AACR 2019: o papel protetor do microbioma intestinal durante o tratamento imunoterápico

Publicado em: 22/04/2019 - 14:04:32

Fibras prebióticas e probióticos podem influenciar na eficiência da terapia 

Por Diana Noronha Nunes, bióloga pesquisadora do Laboratório de Genômica Médica do Centro Internacional de Pesquisa (CIPE) do A.C.Camargo Cancer Center

Mais uma vez o tema da avaliação do microbioma intestinal em pacientes tratados com imunoterapia anti-PDL1 (um tipo de droga que bloqueia uma proteína presente no tumor que permite que o sistema imune seja desbloqueado e possa eliminar as células tumorais) foi um dos pontos altos da AACR 2019.  A Dra. Jennifer Wargo, do MD Anderson Cancer Center, apresentou novos dados, nos quais a terapia-alvo pode tornar o microambiente tumoral mais imunogênico, ou seja, mais propenso a ser detectado pelo sistema imune, antes do tratamento com anti-PD-L1. Neste sentido, um estudo de avaliação de tratamento neoadjuvante (feito antes da cirurgia) para melanomas com alterações nos genes BRAF/MEK, versus o tratamento adjuvante (feito após a cirurgia) se mostrou muito superior.  Os pacientes tratados com terapia neoadjuvante tiveram uma resposta bastante superior e possuem ainda alguns marcadores diferenciais detectados em células-B.

Outro dado muito relevante mostrou que pacientes que ingerem uma maior quantidade de fibras prebióticas (aquelas digeridas apenas pelas bactérias presentes no intestino grosso) respondem melhor ao tratamento anti-PDL1. A pesquisa destacou que pacientes que consumiram uma dieta rica em fibras tiveram até cinco vezes mais chance de responder a este tratamento. Este mesmo estudo confirma ainda que algumas pesquisas recentes mostram que o uso de probióticos- bactérias vivas e benéficas que estão presentes em alimentos como o iogurte, kombucha (uma espécie de bebida fermentada), entre outros, muitas vezes por iniciativa do próprio paciente, pode diminuir a eficiência do tratamento. 

Por fim, foram apresentados pela Dra. Carrie Daniel-MacDoughall dados de um estudo clínico em andamento baseado na dieta dos participantes, chamado BE GONE, que avalia se a ingestão diária de feijões pode elevar a quantidade de bactérias benéficas no microbioma intestinal. O alimento poderia contrabalancear efeitos nocivos da obesidade em pacientes com histórico de câncer de cólon ou doença pré-maligna colorretal.  Neste sentido, resultados preliminares indicam que a ingestão de feijões tem realmente um efeito protetor nos pacientes que participantes do estudo. 
 

Avaliação de conteúdo

Você gostaria de avaliar esse conteúdo?
Esse conteúdo foi útil?
Gostaria de comentar algo sobre esse conteúdo?
Ao continuar você confirma ter ciência de nossa Política de Privacidade e dos respectivos Avisos de Privacidade e Proteção de Dados presentes em nosso Portal de Privacidade.
CAPTCHA
Esta pergunta é para testar se você é humano e para evitar envios de spam

Veja também

O papel do enfermeiro navegador e seu impacto na jornada oncológica
Durante a jornada oncológica, pacientes do A.C.Camargo Cancer Center podem contar com a expertise dos enfermeiros navegadores. São profissionais altamente especializados em oncologia que atuam como um elo entre o paciente e todas as equipes (assistenciais e administrativas), desenvolvendo um trabalho fundamental para melhorar os...
"O homem não pode se descuidar de jeito nenhum!"
Sou Carlos Levy, tenho 75 anos, funcionário público aposentado e pai de cinco filhos. Também sou avô dos meus quatro queridos netos e casado com o amor da minha vida, Amália. Desde meus 50 anos tenho um compromisso comigo mesmo: fazer meus exames periódicos. Sigo...
2020, O Ano do Profissional de Enfermagem
Saiba mais sobre essa especialidade vital para o cuidado. Clique aqui caso tenha problemas para acessar o vídeo abaixo. video { width: 100%; height: auto; }
21/09: Dia Mundial do Doador de Medula Óssea
Em 21 de setembro é comemorado o Dia Mundial do Doador de Medula Óssea, que tem como objetivo a conscientização sobre a importância da doação de medula óssea. O procedimento servirá para o transplante, um tipo de tratamento que visa substituir uma medula óssea doente...
7 passos para pacientes com câncer manterem a mente calma
Pacientes com câncer são afetados em qualquer idade. Existem, porém, formas de eles se manterem calmos e positivos, conforme se vê nas dicas abaixo. São ideias que valem não apenas para quem está em tratamento, mas também para quem faz parte desses pacientes com câncer...