Como o pioneirismo em cirurgia robótica acelera a recuperação de pacientes

 
Publicado em: 24/07/2018 - 21:07:00

Artigo científico descreve como foi a implementação dessa tecnologia aqui no A.C.Camargo e que temos, hoje, expertise similar aos melhores do mundo

Somos pioneiros na América Latina em cirurgia robótica de cabeça e pescoço, com expertise similar aos centros de referência do mundo. A primeira cirurgia robótica aqui no A.C.Camargo foi feita em novembro de 2014 - uma dissecção retroauricular de pescoço - e desde junho do mesmo ano cirurgiões da nossa equipe de Cabeça e Pescoço já participavam de um programa colaborativo de treinamento com a Yonsei University, da Coréia. Os resultados positivos comprovados, tanto nos aspectos funcionais quanto estéticos, impulsionaram o A.C.Camargo a disseminar esse conhecimento. Começamos a desenvolver, com a colaboração da universidade coreana, um treinamento para cirurgiões da América do Sul.

Assinado pelos cirurgiões Dr. Renan Bezerra Lira, Dr. Thiago Chulam e Dr. Luiz Paulo Kowalski, do Departamento de Cabeça e Pescoço, o artigo Safe implementation of retroauricular robotic and endoscopic neck surgery in South America (Implementação segura da cirurgia robótica e endoscópica retroauricular de pescoço na América do Sul), publicado na Gland Surgery, descreve em detalhes essa ampla experiência. "Ele conta a história de como abraçamos a ideia de fazer robótica, o caminho que percorremos para desenvolver e adaptar técnicas, os primeiros resultados", diz Dr. Kowalski. "É o passo a passo da implementação segura do método". 

O robô Da Vinci foi criado em 2005, nos Estados Unidos, e chamou a atenção de cirurgiões do mundo pelas muitas possibilidades de avanço em cirurgias. Nossa história na robótica para cabeça e pescoço se inicia com supervisão online de um professor da Coreia (os coreanos são referência mundial na área, com mais de 500 robôs) e, em seguida, três cirurgiões da nossa equipe foram a Seul para assistir cirurgias e debater casos clínicos. De 2014 a 2016 fizemos 121 cirurgias retroauriculares de pescoço, sendo 65 robóticas e 56 endoscópicas.

A parceria com os coreanos continua a todo vapor: o A.C.Camargo participa, com instituições de referência do mundo na área, de uma organização de pesquisa, o International Guild of Endoscopic & Robotic Head and Neck Surgery (IGERHNS), que promove encontros anuais. O próximo, de 2018, será no Brasil.

Estamos tão reconhecidos na cirurgia robótica que em novembro passado o Dr. Renan Lira venceu como melhor apresentação oral do Congresso Asiático de Cirurgia Robótica, com o trabalho "Esvaziamento cervical robótico em casos de câncer de boca".

Para acessar a pesquisa na íntegra, clique aqui. 

Dr. Luiz Paulo Kowalski - CRM 36404
Diretor do Departamento de Cabeça e Pescoço
Especialista em Cirurgia de Cabeça e Pescoço - RQE nº 56910

Avaliação de conteúdo

Você gostaria de avaliar esse conteúdo?
Esse conteúdo foi útil?
Gostaria de comentar algo sobre esse conteúdo?
Ao continuar você confirma ter ciência de nossa Política de Privacidade e dos respectivos Avisos de Privacidade e Proteção de Dados presentes em nosso Portal de Privacidade.
CAPTCHA
Esta pergunta é para testar se você é humano e para evitar envios de spam

Veja também

O que o paciente com câncer deve saber sobre interações medicamentosas?
Chás e alguns medicamentos podem interferir na ação dos quimioterápicos Por Daniel Garcia, médico oncologista clínico do A.C.Camargo Cancer Center Pacientes com câncer têm um risco particularmente alto de interações medicamentosas, que, por definição, são um efeito do uso de duas (ou mais) drogas, ou...
Touca de resfriamento - Uma forma de colaborar com a autoestima e preservar a privacidade dos pacientes
Tentar manter a autoestima durante o tratamento de câncer ajuda no bem-estar e na qualidade de vida e também a paciente a se sentir mais bonita e até mais forte para seguir com os cuidados necessários. Nem sempre isso é tão simples. Um dos efeitos...
Orientações sobre a gripe 2018
A gripe A influenza ou gripe é uma infecção respiratória aguda, causada pelo vírus influenza, com alto potencial de transmissão. Os primeiros sintomas geralmente são: febre, dor muscular e tosse seca. A evolução costuma ser branda e autolimitada, por período de quatro dias a sete...
O exame de sangue oculto nas fezes é o método ideal para rastreamento do câncer colorretal em grandes populações
Pouca gente se lembra de fazer – e às vezes até mesmo os médicos se esquecem de pedir – o exame de sangue oculto nas fezes. Entretanto, ele é muito eficiente para ajudar no diagnóstico do câncer de intestino e tem a vantagem de ser...
Diferenças entre câncer infantil e de adultos
Ao contrário do que acontece com adultos, o câncer em crianças não tem fatores de risco, como falta de exercícios físicos ou exageros na dieta. Suas causas ainda são desconhecidas. O número: 12.600 novos casos de câncer infantil por ano no Brasil. Câncer de criança...