Aconselhamento genético: um caminho promissor para antever o câncer de próstata

Publicado em: 17/05/2019 - 18:05:01

Testes germinativos podem diagnosticar mutações que culminam em tumores com diversos graus de agressividade

Aconselhamento genético. Duas palavras que podem fazer a diferença definitivamente como fator preventivo ante o câncer. É a constatação de Brian Shuch, urologista americano que é diretor do Programa de Câncer Renal da UCLA. 

O assunto foi abordado nesta sexta-feira em mais um painel do Next Frontiers to Cure Cancer, um dos maiores congressos oncológicos da América Latina, que ocorre até este sábado (18/5) no WTC Center, em São Paulo. Trata-se de tentar antever os tumores, sobretudo para quem tem histórico familiar.

"As mutações genéticas são transmitidas de geração em geração. A possibilidade de os filhos as terem herdado é significativa se o pai ou a mãe as tiverem", explica o doutor Brian, que comandou o painel A Evolução Crescente dos Testes Germinativos para Câncer de Próstata. "Se o pai tem câncer de próstata, a filha dele pode desenvolver, por exemplo, um câncer de mama, então o objetivo aqui é a gente se antecipar. Uma prevenção relevante não apenas para tumores de próstata, mas também para melanoma e pâncreas, por exemplo", afirma o médico. 

Como funciona

O segredo é realizar o chamado teste germinativo. O clínico-geral não costuma tocar esse processo, então o melhor é procurar um médico geneticista. "Ele vai identificar os portadores dos genes na família e encaminhá-los para uma consulta multidisciplinar de aconselhamento genético”, diz Brian Shuch. 

"O desafio é interpretar essas mutações, que carecem de mais estudos e especialistas. Nos Estados Unidos há cerca de 4 mil geneticistas registrados, mas nem todos trabalham com testes germinativos, que hoje custam a metade do valor de uma TV de tela plana", acrescenta Brian.

Componentes étnicos 

Disparidades raciais genéticas também podem ser melhores aferidas com mais pesquisas. "Elas podem ser um fator para as mutações. A grande maioria dos estudos analisa apenas caucasianos, porém é preciso isolar genes de outras etnias como asiáticos e afro-americanos para termos dados mais precisos", encerra Brian Shuch.

Avaliação de conteúdo

Você gostaria de avaliar esse conteúdo?
Esse conteúdo foi útil?
Gostaria de comentar algo sobre esse conteúdo?
Ao continuar você confirma ter ciência de nossa Política de Privacidade e dos respectivos Avisos de Privacidade e Proteção de Dados presentes em nosso Portal de Privacidade.
CAPTCHA
Esta pergunta é para testar se você é humano e para evitar envios de spam

Veja também

A mamografia e o tumor de intervalo: entenda a relação
Em 5 de fevereiro, comemoramos o Dia Nacional da Mamografia. Esta data precisa mesmo ser comemorada, pois a mamografia é o exame capaz de diagnosticar o câncer de mama em seus estágios iniciais e salvar vidas de mulheres. O câncer de mama está em primeiro...
15 de setembro - Dia mundial de conscientização sobre linfomas
Como se prevenir deles? Indo ao médico assim que perceber os sintomas. Então apareceu um gânglio diferente no pescoço, ou na axila, ou na virilha, que não dói, mas você sente extremo cansaço, febre, está suando à noite e também perdendo peso sem razão aparente...
15/09 - Dia Mundial de Conscientização sobre Linfomas
A conversa de hoje é sobre linfomas. Entre os 10 tipos de câncer mais frequentes na população brasileira está o linfoma, que é caracterizado pelo aumento de um gânglio linfático, causando um "inchaço" no local. Existe até um Dia Mundial de Conscientização sobre Linfomas, que...
25/09 - Palestra Segurança do Paciente: participe!
A importância do paciente, acompanhante e cuidador no atendimento hospitalar Convidamos você para participar de uma palestra especial, onde falaremos sobre a importância de cada pessoa nas questões relacionadas à segurança de nossos pacientes. Será uma tarde de compartilhamento de muito conhecimento e experiências. Você...
29/08 – Dia Nacional de Combate ao Fumo: como parar de fumar?
Apoio psicológico, medicamentos e algumas atitudes simples podem ajudar quem deseja largar o vício O tabagismo é o maior fator de risco evitável de adoecimento e morte no mundo. Os malefícios incluem um aumento significativo nas chances de adquirir ou morrer por doenças cardíacas, pulmonares...