Estudo avalia biomarcadores que podem afetar a eficácia do tratamento do câncer de cabeça e pescoço

 
Publicado em: 31/07/2019 - 09:07:42

O objetivo é entender quem se beneficia mais com o medicamento cetuximab 

 

Uma das formas de avaliar a eficiência de medicamentos no tratamento do câncer é pela investigação de biomarcadores. Estes são proteínas, genes e outras moléculas que atuam em como as células tumorais crescem, se multiplicam, reagem aos tratamentos. Assim é possível entender se determinados pacientes vão responder bem ou não a certas terapias.

Não havia biomarcador conhecido para avaliar a eficácia do medicamento cetuximab – terapia-alvo para tratamentos paliativos – no câncer de cabeça e pescoço. Isso até a publicação do estudo The Roles of PTEN, cMET, and p16 in Resistance to Cetuximab in Head and Neck Squamous Cell Carcinoma (Os Papéis do PTEN, cMET e p16 na Resistência ao Cetuximab no Carcinoma de Células Escamosas de Cabeça e Pescoço).

Publicado na Medical Oncology, ele testou o prognóstico e o impacto dos biomarcadores PTEN, cMET e p16 nos pacientes com câncer de cabeça e pescoço que fazem uso do cetixumab.

“O cetuximab é usado para controlar a doença quando ela recidiva ou em metástases. O estudo revelou que pacientes com perda da expressão da proteína PTEN têm pior prognóstico. Os outros biomarcadores testados, cMET e p16, não alteraram em nada os resultados”, explica o autor do trabalho, o doutor Alexandre Balieiro da Costa, do Departamento de Oncogenética do A.C.Camargo.

 

A metodologia 

Foram avaliados 112 pacientes. A média de sobrevivência dos indivíduos que foram tratados com cetuximab mais quimioterapia foi de 11,4 meses, contra 7 meses para quem só fez quimioterapia. Já os pacientes com perda da expressão de PTEN tiveram média de sobrevida de apenas 5,8 meses. 

“O estudo mostrou que o impacto negativo da perda de PTEN foi observado nos pacientes tratados com cetuximab mais quimioterapia, e não no grupo que fez apenas químio. Isso aponta para o fato que pacientes com perda de PTEN não se beneficiam tanto com esse medicamento”, diz Balieiro. 

Se novos estudos confirmarem esses dados, no futuro podem ser pensadas alternativas para os tratamentos dos pacientes com perda de PTEN.

Avaliação de conteúdo

Você gostaria de avaliar esse conteúdo?
Esse conteúdo foi útil?
Gostaria de comentar algo sobre esse conteúdo?
Ao continuar você confirma ter ciência de nossa Política de Privacidade e dos respectivos Avisos de Privacidade e Proteção de Dados presentes em nosso Portal de Privacidade.
CAPTCHA
Esta pergunta é para testar se você é humano e para evitar envios de spam

Veja também

Síndrome de Li-Fraumeni: estudo que envolveu o A.C.Camargo pode mudar o aconselhamento genético da doença de forma marcante
Pesquisa internacional analisou dois tipos de mutações que estão ligadas à predisposição ao câncer A Síndrome de Li-Fraumeni (SLF) é uma doença hereditária de predisposição ao câncer, relacionada a mutações no gene TP53. Uma das mutações neste gene, denominada R337H, é encontrada apenas no Brasil...
Câncer colorretal: A.C.Camargo apresenta pôster em colaboração com o MD Anderson Cancer Center
Por Samuel Aguiar Junior, cirurgião oncologista e head do Centro de Referência em Tumores Colorretais e Sarcoma do A.C.Camargo Intitulado Consensus Molecular Subtypes in Colorectal Cancer Differ by Geographic Region, este pôster apresentado na ASCO mostra resultados iniciais de uma colaboração do A.C.Camargo Cancer Center...
Atualização de seguimento de conduta terapêutica com base na assinatura genética mammaprint
Por Solange Sanches, oncologista clínica e vice-coordenadora do Centro de Referência em Tumores da Mama Existem esforços muito grandes em reduzir a indicação de quimioterapia para pacientes com câncer de mama receptor hormonal positivo precoce estadio clínico I e II ou aquelas mulheres que têm...
Câncer colorretal metastático: foco em pacientes HER2 positivos
Por Celso Abdon Lopes de Mello, oncologista clínico do A.C.Camargo Cancer Center Foi apresentado o estudo DESTINY-CRC01. Este estudo é um estudo pequeno, de fase II, multicêntrico que avaliou a eficácia de uma nova droga, o Trastuzumabe Deruxtecan (T-Dxd), em pacientes com carcinoma de cólon...
O câncer de próstata e a Oncogenética
Alguns perfis de pacientes tendem a um risco aumentado de desenvolver esse tipo de tumor e precisam antecipar o rastreamento Câncer de próstata, uma enfermidade ligada ao fator genético. Estudos mostram que de 10 a 12% desse tipo de tumor estão associados a mutações genéticas...