Dor no peito e falta de ar também
podem ser sinais de câncer de pulmão
Dor no peito e falta de ar
também podem ser
sinais de câncer de pulmão

Publicado em: 13/05/2020 - 16:12

Saiba como diferenciar estes sintomas que nem sempre indicam gripe ou outras doenças respiratórias

O câncer de pulmão tem alta prevalência no Brasil. Segundo estimativas do Instituto Nacional de Câncer (INCA), para cada ano do triênio 2020-2022, serão cerca de 17.700 novos casos em homens e 12.400 em mulheres. Essa estimativa mostra que o câncer de pulmão será o terceiro tipo mais frequente entre os homens e o quarto tipo mais frequente em mulheres.

Em grande parte das vezes, os tumores no pulmão são descobertos tardiamente, em fase avançada, e comprometem as possibilidades de cura. Por isso, é importante ficar atento a alguns sintomas e não deixar o diagnóstico para depois (saiba mais sobre nosso Fluxo Oncológico Protegido).

“Tosse e falta de ar nem sempre são sinais de Covid-19, gripe ou outra doença respiratória. Quem apresenta tosse que demora muito tempo para passar ou que muda de características ao longo do tempo, falta de ar, chiado ou qualquer outro sintoma respiratório persistente, deve procurar um pneumologista, pois podem indicar a presença de um tumor”, explica o Dr. Jefferson Gross, head do Núcleo de Pulmão e Tórax do A.C.Camargo Cancer Center.

Ao apresentar esses sintomas, também é preciso levar em consideração se o paciente tem fatores de risco, como tabagismo, histórico familiar da doença, radioterapia anterior na região do tórax e histórico de doenças pulmonares, como a tuberculose.

Sinais e sintomas do câncer de pulmão

Muitas vezes, a doença não apresenta sintomas em seus estágios iniciais. Mas qualquer um destes sintomas merece uma consulta ao médico:

  • Tosse que não passa ou piora com o tempo
  • Falta de ar, chiado no peito ou rouquidão
  • Dor no peito que não passa e piora quando a pessoa respira fundo, tosse ou dá risada
  • Dor no braço ou no ombro
  • Tossir sangue ou catarro com cor de ferrugem
  • Crises repetidas de bronquite ou pneumonia
  • Inchaço do rosto ou pescoço
  • Perda de apetite ou de peso inexplicáveis
  • Fraqueza ou cansaço

O Fluxo Oncológico Protegido

O sucesso de uma terapia oncológica depende muito do diagnóstico precoce e do tratamento adequado de um tumor, pois um dos fatores que aumenta a chance de cura da doença é trata-lo em até 30 dias a partir do início dos sintomas ou do diagnóstico.

A integração de diagnóstico, tratamento, ensino e pesquisa do câncer é o modelo adotado no A.C.Camargo Cancer Center, assim como nos principais Cancer Centers do mundo. Uma evolução do conceito de saúde em oncologia para aprofundar constantemente o conhecimento sobre a doença e gerar inovação: o paciente é avaliado por um grupo multidisciplinar de especialistas em todas as etapas, desde o diagnóstico até a reabilitação. Essa especialização nos permite oferecer agilidade, excelência e segurança no tratamento oncológico.

Dessa forma, estabelecemos o Fluxo Oncológico Protegido – um conjunto de processos que garante segurança para o paciente prosseguir com seu tratamento, em tempos de pandemia.

Todas as práticas adotadas estão de acordo com as diretrizes da Organização Mundial da Saúde (OMS) e do Ministério da Saúde. Por isso, não interrompa seu tratamento.

 

-O Fluxo Oncológico Protegido do A.C.Camargo Cancer Center

-Confira tudo o que você precisa saber sobre a Covid-19