Representação gráfica do coronavírus

Covid-19: perguntas frequentes

A Covid-19 ainda provoca muitas dúvidas, sobretudo para os pacientes oncológicos. 

Esclarecemos que no A.C.Camargo Cancer Center são tomadas todas as medidas preventivas em tempos de pandemia. Desta forma, de maneira segura, é possível prosseguir com seu tratamento. 

Lembramos que o paciente oncológico não deve deixar de conversar com o médico para programar o melhor momento da vacinação.  

A seguir, tire suas dúvidas sobre a Covid-19 no que se refere à vacinação, à quimioterapia e às medidas de segurança praticadas na Instituição. 

Ícone do Coronavírus

Importante!

Especificamente para a entrada do pronto atendimento, profissionais paramentados entregam a máscara de proteção para o paciente e perguntam sobre sintomas associados à Covid-19. Em caso afirmativo, ele é direcionado para uma sala específica. Já quem não tem sintomas segue outro fluxo, especial para pessoas assintomáticas.

E o mais importante: pacientes com sintomas não cruzam com os que não os tem, pois uma ala é isolada da outra.

Estamos diante de um momento de atenção em relação ao aumento do número de casos de Covid-19 na cidade de São Paulo e na nossa Instituição. Por esta razão, as vistas aos pacientes internados estão suspensas momentaneamente. Essa é mais uma das nossas medidas de prevenção e segurança, já estabelecidas:

1. Quando possível, o paciente deve vir sozinho à consulta ou, se necessário, somente com um acompanhante.

2. Para os pacientes já internados ou que ainda serão, temos uma política para acompanhantes:

  • Os pacientes poderão internar com apenas um acompanhante. Após a internação, será verificada a real necessidade da permanência do acompanhante no leito por meio de avaliação de critérios clínicos sinalizados pela equipe de enfermagem. O acompanhante será informado caso não seja necessária sua permanência.
  • Os pacientes internados serão avaliados diariamente para verificar a necessidade de acompanhante.
  • A equipe de enfermagem será a responsável por avaliar periodicamente o quadro clínico de cada paciente internado.
  • Pacientes menores de 18 anos e maiores de 65 anos permanecerão com acompanhantes.
  • Pacientes cirúrgicos serão avaliados após o retorno do Centro Cirúrgico pela equipe de enfermagem e o acompanhante será liberado em caso do paciente ter um risco menor.
  • O acompanhante que ficar na Instituição deve ser orientado a permanecer dentro do quarto (com uma troca a cada 24h), manter máscara durante a sua estada no hospital e será submetido ao questionário de sintomas e à medida de temperatura diariamente. As exceções devem ser discutidas com a equipe de enfermagem.

Todos os nossos pacientes também receberão estas diretrizes por e-mail ou SMS no momento do agendamento de consultas, exames e internação.

É importante seguir as normas de segurança para que os pacientes possam dar continuidade ao tratamento. Para isso, estabelecemos o Atendimento Oncológico Protegido – um conjunto de processos para o paciente prosseguir com seu tratamento de forma segura em tempos de pandemia.

Ícone do Coronavírus

A vacinação e a Covid-19

Recomendamos que todos os pacientes oncológicos tomem a vacina, exceto os menores de 18 anos.

Se você, atualmente, está em tratamento oncológico, sabemos que a melhor resposta para seu sistema imunológico é obtida se a vacina for administrada 15 dias antes ou 15 dias depois da última quimioterapia.

Pacientes que receberam um transplante de medula óssea devem consultar seu médico de confiança para definir o melhor período para a administração da vacina.

De qualquer forma, todos os pacientes oncológicos devem alinhar a questão da vacinação com seus médicos.

Os pacientes oncológicos serão incluídos no grupo de comorbidades, mas ainda não há previsão de data.

As vacinas serão aplicadas nos postos de saúde – fique atento(a) ao calendário.

Pacientes curados em acompanhamento não fazem parte do grupo prioritário. 

Em relação às vacinas, não há nenhuma recomendação especial para quem já tratou um câncer e faz acompanhamento.

Você pode tomá-las normalmente, mas você não faz parte do grupo de risco prioritário para pacientes oncológicos, que terá uma data especial no calendário de vacinação.

Não importa qual das vacinas contra a Covid-19 você receba: tenha a certeza de que ela é segura e eficaz na proteção contra infecções graves.

As duas vacinas que estão em uso no país atualmente – CoronaVac e AstraZeneca/Oxford – são compostas por vírus inativados e vetor viral, respectivamente, portanto, são incapazes de provocar a doença em quem as recebe.

