Núcleo de Diagnóstico Genômico e Molecular

Núcleo de Diagnóstico Genômico e Molecular

Contamos com testes genômicos e moleculares de vanguarda no nosso extenso portfólio para o diagnóstico complementar e monitoramento do câncer.

Nossa equipe de especialistas, composta por oncologistas clínicos, hematologistas, oncogeneticistas, patologistas e biologistas moleculares, está pronta para auxiliar na interpretação dos laudos e nas discussões de casos com médicos e outros profissionais de saúde.

Genômica germinativa e testes genéticos

 Avaliam variantes genéticas que podem aumentar o risco de desenvolver certos tumores. Os resultados desse teste ajudam o médico a adotar medidas que impactam no diagnóstico precoce e no risco de desenvolver tumores. Além disso, apoiam o aconselhamento genético do paciente e de seus familiares. Atualmente, esses testes são realizados usando painéis com múltiplos genes de predisposição que facilitam o diagnóstico.

Análises tumorais e oncologia de precisão

Testes de oncologia de precisão avaliam alterações genéticas e moleculares do tumor e que são fundamentais para a prescrição de certas terapias. Atualmente, algumas terapias utilizadas no tratamento oncológico têm o papel de inibir ou restabelecer a função de proteínas comumente desreguladas no câncer. Dessa maneira, a avaliação dessas alterações é indispensável para definir se o paciente teria chances de responder a tratamentos com certas terapias. Nessa linha de produtos estão incluídos uma ampla gama de testes, desde aqueles usados para detectar alterações específicas até aqueles que avaliam perfis genômicos amplos. Análises genômicas podem também auxiliar o diagnóstico e prognóstico do câncer de um paciente e trazer pistas para identificar um tratamento mais personalizado e eficaz.

Imuno-histoquímica

Testes complementares à análise microscópica do patologista, que utilizam a mesma amostra do tumor (biópsia ou cirurgia), também são realizadas em nosso laboratório. A Imuno-histoquímica se baseia na detecção de proteínas específicas no tumor, sendo fundamental no diagnóstico preciso das neoplasias e pode ser utilizada como triagem para avaliação de diversas alterações moleculares. A hibridização in situ, por outro lado, detecta alterações moleculares mediante a observação de fragmentos do DNA previamente marcados. Ambas são muito importantes em diversos tumores para fins diagnósticos, determinação do prognóstico e até definição do tratamento correto para o paciente.

Biópsia líquida 

Você já ouviu falar de biópsia líquida? É o que há de mais moderno em biópsia, com processo feito em equipamentos de última geração. Ela é indicada no planejamento ou acompanhamento do tratamento de pacientes que já foram diagnosticados.

Fazemos a biópsia líquida para tumores de pulmão, melanoma, colorretal e gastrointestinal.
A biópsia líquida ctDNA é um procedimento minimamente invasivo para detecção do DNA do tumor a partir da coleta de uma amostra de sangue do paciente. Por meio desse procedimento, o DNA livre no plasma é analisado, permitindo o acesso a informações sobre o perfil genético do tumor, o que pode auxiliar na escolha e monitoramento do tratamento do paciente.

Como funciona?
É coletada uma amostra do sangue do paciente, e o plasma é separado por um processo de centrifugação. Assim, o DNA é isolado e submetido à análise de mutações.

Tratamento individualizado: a análise das mutações específicas permite a escolha e o monitoramento do melhor tratamento.

Rapidez: Os resultados da biópsia líquida estão disponíveis em até 15 dias úteis.

Para quem é indicada?
É indicada aos pacientes já diagnosticados para acompanhamento da doença, escolha e monitoramento do tratamento, conforme avaliação do médico. Atualmente, no A.C.Camargo Cancer Center, a biópsia líquida está disponível para os cânceres de: pulmão, melanoma, colorretal e gastrointestinal. Todo o processo é realizado dentro do A.C.Camargo com equipamentos de última geração.

Quais os diferencias da biópsia líquida ctDNA?
Mais confortável e menos agressiva. É uma técnica minimamente invasiva, pois evita que o paciente se submeta a uma intervenção cirúrgica para análise.

Maior sensibilidade e precisão
A biópsia líquida ctDNA analisa o tumor como um todo, possibilitando um tratamento personalizado ao paciente.

Mais rápida e atualizada
Os resultados da biópsia líquida ctDNA estão disponíveis em até 15 dias úteis, oferecendo informações mais atualizadas sobre o tumor.

 

Avaliação de conteúdo

Você gostaria de avaliar esse conteúdo?
Esse conteúdo foi útil?
Gostaria de comentar algo sobre esse conteúdo?
Ao continuar você confirma ter ciência de nossa Política de Privacidade e dos respectivos Avisos de Privacidade e Proteção de Dados presentes em nosso Portal de Privacidade.
CAPTCHA
Esta pergunta é para testar se você é humano e para evitar envios de spam