Mapa do Brasil à direita, com foco na região Amazônica, em verde. Acima, um laço azul.

Câncer de pênis: estudo mostra alta infecção por HPV na Amazônia

Publicado em: 13/11/2020 - 13:11:59
Linha Fina

Trabalho apoiado pelo A.C.Camargo Cancer Center analisou tecidos de pacientes da região Amazônica do Brasil, que possui alto índice de câncer de pênis

Em pesquisa divulgada na revista científica PLoS One, cientistas de diversas instituições e universidades brasileiras analisaram a presença da proteína p16INK4a como biomarcador para infecção por HPV em pacientes com câncer de pênis.

O tumor no órgão genital representa 2% de todos os tipos de cânceres que atingem os homens. Apesar de raro, a incidência da doença é alta nas regiões norte e nordeste do Brasil.

HPV e câncer

“A pesquisa demonstrou que os pacientes diagnosticados com HPV apresentaram tumores de baixo grau, no geral.

A superexpressão de p16INK4a está relacionada à detecção de HPV 16, o que reforça a hipótese de que a proteína pode ser usada como um marcador para infecção de HPV de alto risco”, explica a Dra. Stephania Martins Bezerra, médica patologista do A.C.Camargo.

Alguns fatores contribuem para o surgimento da doença, como baixas condições socioeconômicas de algumas regiões brasileiras aliado à má higiene íntima.

Homens que não se submeteram à circuncisão, tabagismo e a prática de zoofilia (ato sexual com animais), assim como doenças sexualmente transmissíveis, como a infecção pelo papilomavírus humano (HPV), também são outros pontos de atenção.

Pesquisa e ciência

O estudo busca entender a biologia dos tumores, assim como seus processos moleculares envolvidos no aparecimento e progressão da doença.

“Pensando no tratamento do câncer paciente a paciente, nosso foco é pensar em estratégias de prevenção, melhorar métodos diagnósticos e possibilitar melhores tratamentos”, explica a especialista.

O Departamento de Anatomia Patológica do A.C.Camargo foi responsável pela construção de um Tissue Microarray (um bloco de parafina no qual foram inseridas as amostras teciduais de todos os pacientes incluídos do estudo), o que facilitou a realização e a avaliação do estudo imuno-histoquímico.

O laboratório de imuno-histoquímica cuidou da realização e interpretação das reações de p16INK4a realizadas nos casos incluídos nesta pesquisa importante.

 

Foto de meio corpo da Dra. Stephania Martinz Bezerra, que usa um jaleco branco.

Avaliação de conteúdo

Você gostaria de avaliar esse conteúdo?
Esse conteúdo foi útil?
Gostaria de comentar algo sobre esse conteúdo?
Ao continuar você confirma ter ciência de nossa Política de Privacidade e dos respectivos Avisos de Privacidade e Proteção de Dados presentes em nosso Portal de Privacidade.
CAPTCHA
Esta pergunta é para testar se você é humano e para evitar envios de spam

Veja também

A bebida alcoólica eleva o risco de um câncer de boca?
A bebida alcoólica pode ser, sim, um fator de risco para o desenvolvimento de um câncer. Essa associação ocorre não apenas para um tumor de cabeça e pescoço, como boca, faringe e laringe. O álcool também pode implicar problemas no esôfago, mama e intestino grosso...
Podcast Rádio Cancer Center #20 - O cirurgião oncológico
Conheça o papel deste especialista essencial A conversa de hoje é sobre o papel do cirurgião oncológico. Vamos falar da atuação desse especialista que é vital para o tratamento do câncer. Trata-se de um profissional que não somente é preparado para conduzir cirurgias de alta...
Podcast Rádio Cancer Center #19 - Julho Verde e a reabilitação de um câncer de cabeça e pescoço
Conheça mais as possibilidades terapêuticas da fonoaudiologia e da estomatologia Neste Julho Verde, mês de conscientização para o combate aos tumores de cabeça e pescoço (leia mais a seguir), é importante falar de reabilitação. É fundamental ressaltar as possibilidades de tratamento e até mesmo conhecer...
Como eu me tornei uma oncologista
Para marcar este 9 de julho, Dia do Oncologista, saiba mais sobre a profissão com o depoimento da Dra. Maria Nirvana da Cruz Formiga, oncologista clínica do Departamento de Oncogenética do A.C.Camargo “A oncologia é uma área que me encantou desde o 5° ano da...
Julho Verde: 9 mitos & verdades sobre o câncer de cabeça e pescoço
Julho Verde: os tumores de cabeça e pescoço representam o nono tipo de câncer mais comum no mundo, de acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS). Incluindo todas as áreas da cavidade oral, como a língua e boca, e órgãos como laringe, faringe, seios...