Lato sensu

Residência
Médica
Residência Médica

Instituída pelo Decreto nº 80.281, de 5 de setembro de 1977, a residência médica é uma modalidade de ensino de pós-graduação destinada a médicos, sob a forma de curso de especialização. Funciona em instituições de saúde, sob a orientação de profissionais médicos de elevada qualificação ética e profissional, sendo considerada o “padrão ouro” da especialização médica. O mesmo decreto criou a Comissão Nacional de Residência Médica (CNRM).

O Programa de Residência Médica, cumprido integralmente dentro de determinada especialidade, confere ao médico residente o título de especialista. A expressão “residência médica” só pode ser empregada para programas que sejam credenciados pela Comissão Nacional de Residência Médica (http://portal.mec.gov.br/residencias-em-saude/residencia-medica).

Coordenador-Geral da Residência Médica: Dr. Wilson Luiz da Costa Jr.

Comissão de Residência Médica – COREME A.C.Camargo

Informações: ensino.residencia@accamargo.org.br

O programa de Cancerologia Cirúrgica é desenvolvido de acordo com a Resolução CNRM do MEC nº 07, de 5 de setembro de 2006.

Objetivos Gerais: Desenvolver o conhecimento e a prática em Cirurgia Oncológica para atuar, além de ensino e pesquisa, na assistência ao paciente que apresente indicação de tratamento cirúrgico, com ênfase nas áreas de: neoplasias gastrointestinais, tumores ginecológicos, tumores cutâneos, mastologia, tórax, tecido ósseo e de partes moles, urologia e neoplasias de cabeça e pescoço.

Objetivos Específicos:

  • Conhecer as principais políticas nacionais de controle do câncer.
  • Realizar diagnóstico, estadiamento e tratamento dos tumores malignos das áreas cirúrgicas.
  • Diagnosticar e tratar as complicações do tratamento cirúrgico.
  • Diagnosticar e tratar as urgências oncológicas cirúrgicas.
  • Realizar cuidados paliativos nos pacientes.
  • Compreender as bases da reabilitação integrada aos pacientes.
  • Selecionar, preparar e apresentar atualizações científicas.
  • Avaliar os procedimentos administrativos da Seção, dos rodízios, sugerindo mudanças para a melhoria do atendimento aos pacientes.
  • Atuar numa visão multidisciplinar, promovendo atenção integral ao paciente.
  • Relacionar-se de forma humanizada com a equipe, os pacientes e os cuidadores, com vistas à atenção integral.

Pré-requisito: Residência Médica em Cirurgia Geral (2 anos) em instituição reconhecida pela Comissão Nacional de Residência Médica (CNRM/MEC).

Carga horária total: 8.640 horas, sendo distribuídas em 60 h/semanais.

Duração do Programa: 3 anos

Coordenador do Programa de Cancerologia Cirúrgica: Dr. Samuel Aguiar Jr.

O programa de Cancerologia Clínica é desenvolvido de acordo com a Resolução CNRM do MEC nº 01, de 31 de julho de 2007.

Objetivos Gerais: Desenvolver o conhecimento e a prática na área da Cancerologia Clínica para atuar na pesquisa, no ensino e na assistência ao paciente em tratamento oncológico.

Objetivos Específicos:

  • Conhecer as principais políticas nacionais de controle do câncer.
  • Realizar diagnóstico, estadiamento e tratamento das patologias oncológicas mais frequentes.
  • Avaliar, diagnosticar e tratar as complicações do tratamento oncológico.
  • Avaliar as condutas cirúrgicas e radioterápicas.
  • Atender às emergências oncológicas.
  • Analisar as propostas de estudos clínicos.
  • Atuar numa visão multidisciplinar, promovendo atenção integral ao paciente.
  • Relacionar-se de forma humanizada com a equipe, os pacientes e os cuidadores, com vistas à atenção integral.

Pré-requisito: Residência Médica em Clínica Médica (2 anos) em instituição reconhecida pela Comissão Nacional de Residência Médica (CNRM/MEC).

Carga horária total: 8.640 horas, sendo distribuídas em 60 h/semanais.

Duração do Programa: 3 anos

Corpo Docente/Preceptores:

  • Coordenador do Programa de Cancerologia Clínica: Dr. José Augusto Rinck Jr.
  • Coordenador dos Médicos Residentes – 1º Ano (R1): Dr. Alexandre André Balieiro Anastácio da Costa
  • Coordenadora dos Médicos Residentes – 2º Ano (R2): Dra. Adriana Regina Gonçalves Ribeiro
  • Coordenador dos Médicos Residentes – 3º Ano (R3): Dr. Thiago Bueno de Oliveira

O programa de Cancerologia Pediátrica é desenvolvido de acordo com a Resolução CNRM do MEC nº 02, de 17 de maio de 2006.

