Notícias

Dia Mundial da Saúde Digestiva

H.pylori pode ter relação com
câncer de estômago: aprenda
como diminuir os riscos
Dia Mundial da Saúde Digestiva

H.pylori pode ter relação
com câncer de estômago:
aprenda como diminuir
os riscos


CLOSE

Dia Mundial da Saúde Digestiva (‪29/5‬)‬‬‬‬: H.pylori pode ter relação com câncer de estômago: aprenda a como diminuir os riscos

Publicado em: 29/05/2019

Controlar bactérias que causam infecções é importante para prevenir doenças e tumores digestivos – assim como evitar álcool, fumo e o consumo em excesso de sal, conservas, defumados e carne vermelha

Em ‪29 de maio‬ é comemorado o Dia Mundial da Saúde Digestiva, que tem por objetivo destacar a importância do diagnóstico precoce e da prevenção das doenças do aparelho digestivo, que é composto por 10 órgãos: boca, faringe, esôfago, estômago, fígado, pâncreas, intestino delgado, intestino grosso, reto e ânus.‬ ‬

Nos países em desenvolvimento, incluindo o Brasil, os tumores de estômago estão entre os mais incidentes. De acordo com o INCA, é o quarto mais comum entre homens e, em mulheres, é o sexto. 

É importante ficar atento sobre o assunto, já que infecções e hábitos alimentares são os principais fatores para o desenvolvimento de doenças e tumores na região.

Câncer de estômago versus H.pylori

Um dos fatores mais frequentemente relacionados a esse tumor é a infecção pela bactéria H.pylori, que também pode causar gastrite e úlcera. “A bactéria causa um processo infeccioso crônico que pode levar à modificação das células do estômago, gerando mutações nos genes responsáveis pelo desenvolvimento do tumor”, explica Felipe Coimbra, head de Tumores Abdominais do A.C.Camargo Cancer Center.

A contaminação por H.pylori acontece pela ingestão de alimentos contaminados e crus, ou mesmo de pessoa para pessoa. Geralmente, esse contágio acontece na infância e pode acompanhar o paciente a vida toda, sem manifestar sintomas. 

“É importante destacar que a maioria das pessoas que possui a bactéria nunca vai desenvolver câncer. O tumor aparece pela combinação de fatores, que incluem uma predisposição genética, hábitos e fatores alimentares também”, alerta o doutor Felipe.

Os sintomas do câncer de estômago, no início, podem ser inespecíficos. Por isso, ao sentir dor, queimação, refluxo, indigestão ou qualquer desconforto, é importante procurar ajuda de um médico para uma avaliação e investigação. Há diversos exames para realizar o diagnóstico da bactéria, como endoscopia, exame de sangue e até testes respiratórios.

Vida saudável e equilibrada, eis o caminho 

A prevenção de tumores digestivos começa pela adoção de bons hábitos de vida. Uma alimentação adequada, com sódio reduzido e alimentos pouco ou não processados; a prática de exercícios físicos, além de evitar o fumo, o álcool e a obesidade são medidas eficazes que podem garantir maior qualidade de vida e conter o aparecimento de doenças e tumores.

É importante também manter as vacinas em dia, principalmente contra a hepatite B, que pode levar à cirrose e ao câncer de fígado. Controlar o diabetes e ficar de olho na gordura do fígado (esteatose hepática) também são medidas importantes para a saúde digestiva.