Sintomas iniciais do câncer de estômago são inespecíficos

Publicado em: 20/08/2017 - 21:08:00
Notícias

No início, parece uma gastrite. E muitas pessoas se automedicam ou demoram a procurar um especialista. Os sintomas iniciais do câncer de estômago são bastante inespecíficos: os pacientes costumam se queixar de queimação no estômago, má digestão, dificuldade de engolir (deglutição) e refluxo ácido. Para não se confundir e confirmar o diagnóstico, o primeiro passo é consultar um médico e possivelmente realizar uma endoscopia digestiva.

O principal fator de risco

Helicobacter pylori é hoje a principal causa do câncer de estômago. Essa bactéria, presente na água e em alimentos contaminados, acomete metade da população mundial e, em cerca de 5% dos casos, leva a um processo inflamatório crônico do estômago que pode evoluir para câncer.

Até a Segunda Guerra Mundial, esse era o tipo de câncer mais comum mundo afora, justamente porque carnes e legumes eram preservados no sal, o que aumenta a presença de uma substância cancerígena chamada nitrosaminas nos alimentos. A invenção da geladeira mudou esse cenário, mas o consumo excessivo de sal e de embutidos como presunto, mortadela e salame ainda pesam entre os fatores de risco, assim como o tabagismo.

Outros fatores que podem ser destacados incluem história familiar de câncer gástrico, cirurgia prévia do estômago e pessoas oriundas de países com alta incidência de câncer de estômago como Japão, China e Coreia do Sul.

Saiba mais

  • Mais de 20 mil novos casos de câncer de estômago no Brasil por ano (Inca)
  • Menos de 20% dos tumores de estômago são diagnosticados precocemente
  • Mais de 8 mil mortes pela doença no Brasil por ano (Inca)
  • 2ª maior causa de morte por câncer no mundo (Globocan)

Consulte sempre um especialista, no caso de dúvidas.

Saiba mais sobre o câncer de estômago.

 

Dr. Felipe José Fernández Coimbra - CRM 93020
Diretor do Departamento de Cirurgia Abdominal
Especialista em Cirurgia Oncológica - RQE nº 30634
Especialista em Cirurgia Geral - RQE nº 30635

Avaliação de conteúdo

Você gostaria de avaliar esse conteúdo?
Esse conteúdo foi útil?
Gostaria de comentar algo sobre esse conteúdo?

Veja também

Cinco exames para colocar no seu calendário
Realizar exames é importante para checar o estado da sua saúde. Por isso, independentemente de apresentar sintomas, especialistas recomendam algumas análises periódicas. Selecionamos cinco exames essenciais para serem incluídos no calendário de 2016. Exame de sangue Recomendado para a avaliação clínica dos níveis de glicose...
Nossos patologistas identificaram um tumor de câncer peniano até então desconhecido
O carcinoma de pênis é um tumor raro, representando apenas 2% dos casos de câncer em homens no Brasil. Normalmente, ele afeta os pacientes na faixa dos 50 aos 60 anos de idade e é dividido em dois tipos: os que têm relação com o...
Tudo o que um prato saudável pode fazer por você
Comer bem e em cores é garantia de saúde. Com os alimentos certos e seu corpo em equilíbrio, a vida parece melhor. Então, olho no prato: suas escolhas são fundamentais para prevenir doenças, inclusive o câncer. E, caso você já seja paciente, mais uma boa...
De acordo com a idade: conheça as diferenças dos sarcomas em crianças e adultos
O avanço da idade é um dos principais fatores de risco para o desenvolvimento do câncer em adultos, tornando rara a doença em crianças e adolescentes. Nos Estados Unidos, por exemplo, a incidência de casos infantis corresponde a cerca de 1% entre todos os diagnósticos...
Novas Fronteiras - Preservação da fertilidade em mulheres com tumor ginecológico
Embora o câncer ginecológico seja mais prevalente na pós-menopausa, também existem mulheres que recebem o diagnóstico da doença em fase fértil e com o desejo de ter filhos. A preservação da fertilidade nesse grupo de pacientes com câncer de colo do útero, endométrio e ovário...