Objetivos Gerais: Desenvolver o conhecimento e a prática na área da Oncologia Pediátrica para atuar no ensino, na pesquisa e na assistência ao paciente infantojuvenil com câncer.

Objetivos Específicos:

  • Epidemiologia do câncer infantil.
  • Tumores prevalentes na infância.
  • Aspectos gerais do câncer na infância.
  • Genética e biologia molecular.
  • Procedimentos de diagnóstico, estadiamento e seguimento.
  • Tratamentos: quimioterapia, noções de cirurgia e radioterapia.
  • Diagnóstico e tratamento das complicações relacionadas à doença ou ao tratamento. Manuseio de infecção no imunodeprimido.
  • Ensaios terapêuticos.
  • Abordagem multidisciplinar na assistência à criança com câncer.
  • Abordagem didático-pedagógica na área da saúde.
  • Abordagem teórico-prática do método científico.
  • Conceitos e princípios da bioética na assistência oncológica.
  • Cuidado ao paciente sem possibilidade de cura (tratamento paliativo).

Pré-requisito: Residência Médica em Pediatria (2 anos) em instituição reconhecida pela Comissão Nacional de Residência Médica (CNRM/MEC).

Carga horária total: 5.760 horas, sendo distribuídos em 60 h/semanais.

Duração do Programa: 2 anos

Coordenadora do Programa de Residência Médica em Cancerologia Pediátrica: Dra. Cecília Maria Lima da Costa

O programa de Cirurgia de Cabeça e Pescoço é desenvolvido de acordo com a Resolução CNRM do MEC nº 02, de 17 de maio de 2006.


Objetivos Gerais: Desenvolver o conhecimento e a prática na área de Cirurgia de Cabeça e Pescoço para atuar na pesquisa, no ensino e na assistência aos pacientes portadores de neoplasias malignas e outras afecções de tratamento cirúrgico de cabeça e pescoço.

Objetivos Específicos:

  • Diagnosticar os tumores primários da área de cabeça e pescoço.
  • Realizar os exames: laringoscopia, rinoscopia, otoscopia e oroscopia.
  • Realizar o diagnóstico diferencial e o estadiamento dos tumores malignos e benignos de pele, partes moles e ossos, vias aerodigestivas superiores, glândulas salivares, base do crânio, tireoide e paratireoide, assim como outras afecções com indicação de tratamento cirúrgico.
  • Solicitar exames para fins de diagnóstico e estadiamento.
  • Auxiliar e realizar procedimentos cirúrgicos de grande e pequeno porte em tumores de pele, partes moles e ossos, vias aerodigestivas superiores, glândulas salivares, base do crânio, tireoide e paratireoide, assim como outras afecções com indicação de tratamento cirúrgico.
  • Realizar tratamento através de cirurgias conservadoras ou radicais, conforme a indicação baseada em evidência.
  • Indicar radioterapia e/ou quimioterapia adjuvante.
  • Executar procedimentos no pré, per e pós-operatório e resolver as complicações.
  • Indicar reabilitação integrada, interpretar e realizar projetos de estudos clínicos.
  • Avaliar os procedimentos administrativos da Seção de Cabeça e Pescoço, sugerindo mudanças para a melhoria do atendimento ao paciente.
  • Atuar numa visão multidisciplinar, promovendo uma atenção integral ao paciente.
  • Relacionar-se de forma humanizada com a equipe, os pacientes e os cuidadores, com vista à atenção integral.

Pré-requisito: Residência Médica em Cirurgia Geral (2 anos) em instituição reconhecida pela Comissão Nacional de Residência Médica (CNRM/MEC).

Carga horária total: 5.760 horas, sendo distribuídos em 60 h/semanais.

Duração do Programa: 2 anos

Coordenação e supervisão

  • Coordenador do Programa de Cirurgia de Cabeça e Pescoço: Dr. João Gonçalves Filho
  • Supervisor do Programa de Cirurgia de Cabeça e Pescoço: Dr. André Ywata de Carvalho
  • Supervisor do Programa de Cirurgia de Cabeça e Pescoço: Dr. Genival Barbosa de Carvalho

O programa de Citopatologia-R4 é desenvolvido de acordo com a Resolução CNRM do MEC nº 02, de 17 de maio de 2006.

