Dia Internacional da Tireoide: tudo sobre prevenção e diagnóstico precoce

Publicado em: 25/05/2022 - 11:05:00
Linha Fina

Neste 25 de maio, conheça sinais, sintomas e fatores de risco 

O Dia Internacional da Tireoide, lembrado sempre em 25 de maio, chama a atenção para a prevenção e o diagnóstico precoce.

As projeções do Instituto Nacional de Câncer (INCA) indicam que, este ano, haverá 13.780 novos casos de câncer de tireoide no Brasil, sendo 1.830 em homens e 11.590 em mulheres. Esses números demonstram com evidência que esse tipo de câncer é muito mais frequente em mulheres do que em homens. 

Nódulos na tireoide são bastante comuns e, por causa de sua localização, os médicos, e muitas vezes os pacientes, conseguem senti-los com uma simples apalpação. Felizmente, entre 90% e 95% desses nódulos são benignos. Além disso, os cânceres de tireoide podem ser detectados precocemente e o sucesso do tratamento pode chegar a 97% dos casos. 

Dito isso, confira a seguir sinais, sintomas e fatores de risco.


Dia Internacional da Tireoide: sinais e sintomas

Várias doenças benignas e outros cânceres de pescoço podem ter os mesmos sintomas que o câncer de tireoide. Por isso, é preciso consultar um médico se você tiver:

  • Nódulo no pescoço, que às vezes cresce muito depressa
  • Dor na parte da frente do pescoço, que pode irradiar para os ouvidos
  • Rouquidão ou mudança no timbre de voz que não passa com o tempo
  • Dificuldade para engolir
  • Dificuldade para respirar, como se você estivesse respirando por um canudinho
  • Tosse que não passa, que não seja causada por gripe

 

Fatores de risco

Vale lembrar que fatores de risco aumentam o seu risco de desenvolver câncer de tireoide, mas isso não quer dizer que você vai ter câncer de tireoide.

  • Idade: pode ocorrer em qualquer idade, mas é mais comum na faixa dos 30 aos 50 anos.
  • Sexo: a incidência em mulheres é três vezes maior que a incidência em homens.
  • Exposição à radiação: crianças que fizeram tratamento com radiação na região da cabeça e do pescoço ou radioterapia para câncer, como linfoma de Hodgkin, também correm maior risco de ter câncer de tireoide mais tarde. Isso não ocorre com adultos que fazem radioterapia.
  • Doenças hereditárias: Algumas doenças como síndrome de Gardner e polipose familial aumentam o risco de câncer em vários órgãos, inclusive tireoide. A doença de Cowden, que é rara, também aumenta o risco de câncer de tireoide. Algumas famílias, que representam 5% dos casos, apresentam incidência incomum de carcinoma papilífero.

Veja também

A mamografia e o tumor de intervalo: entenda a relação
Em 5 de fevereiro, comemoramos o Dia Nacional da Mamografia. Esta data precisa mesmo ser comemorada, pois a mamografia é o exame capaz de diagnosticar o câncer de mama em seus estágios iniciais e salvar vidas de mulheres. O câncer de mama está em primeiro...
15 de setembro - Dia mundial de conscientização sobre linfomas
Como se prevenir deles? Indo ao médico assim que perceber os sintomas. Então apareceu um gânglio diferente no pescoço, ou na axila, ou na virilha, que não dói, mas você sente extremo cansaço, febre, está suando à noite e também perdendo peso sem razão aparente...
15/09 - Dia Mundial de Conscientização sobre Linfomas
A conversa de hoje é sobre linfomas. Entre os 10 tipos de câncer mais frequentes na população brasileira está o linfoma, que é caracterizado pelo aumento de um gânglio linfático, causando um "inchaço" no local. Existe até um Dia Mundial de Conscientização sobre Linfomas, que...
25/09 - Palestra Segurança do Paciente: participe!
A importância do paciente, acompanhante e cuidador no atendimento hospitalar Convidamos você para participar de uma palestra especial, onde falaremos sobre a importância de cada pessoa nas questões relacionadas à segurança de nossos pacientes. Será uma tarde de compartilhamento de muito conhecimento e experiências. Você...
29/08 – Dia Nacional de Combate ao Fumo: como parar de fumar?
Apoio psicológico, medicamentos e algumas atitudes simples podem ajudar quem deseja largar o vício O tabagismo é o maior fator de risco evitável de adoecimento e morte no mundo. Os malefícios incluem um aumento significativo nas chances de adquirir ou morrer por doenças cardíacas, pulmonares...