AACR 2019: Estudo aponta diferenças na mortalidade por câncer de mama na população afrodescendente e branca

Publicado em: 09/04/2019 - 17:04:24
Pesquisa
Tratamento
Genética
Tumores de Mama

Dados apresentados no encontro anual da AACR mostram que variante do gene DARC pode explicar maior agressividade do tumor

Por Dra. Vilma Regina Martins, superintendente de pesquisa no A.C.Camargo Cancer Center

Um estudo apresentado no encontro anual 2019 da American Association for Cancer Research (AACR) em Atlanta, nos Estados Unidos, mostrou que o índice de mortalidade por câncer de mama da população afrodescendente é maior quando comparado com a população branca.

Nas últimas cinco décadas, este índice continuou crescendo, independentemente de fatores como tempo de acesso ao tratamento e suas limitações. Apresentado pela Dra. Melissa Davis, do Weill Cornell Medicine, unidade de pesquisa da Cornell University em Nova Iorque, nos Estados Unidos, o estudo mostra que a biologia do tumor de mama pode ser diferente em afrodescendentes e a mortalidade desta população deve-se a uma incidência maior de tumores denominados triplo-negativos, que apresentam um pior desfecho clínico. Estes dados foram observados na atual população africana e nos seus descendentes em outros continentes.

Um ponto interessante mostrado pela pesquisa é que até mesmo os tumores triplo-negativos apresentam diferenças moleculares quando as duas populações (afrodescendentes e brancas) são comparadas. Em pessoas com ancestralidade na África Subsaariana, uma variante alélica do gene denominado DARC, associada a uma diminuição da resposta imune, é mais frequente e poderia explicar a maior agressividade destes tumores na população afrodescendente. Acredita-se que este alelo possa ter sido selecionado evolutivamente nesta população associado à resistência à malária. 

Estudos de ancestralidade genética e a descoberta de variações em genes como o DARC podem ter implicações importantes na população brasileira, que é bastante miscigenada. Trazendo para nossa realidade, a identificação deste tipo de variante genética poderia ajudar a reconhecer pacientes com maior risco e a oferecer um tratamento mais adequado.

Avaliação de conteúdo

Você gostaria de avaliar esse conteúdo?
Esse conteúdo foi útil?
Gostaria de comentar algo sobre esse conteúdo?

Veja também

AACR 2019: confira as novidades sobre câncer pela visão dos especialistas do A.C.Camargo
Inovações em prevenção, diagnóstico e tratamento do câncer foram destaques do congresso promovido pela American Association for Cancer Research, em Atlanta (EUA) Durante o AACR Pre-Annual Meeting (28/03 a 03/04), em Atlanta, nos Estados Unidos, o A.C.Camargo esteve presente acompanhando as novidades em prevenção, diagnóstico...
Estudo revela que infecção por HIV não foi independentemente associada com aumento da mortalidade hospitalar
O impacto da infecção por HIV em pacientes com câncer e em estado crítico é desconhecido, porém, este conhecimento é indispensável para uma adequada admissão na UTI, um planejamento terapêutico e um aconselhamento a pacientes e parentes. Por isso, Dr. Pedro Caruso, head do Departamento...
Podcast Rádio Cancer Center #12 - O câncer de ovário: entenda
Ouça esta conversa e saiba mais sobre a saúde da mulher Câncer de ovário: a estimativa é de 6.650 novos casos no Brasil em 2020. Ele é o sétimo câncer mais comum em mulheres no país. Se considerarmos apenas os tumores ginecológicos, ele é o...
Oncologista explica: transplante de medula óssea pode ajudar no tratamento de tumor de testículo
Este tipo de câncer é mais comum em jovens entre 15 e 35 anos Considerado incomum, um em cada 250 homens desenvolverá câncer de testículo em algum momento da vida. Nos Estados Unidos, a estimativa é de 9.560 novos casos, com 410 mortes, para o...
Palestra: Seja apaixonada pela mulher que você lutou para ser
Neste mês, como parte das ações voltadas ao combate do câncer de mama, teremos a participação da doutora Fabiana Baroni Alves Makidissi, head do núcleo de mastologia, falando sobre o tema: “Seja apaixonada pela mulher que você lutou para ser”. Programação: Data: 30 de outubro...