Dia Nacional dos Ostomizados

Publicado em: 16/11/2019 - 09:11:40
Tratamento
Institucional
Efemérides


Procedimento proporciona a pacientes nova oportunidade de viver com mais qualidade


A ostomia, mais conhecida como estomia, é uma cirurgia realizada com objetivo de construir um novo caminho para eliminar a urina e as fezes. É um procedimento que salva vidas. Mas, ainda existem pessoas com preconceito ou que olham torto quando alguém diz ou mostra que é estomizado.

Por isso, 16 de novembro é o Dia Nacional dos Ostomizados, como forma de tentar acabar com o preconceito por meio da informação.

Afinal, o que é estomia?

“É um procedimento necessário em casos de perfurações acidentais no abdômen ou de alguns tipos de câncer, como tumores colorretais ou de bexiga. Na prática, o paciente utiliza uma bolsa coletora ligada diretamente ao intestino grosso ou delgado, para recolher fezes e/ou urina, de forma permanente ou temporária”, explica o Dr. Samuel Aguiar, head do Centro de Referência de Tumores Colorretais.

O estoma, que é a parte do intestino em contato com a bolsa, é vermelho vivo, úmido e não dói ao ser tocado, mas pode ocorrer um pequeno sangramento, devido aos vasos sanguíneos.

Tipos de estomas

Colostomia: abertura no intestino grosso para saída de fezes ou urina e fezes.

Ileostomia: abertura no intestino delgado (fino) para saída de fezes. 

Urostomia: um pedaço do intestino delgado é ligado ao ureter para saída de urina.

Estomias

 

Vida nova!

Sem a estomia, os casos de muitos pacientes não teriam solução. Por isso, esse procedimento proporciona uma nova oportunidade de viver com mais qualidade! O processo de adaptação inicial é complicado, mas, desde que siga as recomendações do médico, a pessoa pode viajar, dançar, namorar, tomar banho de mar e piscina, praticar atividade física e seguir com a rotina. 

Nossa equipe

A equipe de enfermagem do A.C.Camargo Cancer Center, formada por profissionais especializados e capacitados para o procedimento, oferece todo o suporte necessário para os pacientes estomizados. Além de estar sempre à disposição em caso de dúvidas durante o tratamento, auxilia com informações sobre reabilitação, limpeza e cuidados com o estoma.

Para saber mais sobre estomias e os cuidados necessários, acesse nosso Manual de Estomia.

Avaliação de conteúdo

Você gostaria de avaliar esse conteúdo?
Esse conteúdo foi útil?
Gostaria de comentar algo sobre esse conteúdo?

Veja também

GAP 2016: Especialistas de todo o mundo se reúnem em São Paulo e Barretos para debater assuntos relacionados ao câncer
Em 2016, o Global Academic Programs (GAP) acontecerá pela primeira vez no Brasil, em São Paulo e em Barretos (SP), entre os dias 24 e 28 de abril. Criado pelo MD Anderson Cancer Center, esse congresso mundial, voltado a profissionais de saúde, aborda temas relacionados...
Linfoma de Hodgkin x Linfoma não Hodgkin
Conheça os sinais e sintomas de cada um destes tipos de câncer hematológico O linfoma surge no sistema linfático, uma rede de pequenos vasos e gânglios que é parte tanto do sistema circulatório como do sistema imune. O sistema coleta e redireciona para o sistema...
World's Best Specialized Hospitals 2021: A.C.Camargo Cancer Center se mantém entre as melhores instituições oncológicas do mundo
O World's Best Specialized Hospitals 2021, ranking da revista norte-americana Newsweek, foi divulgado e colocou o A.C.Camargo Cancer Center entre as 30 melhores instituições oncológicas do mundo. A lista, que tem o objetivo de mostrar as entidades que possuem o mais alto nível em termos...
Genômica, a ciência que faz diferença
Assista ao vídeo e entenda melhor como ela contribui para o combate ao câncer A Genômica é uma prova que, ao longo dos anos, os avanços científicos não apenas proporcionaram um maior número de tratamentos contra o câncer, mas também uma maior personalização, que considera...
Podcast Rádio Cancer Center #17 - Câncer de pele: atenção aos sinais e sintomas
Uma conversa para aprender a reconhecer os alertas que pedem uma consulta médica Câncer de pele: o Instituto Nacional de Câncer (Inca) classifica o tumor cutâneo não melanoma como o mais frequente no Brasil, correspondendo a cerca de 30% de todos os cânceres malignos registrados...