Medicina Integrativa coloca o paciente como agente ativo nas decisões

Publicado em: 24/01/2022 - 07:01:37
Linha Fina

Entenda mais sobre este conceito que tem como uma das principais características empoderar a pessoa a decidir qual estratégia será adotada durante sua jornada de tratamento – desde que haja evidências científicas que apoiem tal conduta, para a segurança de todos

A Medicina Integrativa é um modelo inovador de cuidado para os pacientes. Tanto que há até um Dia Internacional da Medicina Integrativa, lembrado em 23 de janeiro.

Com foco na saúde e no bem-estar das pessoas em tratamento, a Medicina Integrativa tem como característica principal incorporar o paciente como agente ativo no seu processo de tratamento.

Ou seja, ele pode opinar e ajudar a decidir qual estratégia será adotada, desde que haja comprovação científica em tal estratégia. 

De forma individualizada para cada paciente, a Medicina Integrativa também leva em conta uma abordagem holística (corpo, mente e espiritualidade), reconhecendo que cada indivíduo é único em suas características biológicas, culturais, emocionais e sociais.


Medicina Integrativa: resistência 

A Medicina Integrativa ainda enfrenta resistência no mundo ocidental, pois reúne profissionais de diversas áreas e formações – defendendo que a interdisciplinaridade é essencial para o cuidado do paciente. 

Em 2006, o SUS implementou a Política Nacional de Práticas Integrativas e Complementares (PNPIC). Esse protocolo inclui homeopatia, acupuntura, ioga, massoterapia, entre outras práticas alternativas.


Cuidado Centrado no Paciente 

Um dos conceitos centrais da Medicina Integrativa, é ter o paciente no centro do cuidado, valorizando suas necessidades, expectativas e opiniões. No A.C.Camargo, adotamos o modelo de Cuidado Centrado no Paciente e na Família.

Trata-se de uma proposta de cuidados na qual tanto o paciente quanto a família deixam o papel de expectadores para se tornarem agentes ativos, que ajudam na tomada de decisões.

Nesse modelo, que é fortemente recomendado pelas mais modernas evidências científicas, não consideramos apenas as necessidades terapêuticas do paciente oncológico, mas também as questões individuais como crenças, valores e aspectos de sua vida social. Ou seja, é o cuidado com o ser humano na sua integralidade, não somente à doença. 

E, quando possível e de forma segura, são realizadas adaptações para contemplar as individualidades.

Hoje, os pacientes e suas famílias se mostram bem informados sobre os tratamentos e as possíveis alternativas.
Isso faz com que eles possam participar cada vez mais ativamente. 

Lembrando que essas decisões nunca se sobrepõem à segurança do paciente.


Adaptações

Se a internação prevê uma estada longa, a equipe fará o máximo para que, durante a permanência, o paciente mantenha seus hábitos e se sinta o mais confortável possível.

O Cuidado Centrado no Paciente e na Família não visa atender todas as vontades e desejos, mas sim perceber essas necessidades e adaptá-las para que contribua para o tratamento.

A grande diferença está na relação de parceria, na comunicação transparente e na segurança do que é ou não possível realizar, todos unidos no mesmo objetivo. 

Isso faz a diferença. O paciente e a família se sentem respeitados como indivíduos únicos e especiais.

Avaliação de conteúdo

Você gostaria de avaliar esse conteúdo?
Esse conteúdo foi útil?
Gostaria de comentar algo sobre esse conteúdo?
Ao continuar você confirma ter ciência de nossa Política de Privacidade e dos respectivos Avisos de Privacidade e Proteção de Dados presentes em nosso Portal de Privacidade.
CAPTCHA
Esta pergunta é para testar se você é humano e para evitar envios de spam

Veja também

O papel do enfermeiro navegador e seu impacto na jornada oncológica
Durante a jornada oncológica, pacientes do A.C.Camargo Cancer Center podem contar com a expertise dos enfermeiros navegadores. São profissionais altamente especializados em oncologia que atuam como um elo entre o paciente e todas as equipes (assistenciais e administrativas), desenvolvendo um trabalho fundamental para melhorar os...
"O homem não pode se descuidar de jeito nenhum!"
Sou Carlos Levy, tenho 75 anos, funcionário público aposentado e pai de cinco filhos. Também sou avô dos meus quatro queridos netos e casado com o amor da minha vida, Amália. Desde meus 50 anos tenho um compromisso comigo mesmo: fazer meus exames periódicos. Sigo...
2020, O Ano do Profissional de Enfermagem
Saiba mais sobre essa especialidade vital para o cuidado. Clique aqui caso tenha problemas para acessar o vídeo abaixo. video { width: 100%; height: auto; }
21/09: Dia Mundial do Doador de Medula Óssea
Em 21 de setembro é comemorado o Dia Mundial do Doador de Medula Óssea, que tem como objetivo a conscientização sobre a importância da doação de medula óssea. O procedimento servirá para o transplante, um tipo de tratamento que visa substituir uma medula óssea doente...
25/09 - Palestra Segurança do Paciente: participe!
A importância do paciente, acompanhante e cuidador no atendimento hospitalar Convidamos você para participar de uma palestra especial, onde falaremos sobre a importância de cada pessoa nas questões relacionadas à segurança de nossos pacientes. Será uma tarde de compartilhamento de muito conhecimento e experiências. Você...