Tumor Boards trazem uma
abordagem multidisciplinar
sobre o paciente garantindo a
melhor condução terapêutica
Tumor Boards trazem uma abordagem multidisciplinar sobre o paciente
garantindo a melhor condução terapêutica


CLOSE

Tumor Boards trazem uma abordagem multidisciplinar sobre o paciente garantindo a melhor condução terapêutica

Equipes se reúnem semanalmente e avaliam casos complexos e que fogem de protocolos clínicos específicos

Em um cancer center, as áreas de ensino, pesquisa, diagnóstico, tratamento e reabilitação estão integradas para buscar os melhores resultados baseados em evidências científicas. Dessa forma, o paciente encontra em uma única Instituição todos os profissionais necessários para avaliar seu caso, sem necessidade de buscar diversos hospitais e especialistas.

Essa integração é um dos muitos benefícios proporcionados pelo A.C.Camargo Cancer Center. A ciência é a base para a construção dos protocolos clínicos, mas cerca de 20% dos casos não estão previstos nos protocolos. Pacientes com casos complexos e que não se encaixam nos protocolos predefinidos podem contar com uma avaliação multidisciplinar, que acontece nas reuniões de Tumor Boards. Nesses encontros semanais, cirurgiões, oncologistas clínicos, radioterapeutas, patologistas, radiologistas, pesquisadores e outros especialistas discutem a conduta terapêutica mais efetiva para cada caso. 

O grupo pode, por exemplo, discutir a melhor sequência de um tratamento, se é o momento certo para uma intervenção cirúrgica ou quando iniciar terapias paliativas, sempre considerando o histórico, as condições atuais e as preferências do paciente.

Em 2018, foram discutidos 2.240 casos nas reuniões de Tumor Boards. “Além de avaliar casos complexos, esta equipe multidisciplinar também emite segunda opinião e atualiza as condutas nos protocolos clínicos e educacionais, gera perguntas para as áreas de investigação básica e clínica. Dessa forma, o paciente terá uma recomendação feita por diversos profissionais com diferentes olhares”, explica Dr. Victor Piana de Andrade, Diretor Médico da Instituição, beneficiando o paciente com a melhor combinação de ciência e experiência.

Dr. Victor explica ainda que, em 2018, o índice de assertividade da equipe foi de 95%, ou seja, o grupo de profissionais foi capaz de responder à pergunta inicial proposta para o caso. “Esse número mostra que, para casos que fogem dos protocolos predefinidos, a visão multidisciplinar faz muita diferença na rapidez com a qual a decisão é tomada para o tratamento do paciente e na qualidade de assistência prestada”, comenta. 

Criado em 2016, o Tumor Board conta com 15 grupos que promovem reuniões periódicas nas especialidades de abdome, cabeça e pescoço, colorretal, endocrinologia, mastologia, neurologia, onco-hematologia, pulmão e tórax, ginecologia, urologia, pediatria, sarcoma, tumores cutâneos, neuroendócrinos e vasculares.