Podcast Rádio Cancer Center #63 - "Como diagnostiquei e curei um câncer de cabeça e pescoço"

Publicado em: 01/08/2022 - 10:08:16
Linha Fina

Ouça este episódio e inspire-se com história de nossa paciente

O câncer de cabeça e pescoço é um dos mais comuns mundo afora.

No meio de uma pandemia, ele acometeu a jornalista Maria Cleidejane Esperidião. Foram tumores na amígdala e no pescoço, sendo que agora ela faz apenas consultas para acompanhamento.

Aqui, Maria fala como diagnosticou e tratou no A.C.Camargo, onde fez quimioterapia e cirurgia robótica.

Ela também dá dicas de como detectar um câncer de forma precoce e convoca as pessoas a adotarem hábitos de prevenção para evitar um eventual tumor.   

Saiba tudo neste podcast:
 

 

Se preferir, ouça este podcast em nossos agregadores de streaming: Spotify, SoundCloud, Google Podcasts e Deezer.

 

Podcasts

A vacinação da Covid-19 está sendo muito falada, mas pouco se diz sobre o paciente oncológico em meio ao processo de imunização. Os estudos feitos com as vacinas que estão imunizando a população não levam em conta pacientes oncológicos, que são imunocomprometidos. Assim, pairam algumas...
O câncer de colón e reto é muito frequente no Brasil. Sem contar os tumores de pele não melanoma, ele é o segundo mais comum entre os homens, com previsão de 20.540 novos casos para 2020, e também o segundo mais comum entre as mulheres...
Para prevenir o câncer, várias atitudes podem ser adotadas. Temos de lidar com estresse, obesidade, sedentarismo, cigarro, álcool, alimentação desregrada, com o perigo de pegar sol sem proteção e com os riscos de não se vacinar, por exemplo, contra HPV e hepatite. Esta conversa, que...
Vitamina D e protetor solar são um dos principais assuntos que as pessoas querem saber, seja no consultório ou nas redes sociais. Algo importante, já que o câncer de pele não melanoma é o mais frequente no Brasil e corresponde a cerca de 30% de...
A conversa de hoje é sobre oncogenética. Estima-se que de 5% a 10% dos tumores malignos sejam de origem hereditária. Para isso, medidas preventivas podem ser adotadas: um caso notório foi o da Angelina Jolie, na questão da mama. Assim, a oncogenética tem como missão...