Uma das coisas mais importantes que você tem de ter em mente é que os suprimentos da vacina contra a Covid-19 ainda são limitados em todo o Brasil. Assim, se surgir a oportunidade de obter uma vacina, vacine-se.

Pacientes que fizeram cirurgia na mama ou na axila devem receber a vacina no braço do lado oposto ao da cirurgia.

As doses das vacinas são complementares.

Assim, a segunda dose da vacina deve, obrigatoriamente, ter sido produzida pelo mesmo laboratório que desenvolveu a primeira.

Ou seja, quem tomou a primeira dose da AstraZeneca, tem de receber a segunda dose da AstraZeneca.

E isso vale para todas as vacinas, pois as plataformas de produção e os componentes de cada uma delas são diferentes. 

Tratamentos hormonais, em sua maioria, não interferem na resposta vacinal, não sendo necessário parar o tratamento.  

No entanto, apenas o seu médico pode traçar a melhor estratégia. 
 

Não. Os pacientes oncológicos serão incluídos no grupo de comorbidades, mas ainda não há previsão de data.

As vacinas serão aplicadas nos postos de saúde – fique atento(a) ao calendário.

A orientação médica para pessoas que tomaram a primeira ou segunda dose da vacina contra a covid-19 é aguardar alguns dias antes de realizar a doação de sangue. Para cada tipo de vacina, a recomendação é:

Coronavac/Sinovac/Butantan: 48 horas antes de doar sangue
Astrazeneca/Oxford/ Fiocruz: 7 dias antes de doar sangue
Pfizer: 7 dias antes de doar sangue
Janssen: 7 dias antes de doar sangue
Vacina contra a Gripe: 48 horas antes de doar sangue


Pessoas que tiveram covid-19 podem doar sangue após 30 dias do término dos sintomas e pessoas que tiveram contato com alguém diagnosticado com o novo coronavírus podem doar após 15 dias sem sintomas.

Barbara, mulher branca, 35 anos, de óculos, sorri de jaleco
"
Fui diagnosticada com um câncer de endométrio enquanto tentava engravidar, em plena pandemia. Saber que seria tratada em um Cancer Center me tranquilizou pela excelência multidisciplinar, pela tecnologia. O tratamento foi um sucesso – depois, tive gêmeos!
Barbara Figueroa, enfermeira 
Ícone do Coronavírus

Sua segurança aqui no A.C.Camargo

As cadeiras estão distribuídas de forma preventiva para a transmissão da Covid-19.

Elas estão posicionadas considerando um distanciamento seguro entre as pessoas.

Em alguns casos, as cadeiras estão separadas por uma divisória em acrílico.

O número de pessoas permitido em cada elevador está indicado em adesivos fixados no chão, que também preveem o distanciamento entre as pessoas dentro do elevador.

Por favor, solicite ao manobrista. 

Com álcool 70%. O produto é aplicado na direção, no câmbio e na maçaneta dos carros a cada vez que um manobrista entra no veículo – quando você o deixa no estacionamento e antes de recebê-lo de volta. 

A desinfecção acontece sempre ao término de cada procedimento e, depois, ao final de cada dia. 

Para que essa limpeza seja efetiva, utilizamos produtos exclusivos para uso hospitalar, além de técnicas apropriadas.

O Atendimento Oncológico Protegido é um conjunto de processos feitos para que os pacientes possam ser atendidos de modo seguro durante a pandemia. Confira as medidas:

  • Existem fluxos separados no pronto atendimento para assistir os pacientes com síndrome gripal com profissionais e locais exclusivos;
  • Os ambientes também estão sinalizados com o objetivo de manter um distanciamento social seguro;
  • Foi intensificada a disponibilidade de álcool gel;
  • Como é obrigatório o uso de máscara por todas as pessoas na Instituição, é ofertada uma máscara a todos os pacientes nas entradas; 
  • Acontece uma triagem para todos os pacientes e acompanhantes para a investigação de casos suspeitos ou confirmados de Covid-19 – há ainda um pronto atendimento digital, triagem que monitora sintomas de Covid quando o paciente ainda se encontra em casa; 
  • As unidades de internação dos pacientes com Covid-19 são exclusivas e separadas das demais; 
  • É realizada uma pesquisa sobre questões relacionadas à Covid-19 em pacientes que serão submetidos a procedimentos cirúrgicos; 
  • Há protocolos definidos para cada unidade do A.C.Camargo para o caso de, durante o atendimento, ser identificado um paciente com Covid-19.