Objetivos Gerais: Complementar a formação de alunos recém-egressos de programas de residência médica em Patologia, com conteúdo em citopatologia e demais métodos aplicáveis a esses espécimes.

Objetivos Específicos: Desenvolver habilidades para:

  • Interpretar espécimes citológicos obtidos por esfoliação ou aspiração, incluindo citologia cérvico-vaginal, líquidos cavitários, punção aspirativa por agulha fina.
  • Correlacionar os achados citológicos com os histológicos.
  • Realizar punção aspirativa de nódulos superficiais, guiados pela palpação ou por ultrassom.
  • Preparar amostras para aplicação dos diversos métodos diagnósticos.
  • Criar e gerenciar um banco de amostras de tumorais.
  • Indicar e realizar testes moleculares com valor diagnóstico, prognóstico e preditivo, como hibridação in situ fluorescente e sequenciamento.
  • Avaliar a citologia intraoperatória – linfonodo sentinela, sistema nervoso central, tireoide etc.

Pré-requisito: Residência Médica em Patologia (3 anos) em instituição reconhecida pela Comissão Nacional de Residência Médica (CNRM/MEC).

Carga horária total: 2.880 horas, sendo distribuídas em 60 h/semanais.

Duração do Programa: 1 ano

Coordenador do Programa de Residência Médica em Citopatologia-R4: Dra. Graziele Bovolim Arantes

O programa de Endoscopia é desenvolvido de acordo com a Resolução CNRM do MEC nº 02, de 17 de maio de 2006.

Objetivos Gerais: O programa tem como objetivo a formação do especialista em Endoscopia, com capacidade de avaliar o paciente de forma abrangente em seu todo biopsicossocial.


Objetivos Específicos:

  • Realizar procedimentos diagnósticos e terapêuticos adulto e pediátrico em endoscopia digestiva alta, colonoscopia, colangiopancreatografia endoscópica e ecoendoscopia. Destaca-se a realização de procedimentos em endoscopia oncológica, biópsias, cromoscopia, colheita de material para citologia e punção ecoguiada: hemostasia, ligadura com bandas elásticas, passagem de sonda enteral e gastrostomia, passagem de próteses, mucosectomia, polipectomia, dissecção de mucosa – ESD, papilotomia com passagem de prótese, drenagem de pseudocistos, entre outros.
  • Analisar prontuários com vistas às discussões em grupo.
  • Avaliar os procedimentos administrativos do Serviço de Endoscopia, sugerindo mudanças para a melhoria do atendimento ao paciente.
  • Atuar numa visão multidisciplinar, promovendo atenção integral ao paciente.
  • Relacionar-se de forma humanizada com a equipe, os pacientes e os cuidadores, com vistas à atenção integral.


Pré-requisito: Residência Médica em Clínica Médica (2 anos) ou em Cirurgia Geral (2 anos) em instituição reconhecida pela Comissão Nacional de Residência Médica (CNRM/MEC).

Carga horária total: 5.760 horas, sendo distribuídas em 60h/semanais.

Coordenador do Programa de Residência Médica de Endoscopia: Dr. Francisco Susumu Correa Koyama

O programa de Medicina Intensiva é desenvolvido de acordo com a Resolução CNRM do MEC nº 02, de 17 de maio de 2006.

Objetivos Gerais: A Medicina Intensiva é uma especialidade nova e ganhou importância para a saúde pública por causa do aumento da complexidade e agressividade dos procedimentos médicos diagnósticos e terapêuticos. Além disso, o aumento da expectativa de vida da população contribui para a maior demanda por medicina intensiva. O envelhecimento da população aumenta a porcentagem da população com morbidades graves, como doença coronariana e câncer. Estudos epidemiológicos nacionais e internacionais mostram que a proporção de pacientes com câncer internados em unidade de terapia intensiva é elevada, mesmo em unidades de terapia intensiva de perfil geral. Notamos que na cidade de São Paulo há escassez de médicos com residência médica em Medicina Intensiva e ausência desses profissionais com conhecimentos do tratamento e diagnóstico de pacientes oncológicos críticos.

Objetivos Específicos: Desenvolver o conhecimento e a prática de Medicina Intensiva para atuar na pesquisa, no ensino e na assistência ao paciente crítico, através do mestrado profissional associado à residência médica.

Pré-requisito: Residência Médica em Clínica Médica (2 anos) ou Cirurgia Geral (2 anos) ou Anestesiologia (3 anos) em instituição reconhecida pela Comissão Nacional de Residência Médica (CNRM/MEC).

