Coronavírus: tire todas as suas dúvidas Pular para o conteúdo principal

Coronavírus: tire todas as suas dúvidas

 
Publicado em:

Coronavírus: tire todas as suas dúvidas

Publicado em:

Confira perguntas e respostas direcionadas aos pacientes do A.C.Camargo Cancer Center


Coronavírus: o que é?

Os coronavírus são uma grande família viral que causam infecções respiratórias em seres humanos e em animais. Recentemente, foi identificado um novo tipo de vírus desta família como causa de doença respiratória.

Esse novo vírus foi batizado de SARS – COV2. Já a doença por ele causada foi chamada de COVID-2019.

Geralmente, essas infecções são leves a moderadas, semelhantes a um resfriado comum. No entanto, alguns pacientes podem apresentar quadros graves com complicações.  


Quais os principais sintomas?

São semelhantes a uma gripe comum. Em geral, febre e tosse e, em alguns casos, pode ocorrer falta de ar e dificuldade para respirar. A febre, todavia, nem sempre se faz presente em todos os casos.


Como o coronavírus (2019-nCoV) é transmitido?

Sabe se que esse novo vírus pode ser transmitido de pessoa para pessoa e pelo ambiente, através do ar e do contato com secreções contaminadas, como:

  • Gotículas de saliva
  • Espirro
  • Tosse
  • Catarro


Existe algum tratamento?

Não existe medicamento específico para o coronavírus humano. O tratamento é o suporte clínico, baseado no quadro de cada paciente. 


Há alguma vacina disponível?

Não existe nenhuma vacina disponível para evitar a aquisição da doença.


Já existe algum caso confirmado no Brasil?

Sim. Em 25 de fevereiro, o primeiro caso no Brasil foi confirmado pelo Ministério da Saúde. No entanto, atualizações diárias têm sido divulgadas e há mais casos em investigação.


Como devo saber se estou com suspeita de infecção pelo coronavírus?

São considerados casos suspeitos os de pessoas que apresentem sinais e sintomas respiratórios (tosse, dificuldade de respirar com ou sem febre); e aquelas pessoas que, nos últimos 14 dias antes do início dos sintomas, tiveram contato próximo com um caso suspeito ou confirmado; ou aquelas com histórico de viagem às seguintes áreas com transmissão local:

  • China
  • Alemanha
  • Austrália
  • Coreia do Sul e do Norte 
  • Camboja
  • Emirados Árabes Unidos
  • Filipinas
  • França
  • Irã
  • Itália
  • Japão
  • Malásia
  • Singapura
  • Tailândia
  • Vietnã 

Caso se enquadre nos critérios descritos acima, compareça ao Pronto Socorro do Hospital.


Há algum exame que posso realizar para o diagnóstico desse novo vírus?

Sim, existe um exame específico disponível para o diagnóstico do COVID-19, porém ele está indicado apenas para indivíduos que preencham as definições de um caso suspeito. 


Se eu tiver suspeita de coronavírus, vou precisar internar? 

Quem irá determinar a necessidade de internação é o médico, após a avaliação do caso. 


Quem vai ficar em isolamento social (em casa)? Por quanto tempo?

Ficará em casa quem for considerado um caso suspeito ou confirmado, desde que não tenha fatores de risco ou condições graves, após a avaliação médica.  A recomendação atual são de 14 dias. 


O que é isolamento social?

O isolamento social é permanecer em casa, durante 14 dias, a partir da data do início dos seus sintomas. É não frequentar locais públicos, bem como escola e local de trabalho, e sair de casa apenas em situações de emergência. Características do isolamento social:

  • Manter distância dos demais familiares
  • Permanecer em quarto privativo
  • Manter o ambiente bem ventilado
  • Em casos de contato com outros familiares, utilizar máscara cirúrgica descartável e trocá-las quando estiverem úmidas
  • Cobrir o nariz e a boca com lenço descartável ao tossir ou espirrar
  • Higienizar as mãos frequentemente com solução alcoólica ou água e sabão
  • Não compartilhar objetos de uso pessoal, como talheres, pratos, copos, garrafas e toalhas
  • Evitar tocar na boca, olhos e nariz sem higienizar as mãos
  • Intensificar a limpeza do ambiente com desinfetante domiciliar comum
     

Como devo me proteger de uma exposição ao coronavírus?

