Tratamento oncológico

Pacientes Críticos
Pacientes Críticos

Para nós, o paciente está em primeiro lugar. Cuidar é um de nossos valores essenciais. Nossas equipes médicas e assistenciais atendem às necessidades dos pacientes de forma individualizada. É a prática embasada em evidência científica, que promove qualidade, segurança e melhor experiência.

Nosso Departamento de Anestesiologia é um dos poucos grupos no Brasil a ter um Departamento de Qualidade, responsável pelo gerenciamento de riscos e melhorias. O serviço de Emergência foi pioneiro como uma das primeiras emergências oncológicas da América Latina. A equipe de Internistas é composta por médicos capacitados a atuar em situações de risco iminente, oferecendo ao paciente todo o suporte necessário durante o tratamento de câncer. E nossa UTI é reflexo do trabalho multiprofissional e integrado que reúne médicos, enfermeiros, fisioterapeutas, farmacêuticos e psicólogos, associado a uma tecnologia de ponta e a conceitos inovadores de humanização.
 

O anestesiologista, ou anestesista, é o médico responsável por realizar a aplicação da anestesia durante procedimentos cirúrgicos e também por acompanhar todo o funcionamento do organismo, avaliando e corrigindo eventuais alterações de órgãos e os sinais vitais do paciente, como pressão arterial, frequência cardíaca e respiratória, entre outras.

O que fazemos

Atuamos de forma multidisciplinar com outros serviços da instituição, promovendo um atendimento humanizado e especializado ao paciente oncológico, em três frentes de atuação:

Pré-operatório (segurança acima de tudo)

O contato com o anestesiologista inicia-se na consulta de avaliação pré-anestésica, antes da cirurgia.

Essa consulta é fundamental para o preparo adequado do paciente. A análise dos exames e as avaliações de outras especialidades diminuem consideravelmente o risco de complicações no período operatório, como casos de reação alérgica, por exemplo. É nesse momento que o paciente consegue tirar todas as suas dúvidas sobre a anestesia.

Uma boa avaliação ambulatorial reduz a necessidade de suspensão de cirurgias por motivos clínicos e reduz a média de tempo de permanência hospitalar.

Intraoperatório (infraestrutura e qualidade no atendimento)

Durante a cirurgia, o anestesista permanecerá ao lado do paciente para monitorar seus sinais vitais (como pressão arterial e frequência cardíaca), a função cerebral e manter os níveis adequados de analgesia.

Monitores de última geração ajudam nessa tarefa. Contamos com uma moderna estrutura que possibilita controlar as alterações da hemoglobina de forma contínua e não invasiva, evitando transfusões em excesso e diminuindo taxas de morbidade e mortalidade.

O anestesista também administra medicamentos para dor e náuseas ao final do procedimento, para garantir uma recuperação adequada.

Pós-operatório (cuidados especiais)

Após a cirurgia, o paciente é encaminhado para uma sala de recuperação ou para a UTI. No caso de cirurgias de grande porte, o A.C.Camargo conta com o serviço de analgesia pós-operatória, em que uma equipe especializada no manejo da dor trabalha para evitar qualquer tipo de desconforto no pós-operatório causado pela doença ou seu tratamento.

Somos um dos primeiros na América Latina a criar o serviço de Emergência Oncológica, para realizar o atendimento ininterrupto aos pacientes em tratamento que apresentam alguma intercorrência proveniente da doença ou da terapêutica adotada.

O serviço foi implantado para atender à expectativa de pacientes que, durante o tratamento, pudessem concentrar os atendimentos médicos num único local, contando com a integração multidisciplinar adotada na instituição.

Utilizamos protocolos diferenciados para as patologias mais frequentes em pacientes que estão em tratamento, como: controle álgico (controle da dor), compressão medular (tumores que invadem a medula), netropenia febril (febre alta e persistente), hipercalcemia maligna (excesso de cálcio no sangue), insuficiência respiratória, entre outras.

A Emergência dispõe de leitos equipados com suporte de monitores cardíacos, de pressão e respiratório, além da sala de reanimação cardiorrespiratória. A equipe de enfermagem é especializada para a manipulação de cateteres e sondas. O serviço conta, ainda, com o acesso em rede a resultados de exames de laboratório e de imagem dos pacientes da instituição.

O Serviço Internista do A.C.Camargo Cancer Center é composto por médicos capacitados a atuar em situações de risco iminente e atendimento de emergências envolvendo os pacientes em tratamento internados na instituição. O grupo possui médicos internistas de plantão 24 horas, todos os dias da semana, para oferecer todo o suporte necessário durante o tratamento de câncer.

Cabe ao médico internista oferecer suporte imediato, avaliar e tratar cada um dos pacientes internados nas diferentes especialidades ou os que estejam em realização de exame em ambiente ambulatorial. O internista também oferece atendimento aos demais circulantes do A.C.Camargo que apresentem alguma alteração de sinais vitais ou sintomas e, dessa forma, demandem avaliação clínica e conduta imediata.

A Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do A.C.Camargo Cancer Center atende a cada ano uma média de dois mil pacientes. A média de permanência dos pacientes é de 3,5 a 5 dias, um índice de recuperação que supera até mesmo o de hospitais gerais, que normalmente tratam doenças menos complexas.
O número é reflexo do trabalho multiprofissional e integrado que reúne médicos, enfermeiros, fisioterapeutas, farmacêuticos e psicólogos, associado a uma tecnologia de ponta e a conceitos inovadores de humanização, entre eles a visita estendida e a preservação do sono do paciente.

Como tratamos

Integrando o contexto interdisciplinar da UTI está o conceito de humanização. O paciente é acompanhado pelo mesmo médico durante toda a internação. A equipe possui um médico para cada seis pacientes. Isso faz com que a família se sinta mais segura e amparada. Essa proporção é maior do que o recomendado pela legislação vigente e pela Associação Médica Brasileira (AMB), que preconiza um médico para cada 10 pacientes.

Oferecemos também o programa de visita estendida (12h às 20h): o familiar pode acompanhar o paciente durante todo o tempo que quiser, sendo o revezamento entre os familiares realizado uma vez no período da tarde. Outro cuidado é com a preservação do sono do paciente. Para isso, durante a noite, a iluminação é gradativamente diminuída e são reservadas quatro horas para que o paciente descanse; nenhuma rotina será realizada nesse período, exceto em casos emergenciais.

Temos uma equipada sala de conferência para conversas entre equipe médica e familiares.

Estrutura

O complexo de UTIs oferece os mais avançados equipamentos. Dispõe de uma unidade onde os pacientes ficam em quartos privativos. Reúne aparelhos de ventilação não invasiva, que permitem a respiração artificial sem necessidade de entubação ou sedação e também equipamentos de monitoração hemodinâmica e sistema de nebulização ultrassônica.

A equipe trabalha com condutas uniformes e individualizadas para os pacientes. São gerenciados os protocolos de dellirium e sedação, pneunomia associada à ventilação mecânica, infecção de cateter central, além de todos os protocolos assistenciais gerenciados na instituição.