Carga horária total: 5.760 horas, sendo distribuídas em 60h/semanais.

Duração do Programa: 2 anos

Coordenador do Programa de Residência Médica em Medicina Intensiva: Dr. Antonio Paulo Nassar Junior

O programa de Patologia é desenvolvido de acordo com a Resolução CNRM do MEC nº 02, de 17 de maio de 2006.

Objetivos Gerais: Desenvolver o conhecimento e a prática em Patologia para atuar na pesquisa, no ensino e na realização do diagnóstico diferencial, na classificação e no estadiamento das doenças.

Objetivos Específicos:

  • Diagnosticar lesões em cortes de congelação (per-operatório) e em cortes de parafina.
  • Estabelecer correlação clínico-patológica de cada caso.
  • Realizar necropsias em pacientes em busca de causas naturais de morte e doenças iniciadoras ou contribuidoras para o óbito.
  • Redigir laudos com a informação adequada a cada caso.
  • Realizar exames macro e microscópicos de peças cirúrgicas e biópsias com elaboração de laudos e correlação anatomoclínica.
  • Avaliar os procedimentos administrativos da Seção de Patologia, sugerindo mudanças para a melhoria do atendimento ao paciente.
  • Atuar numa visão multidisciplinar, promovendo atenção integral ao paciente.
  • Relacionar-se de forma humanizada com a equipe, os pacientes e os cuidadores, com vistas à atenção integral.

Pré-requisito: Graduação em Medicina em Instituição reconhecida pelo MEC.

Carga horária total: 8.640 horas, sendo distribuídas em 60 h/semanais.

Duração do Programa: 3 (três) anos

Coordenador do Programa de Residência Médica em Patologia: Dr. Felipe D’Almeida Costa

O programa de Radiologia e Diagnóstico por Imagem é desenvolvido de acordo com a Resolução CNRM do MEC nº 02, de 17 de maio de 2006.

Objetivos Gerais: Ano adicional de Radiologia e Diagnóstico por Imagem com concentração na área de Imagem em Oncologia. Desenvolver o conhecimento nas diversas modalidades de Imagem e sua aplicação nas etapas do atendimento oncológico – rastreamento, diagnóstico, estadiamento, avaliação de resposta e seguimento dos pacientes oncológicos.

Objetivos Específicos:

  • Conhecer as principais políticas nacionais de controle de câncer.
  • Manipular os aparelhos para a realização dos exames (ultrassonografia, mamografia, tomografia computadorizada, ressonância magnética).
  • Domínio das indicações dos exames.
  • Conhecer as diferentes técnicas de exame, para orientação ou realização.
  • Acompanhar, emitir e rever os laudos dos exames.
  • Atuar numa visão multidisciplinar, promovendo atenção integral ao paciente.

Pré-requisito: Residência Médica em Radiologia e Diagnóstico por Imagem (3 anos) em instituição reconhecida pela Comissão Nacional de Residência Médica (CNRM/MEC).

Carga horária total: 2.880 horas, sendo distribuídas em 60 h/semanais.

Duração do Programa: 1 ano

Coordenadora do Programa de Residência Médica em Radiologia e Diagnóstico por Imagem: Dra. Maria Fernanda Arruda Almeida

O programa de Radioterapia é desenvolvido de acordo com a Resolução CNRM do MEC nº 02, de 17 de maio de 2006.

Objetivos Gerais: Desenvolver o conhecimento e a prática na área de Radioterapia para atuar na pesquisa, no ensino e na assistência ao paciente oncológico.

Objetivos específicos:

  • Conhecer as principais políticas nacionais de controle do câncer.
  • Identificar os tumores malignos de maior prevalência.
  • Aplicar os princípios básicos de Radiobiologia e da Física Médica.
  • Indicar e interpretar exames para fins diagnósticos.
  • Avaliar indicações de braquiterapia e de teleterapia.
  • Indicar radioterapia neoadjuvante, adjuvante e concomitante em tumores.
  • Orientar a realização e indicação de moldes, blocos e outros modificadores de tratamento de radioterapia.
  • Prescrever as doses de tratamento com radiações ionizantes.
  • Utilizar as normas de radioproteção e radiobiologia.
  • Supervisionar a manipulação de equipamentos específicos em radioterapia.
  • Avaliar resultados de exames.
  • Realizar simulações e planejamento de tratamento.
  • Controlar a qualidade do tratamento.
  • Avaliar os pacientes durante e após o tratamento radioterápico.
  • Avaliar os efeitos agudos e tardios da radiação.
  • Tratar as complicações relativas à toxicidade da radioterapia.
  • Avaliar os procedimentos administrativos da Seção de Radioterapia, sugerindo mudanças para a melhoria do atendimento ao paciente.
  • Atuar numa visão multidisciplinar, promovendo atenção integral ao paciente.
  • Relacionar-se de forma humanizada com a equipe, os pacientes e os cuidadores, com vistas à atenção integral.