Consultas duram, em média, 60 minutos.

Quanto aos exames, depende da quantidade, mas levam cerca de 90 minutos. 

Já os processos cirúrgicos ambulatoriais também exigem permanência de 90 minutos, em média. 

Isso é permitido somente nas áreas destinadas à alimentação, desde que se respeite o distanciamento seguro.

Com álcool 70%, antes e após a entrega dos mesmos.

 

Ilustração do coronavírus

A quimioterapia e a Covid-19

Não aumentam. Ao adotar as medidas de segurança indicadas, realizar o seu procedimento torna-se uma prática segura. #QuemTemCâncerTemPressa e estamos prontos para acolher nossos pacientes, assistindo-os de forma segura em todas as fases de seu tratamento. 

Uma evolução do conceito de saúde em oncologia para aprofundar constantemente o conhecimento sobre a doença e gerar inovação: o paciente é avaliado por um grupo multidisciplinar de especialistas em todas as etapas, desde o diagnóstico até a reabilitação. Essa especialização nos permite oferecer agilidade, excelência e segurança no tratamento oncológico. 

Dessa forma, estabelecemos o Atendimento Oncológico Protegido – um conjunto de processos para o paciente prosseguir com seu tratamento, em tempos de pandemia. 

Todas as práticas adotadas estão de acordo com as diretrizes da Organização Mundial da Saúde (OMS) e do Ministério da Saúde. 


Pesquisa científica confirma 

Um estudo realizado na cidade de Nova York confirma que as chances de contrair Covid não aumentam durante a quimioterapia. 

A análise retrospectiva foi publicada em março de 2021 pela American Association for Cancer Research e, dos 1.174 pacientes com câncer testados para Covid-19, 317 (27%) apresentaram resultados positivos. Idade avançada, raça/etnia minoritária e obesidade foram associados à infecção por Covid-19, dados que são comparáveis à população geral. 

Surpreendentemente, os pacientes em tratamento ativo, incluindo quimioterapia, apresentaram um risco 35% menor de serem infectados pela Covid-19.

Os pesquisadores sugerem que isso pode ter ocorrido porque as pessoas que recebem quimioterapia são mais propensas a seguir com o distanciamento social, a usar a máscara facial e a higienizar as mãos do que as pessoas que não se tratam com quimioterapia.

Sim. A Telemedicina é uma excelente opção para a realização das suas consultas e o acompanhamento do seu tratamento, de forma rápida e segura, evitando deslocamentos excessivos, principalmente para pacientes que residem mais longe das nossas unidades.  

Outra opção e medida de segurança é o Pronto Atendimento Digital. Antes de vir ao A.C.Camargo, o paciente tem a opção de acessar a plataforma Pronto Atendimento Digital e responder a uma série de questões. Por exemplo, se teve contato com alguém com suspeita de Covid-19, se há sintomas como febre e falta de ar e se pertence a algum grupo de risco. 

Em seguida, a inteligência artificial analisa as informações concedidas e define se o caso é considerado crítico ou não. Assim, evita-se que o Pronto Atendimento fique saturado com casos não-urgentes e diminuem-se os focos de contaminação. 

Os dois cenários: 

  • Se os sintomas forem de gravidade: o paciente com suspeita de Covid-19 confirma que vai para o A.C.Camargo e, imediatamente, ele aparece na plataforma de previsão de demanda para o Pronto Atendimento, visualizada pelos profissionais da Instituição. 
  • Se o caso for menos crítico: uma mensagem orienta a permanência em isolamento domiciliar. Depois, a plataforma convida o paciente a responder ao formulário diariamente para monitorar seus sintomas, assim a equipe assistencial poderá acompanhar a progressão ou não do quadro, dia a dia. O paciente ainda recebe dicas de prevenção. 

Não é recomendado interromper o tratamento. Sempre que tiver dúvidas sobre interrupção, é preciso consultar o médico.

Em pacientes diagnosticados com câncer metastático, por exemplo, é um risco alto, com possibilidade de avanço da doença e ameaça à vida.

Dada a particularidade e a especificidade de cada caso, é fundamental que o paciente discuta diretamente com seu médico oncologista a melhor escolha a ser feita no momento.

O diagnóstico precoce e o início imediato do tratamento são fatores que aumentam a chance de cura.

Esse diagnóstico em fases iniciais do câncer, somado ao tratamento quimioterápico, é uma estratégia fundamental para o sucesso da terapia.

