Câncer de cabeça e pescoço: profissões e fatores de risco

Publicado em: 11/12/2019 - 09:12:42

Com participação do corpo clínico do A.C.Camargo Cancer Center, grupo internacional de pesquisa INHANCE analisou 8839 casos; laringe apresentou a maior incidência de tumores

Câncer de cabeça e pescoço: investigar as relações entre ele e os fatores de risco inerentes às ocupações foi o norte do estudo Occupations and the Risk of Head and Neck Cancer: a Pooled Analysis of the International Head and Neck Cancer Epidemiology Consortium [INHANCE] (Ocupações e o Risco de Câncer de Cabeça e Pescoço: uma Análise do Consórcio Internacional de Epidemiologia do Câncer de Cabeça e Pescoço [INHANCE]).

Publicada no Journal of Occupational and Environmental Medicine, essa pesquisa reuniu 8839 casos e 13730 controles com participantes de 27 países. 

“Temos esse grupo de pesquisa há mais de 20 anos. Identificamos a necessidade de avaliar as possíveis associações entre as ocupações e os cânceres de cabeça e pescoço”, conta Maria Paula Curado, head do Núcleo de Epidemiologia e Estatística em Câncer do A.C.Camargo.


Câncer de cabeça e pescoço: risco menor para encanadores

Foram identificados riscos associados a várias categorias, de acordo com as características da ocupação e o tempo em que a pessoa esteve na atividade, sobretudo os que passaram mais de 10 anos nesse trabalho. 

O câncer de laringe apresentou a maior incidência em todas as profissões investigadas. Exemplos de categorias afetadas foram os mecânicos de veículos e os motoristas, algo que sugere que a inalação a certas substâncias – como a fumaça dos escapamentos – tenha impacto no surgimento dessas neoplasias. 

Faxineiros e trabalhadores da indústria têxtil também foram alguns dos mais afetados pelo câncer de laringe. Na cavidade oral, a associação foi maior em garçons e bartenders. 

Curiosamente, encanadores, instaladores de tubulações e de estruturas metálicas não foram acometidos significativamente na laringe.

Já os profissionais que trabalham com carne, como açougueiros, se mostraram mais afetados na faringe, na orofaringe e na cavidade oral. 

Vale ressaltar que 87,5% dos casos de tumores de cabeça e pescoço envolviam fumantes e 87,3% consumiam álcool com frequência.


Conclusões 

Embora o mecanismo preciso de ação de carcinógenos ocupacionais ainda não seja estabelecido, muitos estudos ainda serão necessários para elucidar a carcinogênese. 

Avaliação de conteúdo

Você gostaria de avaliar esse conteúdo?
Esse conteúdo foi útil?
Gostaria de comentar algo sobre esse conteúdo?
Ao continuar você confirma ter ciência de nossa Política de Privacidade e dos respectivos Avisos de Privacidade e Proteção de Dados presentes em nosso Portal de Privacidade.
CAPTCHA
Esta pergunta é para testar se você é humano e para evitar envios de spam

Veja também

A mamografia e o tumor de intervalo: entenda a relação
Em 5 de fevereiro, comemoramos o Dia Nacional da Mamografia. Esta data precisa mesmo ser comemorada, pois a mamografia é o exame capaz de diagnosticar o câncer de mama em seus estágios iniciais e salvar vidas de mulheres. O câncer de mama está em primeiro...
15/09 - Dia Mundial de Conscientização sobre Linfomas
A conversa de hoje é sobre linfomas. Entre os 10 tipos de câncer mais frequentes na população brasileira está o linfoma, que é caracterizado pelo aumento de um gânglio linfático, causando um "inchaço" no local. Existe até um Dia Mundial de Conscientização sobre Linfomas, que...
21/09: Dia Mundial do Doador de Medula Óssea
Em 21 de setembro é comemorado o Dia Mundial do Doador de Medula Óssea, que tem como objetivo a conscientização sobre a importância da doação de medula óssea. O procedimento servirá para o transplante, um tipo de tratamento que visa substituir uma medula óssea doente...
29/08 – Dia Nacional de Combate ao Fumo: como parar de fumar?
Apoio psicológico, medicamentos e algumas atitudes simples podem ajudar quem deseja largar o vício O tabagismo é o maior fator de risco evitável de adoecimento e morte no mundo. Os malefícios incluem um aumento significativo nas chances de adquirir ou morrer por doenças cardíacas, pulmonares...
31 de maio: Dia Mundial sem Tabaco alerta para os riscos do fumo à saúde pulmonar
A data, criada para alertar sobre as doenças e mortes evitáveis relacionadas ao tabagismo, é uma inciativa global da Organização Mundial de Saúde Sob o tema “Tabaco e saúde pulmonar”, a campanha alerta sobre os prejuízos que o uso do tabaco e a exposição ao...