Câncer colorretal: células tumorais circulantes como prognóstico Pular para o conteúdo principal

Câncer colorretal metastático: células tumorais circulantes como prognóstico

 
Publicado em:

Câncer colorretal metastático: células tumorais circulantes como prognóstico

Publicado em:

Conduzido pelo corpo clínico do A.C.Camargo Cancer Center, trabalho foi apresentado na ASCO GI 2020, em San Francisco

O câncer colorretal é, no Brasil, o segundo mais frequente entre as mulheres e entre os homens, descontando-se os tumores de pele não-melanoma. Esses dados, atualizados em 2020, são do INCA. 

Apresentado como pôster na ASCO GI (Gastrointestinal Cancers Symposium), que aconteceu entre 23 e 25 de janeiro em San Francisco, EUA, e publicado no Journal of Clinical Oncology, um estudo prospectivo analisou as células tumorais circulantes (CTCs) como um promissor marcador de prognóstico no câncer colorretal metastático.

Em tempo: as células tumorais circulantes têm esse nome porque se desprendem do tumor. 

Daí a importância de um estudo sobre elas, que teve como autor principal o Dr. Virgílio Souza, oncologista clínico do A.C.Camargo Cancer Center.


O estudo

Intitulada Prospective Study with Circulating Tumor Cells as Potential Prognosis Biomarker in Metastatic Colorectal Cancer (Estudo Prospectivo com Células Tumorais Circulantes como Potencial Marcador de Prognóstico em Câncer Colorretal Metastático), a pesquisa avaliou 75 pacientes com câncer colorretal metastático com mediana de idade de 57,3 anos.

Além de exames de imagem, os pacientes se submeteram a duas coletas de sangue com um intervalo de 60 dias. 

Isso ocorreu por meio do exame ISET, que isola do sangue as células tumorais circulantes.

Foi comparado o índice de CTCs no baseline (CTC1) com o índice no primeiro acompanhamento (CTC 2).


Conclusões 

Esse estudo prospectivo ratificou que a contagem de CTCs na linha de base (CTC1) é um importante marcador prognóstico para monitorar o câncer colorretal metastático e se correlaciona com outros fatores prognósticos estabelecidos.

“Diante destes dados associados a outros resultados do nosso grupo de pesquisa, podemos demonstrar a importância de estudos com CTCs nos tumores gastrointestinais, já que a análise das CTCs pode ser útil para melhor entender os mecanismos da doença e para monitorar a resposta ao tratamento quimioterápico, sendo uma importante ferramenta no tratamento do câncer”, explica o Dr. Virgílio Souza.

Para conferir o artigo (em inglês), clique aqui.

Doutor Virgilio Souza e Silva e o câncer colorretal

Avaliação de conteúdo

Você gostaria de avaliar esse conteúdo?
Esse conteúdo foi útil?
Gostaria de comentar algo sobre esse conteúdo?
Ao continuar você confirma ter ciência de nossa Política de Privacidade e dos respectivos Avisos de Privacidade e Proteção de Dados presentes em nosso Portal de Privacidade.
CAPTCHA
Esta pergunta é para testar se você é humano e para evitar envios de spam

Veja também

Nossos índices de chance de cura são os mais altos do país
Lançado em abril de 2023, o Observatório do Câncer do A.C.Camargo avaliou mais de 98 mil casos tratados na instituição nos últimos 20 anos. E os dados apresentados mostram que, cada vez mais, alcançamos ótimos resultados junto aos pacientes. Nos...
A.C.Camargo contribui para o tratamento de câncer de cabeça e pescoço em países subdesenvolvidos
Como um cancer center, inovação e pesquisa fazem parte da nossa jornada diária. Além de ser um ato de grande orgulho para nós. Nosso corpo clínico é formado por grandes mentes pensantes que, junto a atuação em assistência, também lideram...
Linfoma de Hodgkin x Linfoma não Hodgkin
Conheça os sinais e sintomas de cada um destes tipos de câncer hematológicos O linfoma surge no sistema linfático, uma rede de pequenos vasos e gânglios que é parte tanto do sistema circulatório como do sistema imune. O sistema coleta...
Câncer colorretal tem cura e pode ser prevenido
O câncer colorretal é um dos mais frequentes no mundo todo. A boa notícia é que há prevenção para reduzir a probabilidade de desenvolver este câncer e as taxas de cura são altas quando detectadas precocemente. Por isso, conhecer e...
Ciência e conscientização para crianças: livro infantil aborda a importância da vacinação de forma lúdica
Ontem (9/5), aconteceu o pré-lançamento do livro Bel e o Admirável Escudo Invisível, do escritor Bruno Gualano, professor da Faculdade de Medicina da USP, cientista e colunista do jornal Folha de S.Paulo. O livro conta com o patrocínio do A.C.Camargo...