Em casos de mama, por exemplo, isso reduz a mortalidade em até 25%, com uma taxa de sobrevida de 90% entre todos os subtipos de câncer de mama.

Pacientes com tumores localizados só na mama ficam 99% livres de doença em cinco anos, caindo para 86% quando atingem os linfonodos da axila e para 28% quando há metástase.

Para saber mais sobre diagnóstico precoce, conheça os sinais e sintomas do câncer que pedem uma consulta médica. 

Sim, é seguro. O A.C.Camargo Cancer Center reforça que segue as medidas de segurança estabelecidas pela Organização Mundial da Saúde (OMS) e pelo Ministério da Saúde e que está capacitado para atender os pacientes oncológicos durante a pandemia de forma segura e com fluxos protegidos. 

Conheça como é realizado o Atendimento Oncológico Protegido no A.C.Camargo e as nossas medidas de prevenção.

No caso da quimioterapia, por exemplo, há uma equipe especializada e experiente devido ao volume de infusões realizadas na Instituição, além de fluxos seguros, acrílicos instalados para aumentar a segurança e o distanciamento social e o fato de o A.C.Camargo ser um centro de referência especializado em oncologia, já acostumado a proteger pacientes imunossuprimidos de doenças infeciosas. 

Temos oncologistas de plantão 100% do tempo para acompanhar os procedimentos e enfermagem com formação em oncologia, além de avaliação psicológica e nutricional.  

O A.C.Camargo está preparado para receber e cuidar de seus pacientes em tempos de Covid-19, com total segurança, excelência e agilidade.

Entre as medidas, foi restringido o número de acompanhantes circulantes nas unidades. 

Há também uma triagem virtual: antes de vir ao A.C.Camargo, o paciente tem a opção de acessar a plataforma Pronto Atendimento Digital e responder a uma série de questões. 

Por exemplo, se teve contato com alguém com suspeita de Covid-19, se há sintomas como febre e falta de ar e se pertence a algum grupo de risco.

O cuidado com o cateter é uma dúvida comum em tempos de Covid-19, pois muitos pacientes contam com cateteres permanentes para a infusão de medicamentos quimioterápicos.

Na Instituição, a equipe de enfermagem segue uma série de cuidados, com a devida paramentação e higienização das mãos.

A salinização do cateter, para quem já finalizou o tratamento, costuma ser feita uma vez por mês. No entanto, pode ser realizada com segurança para o paciente em até oito semanas.

A triagem feita antes de cada sessão, que até então era apenas presencial, agora é oferecida via plataforma de telemedicina, algo benéfico para o paciente

A teletriagem para pacientes em quimioterapia é uma facilidade que o A.C.Camargo Cancer Center passa a oferecer. 

É que, antes de cada sessão, a pessoa em tratamento tem de se submeter a uma triagem com a equipe de enfermagem, processo este que avalia se ela está em condições ideais para prosseguir para a quimioterapia. 

Ou seja, existem protocolos específicos por tratamento para assegurar que todos os critérios foram atendidos, conferindo sinais e sintomas que tragam risco para a realização da quimioterapia, exames laboratoriais dentro dos parâmetros, possíveis complicações e efeitos adversos.

Todos os riscos identificados são avaliados pela equipe médica e a conduta é estabelecida para garantir a segurança do atendimento.

A equipe de enfermagem avalia quais pacientes estarão aptos a seguir com a teletriagem após a primeira sessão e fornecerá informações para o acesso à plataforma e agendamento da teletriagem. 


Vantagens via telemedicina

A teletriagem avalia os mesmos pontos que a triagem convencional, mas, por ser realizada na plataforma de telemedicina, oferece maior comodidade e segurança ao paciente.

Caso não esteja apto a prosseguir com a quimioterapia, o paciente receberá orientações específicas conforme decisão do médico assistente.

Além disso, o paciente otimiza seu tempo de espera e ainda se expõe menos ao risco inerente ao ambiente hospitalar, sobretudo em tempos de pandemia, ainda que o A.C.Camargo conte com um Atendimento Oncológico Protegido de excelência.

A teletriagem não implica nenhum custo adicional para o paciente: ela integra seus processos de atendimento, assim como a triagem convencional. 

Assim, o paciente fica livre para optar ou não pela teletriagem. Quem preferir realizá-la presencialmente, fará a triagem normalmente.

Para aquele que optar por essa comodidade, a equipe de enfermagem agendará a teletriagem para o paciente, que receberá, por SMS e e-mail, o link para a consulta.