Pré-requisito: Graduação em Medicina em instituição reconhecida pelo MEC.

Carga horária total: 8.640 horas, sendo distribuídas em 60 h/semanais.

Duração do Programa: 3 anos com estágio de sua formação, realizando tarefas para as quais é escalado (avaliação de pacientes internados, simulações, delineamentos, braquiterapia).

Avaliação cognitiva (Peso: 4):

  • Atividades didáticas (apresentação de aulas, artigos, monografia anual).
  • Desempenho nas provas teóricas.

Coordenador do Programa de Residência Médica em Radioterapia: Dr. Antônio Cássio de Assis Pellizzon

O programa de Radiologia e Diagnóstico por Imagem é desenvolvido de acordo com a Resolução CNRM do MEC nº 02, de 17 de maio de 2006.

Objetivos Gerais: Desenvolver o conhecimento e a prática na área da Radiologia e Diagnóstico por Imagem para atuar na pesquisa, no ensino e na realização e análise de exames radiológicos em pacientes portadores de patologias benignas e neoplasias malignas.

Objetivos Específicos:

  • Conhecer as principais políticas nacionais de controle do câncer.
  • Manipular os aparelhos para a realização de exames (radiologia convencional, ultrassonografia, tomografia computadorizada, ressonância magnética, densitometria óssea).
  • Conhecer as indicações dos exames.
  • Conhecer as diferentes técnicas de exame, para orientação ou realização.
  • Acompanhar, emitir e rever os laudos dos exames.
  • Atuar numa visão multidisciplinar, promovendo uma atenção integral ao paciente.

Pré-requisito: Graduação em Medicina em instituição reconhecida pelo MEC.

Carga horária total: 8.640 horas, sendo distribuídas em 60 h/semanais.

Duração do Programa: 3 anos

Coordenadora do Programa de Residência Médica em Radiologia e Diagnóstico por Imagem: Dra. Miriam Rosalina Brites Poli

O programa de Transplante de Medula Óssea-R3 é desenvolvido de acordo com a Resolução CNRM do MEC nº 01, de 8 de abril de 2010.

Objetivos Gerais: Desenvolver o conhecimento e a prática na área de Transplante de Medula Óssea para atuar na pesquisa, no ensino e na assistência aos pacientes portadores de doenças neoplásicas, imunológicas e metabólicas que necessitem de transplante de medula óssea.

Objetivos Específicos:

  • Definir a farmacologia das drogas imunossupressoras e citotóxicas.
  • Identificar os fundamentos de histocompatibilidade e imunologia necessários ao TMO.
  • Identificar os princípios farmacológicos das altas doses de quimioterapia e radioterapia.
  • Obter células hematopoéticas para realização de TMO.
  • Registrar e sistematizar de forma clara as informações clínicas contidas no prontuário.
  • Diagnosticar e tratar as complicações precoces e tardias em pacientes receptores de TMO.
  • Executar procedimentos invasivos comuns no preparo e acompanhamento dos pacientes.
  • Realizar analgesia e sedação.
  • Indicar suporte nutricional: realizar a monitorização e suporte ventilatório e hemodinâmico.
  • Tratar as complicações infecciosas, tóxicas ou imunológicas.
  • Executar procedimentos no pré, per e pós-TMO.
  • Utilizar a nomenclatura e os critérios internacionais para a realização de registros.
  • Orientar os doadores, os pacientes e os familiares sobre o tratamento.
  • Avaliar os procedimentos administrativos da Seção de TMO, sugerindo mudanças para a melhoria do atendimento ao paciente.
  • Relacionar-se de forma humanizada com a equipe, os pacientes e os cuidadores, para a atenção integral.

Pré-requisito: Residência Médica em Hematologia e Hemoterapia (02 anos) em instituição reconhecida pela Comissão Nacional de Residência Médica (CNRM/MEC).

Carga horária total: 2.880 horas, sendo distribuídas em 60 h/semanais.

Duração do Programa: 1 (um) ano

Coordenador do Programa de Residência Médica em Transplante de Medula Óssea: Dr. Garles Miller Matias Vieira