A importância do oftalmologista no diagnóstico de tumores cerebrais

Publicado em: 11/08/2021 - 11:08:35
Linha Fina

Papel do profissional não é restrito a detectar problemas relacionados aos olhos – ele também pode ser um médico encaminhador

O oftalmologista costuma ser consultado quando as alterações visuais são perceptíveis, isto é, quando o indivíduo está com dificuldade para enxergar objetos próximos ou distantes, ou nota pontos luminosos na visão, entre outros sintomas.

O papel do profissional, no entanto, não é restrito a diagnósticos relacionados aos olhos e à visão. Na Oncologia, por exemplo, pode ser fundamental também na detecção de tumores cerebrais.

Visto que seis dos 12 nervos cranianos estão associados aos olhos, além do contato direto dos nervos oculares com o Sistema Nervoso Central, o oftalmologista pode desconfiar de uma lesão tumoral ligada à via óptica, de acordo com sintomas como alteração do reflexo e tamanho da pupila; do reflexo de piscar; e ptose (queda da pálpebra superior).

"Alguns distúrbios, como escotomas, no qual o paciente tem parte do campo visual comprometida, ou até mesmo amaurose, cegueira consequente dessas lesões, devem ser investigados com mais afinco", esclarece a diretora do Departamento de Oftalmologia do A.C.Camargo, a doutora Martha Chojniak.

É importante alertar que, ainda que alguns sinais chamem a atenção dos especialistas, não indicam necessariamente a existência de um tumor cerebral.

A médica ressalta ainda que os sintomas mais específicos surgem em dois casos: na destruição do tecido cerebral ou quando a pressão sobre a caixa craniana aumenta. Nem sempre, porém, é dessa forma.

"Cânceres instalados em determinadas partes do cérebro podem se desenvolver bastante antes da manifestação dos sintomas", afirma. "Em contrapartida, um tumor pequeno pode causar grande dano em outras regiões cerebrais. A dor de cabeça costuma ser o primeiro sinal, mas é importante ressaltar que a maioria dessas dores é provocada por diversos outros motivos", completa. 
 

Diagnóstico

O principal exame diagnóstico dessas alterações visuais é a campimetria computadorizada, técnica não invasiva e de alta confiabilidade, que consiste em testar uma série de pontos visuais na retina do paciente e informar o reconhecimento a todos os estímulos.

Outro modo é o mapeamento de retina, por meio do qual o médico avalia o fundo de olho do paciente após dilatar as pupilas.

Detectar onde se localiza o problema pode ser importante para definir qual a razão das dores. Identificar se a lesão encontra-se nos olhos, nos nervos óticos ou no próprio cérebro pode colaborar, junto das manifestações oculares apresentadas pelo paciente, para descobrir qual a causa.

Exames como a ressonância magnética e a tomografia computadorizada auxiliam em um diagnóstico mais preciso da localização do tumor.
 

Fatores de risco

São conhecidos poucos fatores de risco para câncer no cérebro, redobrando a atenção para todos esses sintomas.

Tem de se avaliar as dores como um aviso do nosso organismo de algo possivelmente mais grave. Mesmo em situações de pseudotumor cerebral, a hipertensão craniana é uma situação de alto risco para o corpo.

Avaliação de conteúdo

Você gostaria de avaliar esse conteúdo?
Esse conteúdo foi útil?
Gostaria de comentar algo sobre esse conteúdo?
Ao continuar você confirma ter ciência de nossa Política de Privacidade e dos respectivos Avisos de Privacidade e Proteção de Dados presentes em nosso Portal de Privacidade.
CAPTCHA
Esta pergunta é para testar se você é humano e para evitar envios de spam

Veja também

A mamografia e o tumor de intervalo: entenda a relação
Em 5 de fevereiro, comemoramos o Dia Nacional da Mamografia. Esta data precisa mesmo ser comemorada, pois a mamografia é o exame capaz de diagnosticar o câncer de mama em seus estágios iniciais e salvar vidas de mulheres. O câncer de mama está em primeiro...
O papel do enfermeiro navegador e seu impacto na jornada oncológica
Durante a jornada oncológica, pacientes do A.C.Camargo Cancer Center podem contar com a expertise dos enfermeiros navegadores. São profissionais altamente especializados em oncologia que atuam como um elo entre o paciente e todas as equipes (assistenciais e administrativas), desenvolvendo um trabalho fundamental para melhorar os...
"O homem não pode se descuidar de jeito nenhum!"
Sou Carlos Levy, tenho 75 anos, funcionário público aposentado e pai de cinco filhos. Também sou avô dos meus quatro queridos netos e casado com o amor da minha vida, Amália. Desde meus 50 anos tenho um compromisso comigo mesmo: fazer meus exames periódicos. Sigo...
15/09 - Dia Mundial de Conscientização sobre Linfomas
A conversa de hoje é sobre linfomas. Entre os 10 tipos de câncer mais frequentes na população brasileira está o linfoma, que é caracterizado pelo aumento de um gânglio linfático, causando um "inchaço" no local. Existe até um Dia Mundial de Conscientização sobre Linfomas, que...
2020, O Ano do Profissional de Enfermagem
Saiba mais sobre essa especialidade vital para o cuidado. Clique aqui caso tenha problemas para acessar o vídeo abaixo. video { width: 100%; height: auto; }