Os cuidados são os mesmos recomendados para prevenção de gripes e doenças respiratórias:

  • Realizar a higienização das mãos frequentemente, especialmente após contato direto com pessoas doentes ou com o ambiente
  • Evitar tocar nos olhos, nariz e boca
  • Evitar contato próximo de pessoas que apresentem sinais ou sintomas da doença
  • Após orientação médica, ficar em casa quando estiver doente
  • Cobrir com lenço de papel a boca e o nariz ao tossir ou espirrar e, logo em seguida, jogar o lenço de papel no lixo
  • Higienizar as mãos após tossir ou espirrar
  • Não compartilhar objetos de uso pessoal, como talheres, pratos, copos ou garrafas
  • Manter os ambientes bem ventilados
  • Ao tossir e espirrar, cobrir nariz e boca com lenço ou antebraço; promover higiene das mãos sempre que contato com secreções
  • Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com frequência
  • Evitar aglomerações

Esses são hábitos diários que podem ajudar a impedir que vários vírus se espalhem, inclusive o novo coronavírus.


Estou em tratamento com quimioterapia e/ou radioterapia. Quais cuidados devem ser seguidos para evitar a exposição ao coronavírus?

Os cuidados recomendados são os mesmos descritos acima.


Fontes 
Ministério da Saúde
CDC – Center for Diseases Control 
Organização Mundial da Saúde
Centro de Vigilância Epidemiológica

Mais Coronavírus
- Como se proteger
- Recomendações importantes
- O paciente oncológico
- O que é

Avaliação de conteúdo

Você gostaria de avaliar esse conteúdo?
Esse conteúdo foi útil?
Gostaria de comentar algo sobre esse conteúdo?
Ao continuar você confirma ter ciência de nossa Política de Privacidade e dos respectivos Avisos de Privacidade e Proteção de Dados presentes em nosso Portal de Privacidade.
CAPTCHA
Esta pergunta é para testar se você é humano e para evitar envios de spam

Veja também

A bebida alcoólica eleva o risco de um câncer de boca?
A bebida alcoólica pode ser, sim, um fator de risco para o desenvolvimento de um câncer. Essa associação ocorre não apenas para um tumor de cabeça e pescoço, como boca, faringe e laringe. O álcool também pode implicar problemas no...
Pesquisa aponta aumento da incidência de câncer de orofaringe associado a infecção por vírus HPV
Neste Julho Verde, mês de conscientização sobre o combate aos tumores de cabeça e pescoço, conheça este estudo feito na cidade de São Paulo, que analisou mais de 15 mil casos de câncer de boca e orofaringe O papilomavírus humano...
O Doutor Luiz Paulo Kowalski, branco, careca e com barba grisalha, de jaleco
Podcast Rádio Cancer Center #18 - Julho Verde: sinais e sintomas do câncer de tireoide
Julho Verde: você já ouviu falar dessa campanha? Ela é a bandeira do mês de conscientização mundial sobre o combate aos tumores de cabeça e pescoço. O câncer de tireoide é um dos mais comuns: as projeções do Instituto Nacional...
Podcast Rádio Cancer Center #17 - Câncer de pele: atenção aos sinais e sintomas
Uma conversa para aprender a reconhecer os alertas que pedem uma consulta médica Câncer de pele: o Instituto Nacional de Câncer (Inca) classifica o tumor cutâneo não melanoma como o mais frequente no Brasil, correspondendo a cerca de 30% de...
Doutor Renato de jaleco por trás de um laço da campanha Outubro Rosa
Podcast Rádio Cancer Center #16 - Os sinais e sintomas do câncer de mama
Câncer de mama: o Instituto Nacional de Câncer (Inca) estima 66.280 novos casos para cada ano do triênio 2020-2022. Assim, é vital que as pessoas se atentem a sinais e sintomas e, ao notá-los, procurem ajuda médica . Com a...