Tumores Pediátricos e é uma referência do procedimento no país.

Maria Lucia de Pinho Apezzato | A.C.Camargo Cancer Center

Avaliação de conteúdo

Você gostaria de avaliar esse conteúdo?
Esse conteúdo foi útil?
Gostaria de comentar algo sobre esse conteúdo?

Veja também

Sediamos o primeiro congresso na América com os maiores especialistas do mundo em cirurgia robótica de cabeça e pescoço
É o 3º IGReHNS, que abordou o que há de mais inovador em tecnologias e pesquisas nessa área. Os maiores especialistas do mundo em cirurgia robótica de cabeça e pescoço criaram, há alguns anos, uma organização de pesquisas, a International Guild of Robotic & Endoscopic...
Cinco jeitos de curtir SP
São Paulo apresenta várias opções de lazer, diversão e cultura. Confira abaixo algumas dicas para curtir o aniversário da cidade de forma gratuita, saudável e divertida: Com 1,5 milhão de metros quadrados e grande variedade de plantas e aves, o Parque do Ibirapuera é um...
O câncer infantil e os cuidados paliativos
Quando o assunto é o câncer infantil com necessidade de cuidados paliativos, a grande missão é realizar um cuidado ativo para pacientes que possuem um quadro com alto risco, melhorando sua qualidade de vida – isso também vale para os adultos. Missão esta que foca...
Leucemia: pesquisadores brasileiros trabalham em um tratamento menos invasivo para pacientes graves
A leucemia é o décimo tipo de câncer mais comum entre os homens, com 5.920 novos casos por ano, segundo o Instituto Nacional do Câncer (INCA). Atinge, ainda, muitas crianças. Por isso, as pesquisas sobre o tema são recorrentes. Neste momento, pesquisadores brasileiros trabalham em...
Entenda como o investimento em ciência gera o conhecimento que salva vidas
O Dia de Doar, que neste ano foi celebrado em 1º de dezembro, é o gancho oportuno para reafirmar que, com o investimento em ciência, amplia-se a investigação de novos métodos para diagnosticar, tratar e reabilitar pessoas. Investimento em saúde e tecnologia Segundo a Dra...